Powered by WP Bannerize

Prefeito de Monte Carmelo, Fausto e mais 18 são denunciados pelo MPMG por fraude e atentado contra promotor

Publicado em: 22/04/2016
 

Segundo reportagem do G1 dezenove pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público Estadual (MP) em Monte Carmelo, no Alto Paranaíba, por suspeita de envolvimento em fraudes licitatórias e no atentado contra o promotor de Justiça Marcus Vinicius Ribeiro Cunha. Entre os citados estão o prefeito, servidores públicos e empresários do Município. O adovogado do prefeito e do vice nega as acusações e diz que os clientes são alvos de armação política.

O processo tramita no Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJMG), em Belo Horizonte. O desembargador Sávio Chaves informou sobre a ação penal e enviou uma carta de ordem para a comarca de Monte Carmelo, a fim de que os réus sejam notificados e constituam advogados de defesa para apresentarem resposta à denúncia  em 15 dias.

Em janeiro deste ano, o MP ofereceu a denúncia que envolve o prefeito de Monte Carmelo, Doutor Fausto (PT), o vice Joãozinho Dentista (PHS) e o o presidente cassado da Câmara Municipal Valdelei José de Oliveira (PR). Conforme a denúncia, o prefeito é acusado de ser chefe de uma organização criminosa especializada em fraudar licitações públicas. O vice estava associado ao chefe do Executivo.

No esquema, empresas constituídas por laranjas eram usadas para repassar os lucros das licitações para Valdelei de Oliveira, que é o suspeito de ser mentor da tentativa de assassinato, em fevereiro do ano passado, do promotor Marcus Vinícius Ribeiro Cunha, o responsável por conduzir o caso.

Além disso, as investigações dão conta de que as verbas públicas eram desviadas em proveito próprio dos acusados para garantir apoio político ao prefeito na Câmara, já que, ao ser eleito em 2012, ele não tinha maioria na Casa e precisar fazer composição para governabilidade. Leia na Integra no G1