Tiroteios na parte alta de Patos de Minas atingem jovens e uma criancinha de 3 anos

Publicado em: 17/07/2017
 

A violência nos Bairros Alto da Colina e Jardim Esperança deixou três pessoas feridas na tarde deste sábado (15). Entre as vítimas está uma criancinha de apenas 3 anos. Ela foi levada para um hospital particular para receber atendimento médico. Os tiroteios podem ter acontecido por rixa entre grupos rivais.

 

Os primeiros disparos aconteceram na rua Jacarandás, bairro Alto da Colina, por volta das 13h30. Um motociclista passou pelo local e abriu fogo. Foram cerca de 4 disparos. Pedro Henrique Costa da Silva, 18 anos, foi atingido por um disparo na região do tórax. Ele foi socorrido até o Hospital Regional por uma unidade do Samu.

 

A Polícia Militar foi até o local e começou os levantamentos para tentar encontrar o autor dos disparos. De acordo com o Sargento Saturnino, na rua Araças, Bairro Jardim Esperança, os policiais localizaram a moto que pode ter sido usada nos tiros. Enquanto aguardavam a chegada do guincho para remover o veículo, os militares acabaram ouvindo o segundo tiroteio.

 

Os policiais foram rapidamente para a Rua Jacarandás onde encontraram várias cápsulas deflagradas. Vinicius Rodrigues Amaral, 20 anos, tentou fugir, mas acabou sendo atingido na nádega direita por um dos disparos. A vítima disse que o atirador também estava em uma moto, mas não conseguiu dar muitos detalhes porque começou a correr para não ser atingido.

 

Nesses disparos, uma menininha que também estava próxima ao local acabou sendo atingida. Ela foi levada às pressas pelos familiares até o Hospital Nossa Senhora de Fátima. A menina estava sentada na calçada com mãe, quando foi atingida no braço por um dos cerca de 12 disparos efetuados no local, provavelmente de pistola.

 

A Polícia Militar está no local e faz rastreamentos para tentar localizar os atiradores. Nessa quarta-feira (12), disparos também nesta região haviam levado terror aos moradores. Um cachorrinho teve a perna dilacerada por um projétil. Leia mais! A suspeita é que os tiros vêm sendo realizados por disputa entre grupos rivais. No entanto, não foi só a criancinha que era inocente. As primeiras informações revelam que tanto Pedro Henrique quanto Vinícius não eram os verdadeiros alvos dos criminosos.

(Patoshoje)