Powered by WP Bannerize

Volkswagen Fusca: as versões que nunca tivemos no Brasil

Publicado em: 12/04/2018
 

Vendido nos quatro cantos do mundo e considerado um dos carros mais icônicos da história, o Volkswagen Fusca se adaptou para cada país em que foi vendido. Para tanto, a última e atual geração assumiu como nome de batismo oficial o apelido que seu avô carregou em cada país onde foi vendido. Pensando nisso, reunimos três versões de cada geração do Fusca que não tivemos no Brasil.

 

GSR

Versão com apelo esportivo do Fusca original foi vendida apenas na cor Amarelo Saturno. Ela se diferenciava pela pintura preta na tampa do motor, capô e para-choques. Rodas esportivas maiores e interior com couro preto também faziam parte do pacote. O motor 1300 não era alterado.

Slide 8 de 9: Ao longo de três gerações e de praticamente 80 anos, o Fusca assumiu personalidades diferentes ao redor do mundo

 

Cabrio

Apesar das inúmeras transformações feitas no Brasil, o verdadeiro Fusca conversível jamais foi vendido oficialmente pela Volkswagen por aqui. Nos primeiros anos o modelo contava com para-brisa reto.

Slide 3 de 9: Ao longo de três gerações e de praticamente 80 anos, o Fusca assumiu personalidades diferentes ao redor do mundo

 

Super Beetle/1302/1303

A evolução do Fusca: nos EUA e na Europa o modelo recebeu novo para-brisa, interior com um painel mais requintado feito de plástico, suspensão McPherson, porta-malas ampliado, freios a disco na dianteira, seta no para-choque e espaço interno ampliado. Alterações que nunca chegaram ao Brasil.

Slide 2 de 9: Ao longo de três gerações e de praticamente 80 anos, o Fusca assumiu personalidades diferentes ao redor do mundo

 

RSi

Com produção limitada a apenas 250 unidades feitas entre 2001 e 2003, essa foi a versão mais potente e rápida do New Beetle. Ele era equipado com motor VR6 3.2 de 221 cv associado à transmissão manual de seis marchas e tração integral. O visual também era bastante esportivo.

Resultado de imagem para imagens fusca RSI

 

Turbo S

Mais manso que o New Beetle RSi, porém ainda esportivo, o modelo recebeu motor 1.8 turbo de 180 cv do Golf GTI junto a um aerofólio traseiro ativo. O Turbo S durou pouco, apenas entre 2002 e 2004.

Slide 5 de 9: Ao longo de três gerações e de praticamente 80 anos, o Fusca assumiu personalidades diferentes ao redor do mundo

 

Final Edition

Apresentado em 2010, o New Beetle Final Edition seguiu o mesmo esquema de cores da nossa Kombi Final Edition, porém invertido: a parte de baixo da carroceria recebia pintura branco Campanella enquanto da linha de cintura para baixo a cor era Azul Aquarius.

Slide 6 de 9: Ao longo de três gerações e de praticamente 80 anos, o Fusca assumiu personalidades diferentes ao redor do mundo

GSR

Tal qual o Fusca original, o novo modelo também a série especial GSR. A carroceria era pintada em amarelo acompanhada de adesivos em preto. Os para-choques vinham da versão R-Line e o motor era o conhecido 2.0 TSI, porém com 10 cv extras, totalizando 210 cv.

Slide 1 de 9: Ao longo de três gerações e de praticamente 80 anos, o Fusca assumiu personalidades diferentes ao redor do mundo

50’s/60s’/70’s

Celebrando toda a história do Fusca, a Volkswagen desenvolveu três séries especiais logo no lançamento da atual geração. Cada uma trazia elementos alusivos às décadas de produção do modelo. O Fusca que homenageia a década de 1950 conta até com calotas “tigela”.

Slide 7 de 9: Ao longo de três gerações e de praticamente 80 anos, o Fusca assumiu personalidades diferentes ao redor do mundo

 

Dune

Já pensou em um Fusca off-road? E que tal conversível? Antecipando a reestilização do modelo, a versão Dune foi apresentada em 2016 e trazia suspensão elevada em 1,4 cm, tração integral e muito plástico preto.

Slide 9 de 9: Ao longo de três gerações e de praticamente 80 anos, o Fusca assumiu personalidades diferentes ao redor do mundo

(Icarros.com)