PC apresenta mais três envolvidos em quadrilha de roubo de gado e número de presos chega a 10

Publicado em: 22/12/2016
 

A Polícia Civil apresentou na manhã desta quinta-feira (22) mais três pessoas que estariam envolvidas com a quadrilha de roubo de gado desbaratada na “Operação Pecus”. Leia mais! Com isso já são 10 autores presos e cerca de 200 cabeças de gado recuperadas. O grupo é apontado como autor de assaltos e roubos de carga em pelo menos oito cidades na região.

 

Os três homens foram presos nas cidades de Serra do Salitre e Monte Carmelo através de mandado de prisão. Dois deles, segundo o delegado Érico Rodovalho tem envolvimento direto com a quadrilha. O terceiro homem preso nesta ação teria sido o receptador de animais roubados pela quadrilha.

 

Helton Martins de Oliveira, de 25 anos, Marcelo Pereira de Almeida, de 32 anos e Guilherme Rocha Faria Gonçalves, de 26 anos, negam qualquer envolvimento com os crimes. Mas segundo a Polícia Civil as investigações mostram o contrário. Helton seria amigo de Felipe e teria usado o próprio carro para dar suporte à quadrilha.

 

Segundo o delegado Érico Rodovalho, Guilherme agia diretamente na execução dos crimes e Guilherme teria sido comprador de alguns animais. Ele é garageiro e, segundo o delegado, teria passado uma motocicleta para Zezé, um dos presos na Operação Pecus. Um segundo receptador da quadrilha foi preso em Carmo do Paranaíba, completando 10 envolvidos no total.

 

De acordo com a Polícia Civil, a quadrilha cometeu assaltos nas cidades de Presidente Olegário, Lagoa Grande, Romaria, Serra do Salitre, Campos Altos, Carmo do Paranaíba, Rio Paranaíba, Varjão de Minas e Patos de Minas. Os autores já vinham sendo investigados e quatro deles foram presos no dia 9 deste mês após mais um assalto, desta vez na região de Santana de Patos. Três caminhões transportando animais roubados foram apreendidos na época.

 

Segundo o delegado Érico Rodovalho, as investigações apontam que existem outras pessoas envolvidas com a quadrilha. Ele informou que as investigações vão continuar.

***patoshoje.