Powered by WP Bannerize

Patos de Minas tem cerca de 1000 casos suspeitos de dengue e vários casos da gripe H1N1

Publicado em: 19/04/2016
 

O Gerente de Epidemiologia do Município de Patos de Minas, Erivaldo Rodrigues Soares, informou que a cidade vive um momento de pico da Dengue.

Os números são expressivos, mas os casos de Dengue e Gripe H1N1 em Patos de Minas não chegam a configurar surto ou epidemia. No entanto, os cuidados continuam sendo fundamentais para evitar que a situação se agrave. A maior preocupação é com a dengue que possui cerca de 1000 notificações. Alerta também para H1N1 que já teve a morte de uma mulher da região.

O Gerente de Epidemiologia do Município de Patos de Minas, Erivaldo Rodrigues Soares, informou que a cidade vive um momento de pico da Dengue. “São 1000 casos notificados, 90 já confirmados e 70 descartados”, afirmou. A maioria ainda está em análise para descobrir se realmente é Dengue. “Não houve dengue hemorrágica ou algum caso mais complicado”, afirmou.

Erivaldo ressaltou que os números não chegam a configurar epidemia e estão dentro da normalidade, entretanto a população precisa continuar fazendo o trabalho de prevenção. Ele pediu às pessoas para evitar o acúmulo d’água limpando vasos de plantas, caixas d’água e descartando o lixo de forma adequada.

O gerente de epidemiologia destacou que o trabalho de combate à dengue foi intensificado nos últimos dias, mas as pessoas precisam contribuir. “A ajuda da população é fundamental. Existe só um agente para cada 800 residências”, destacou.

Com relação à Gripe H1N1, Patos de Minas já possui vários casos notificados da doença, mas também está dentro da normalidade. Erivaldo informou que houve um óbito de uma mulher de 36 anos em Patos de Minas por causa da gripe, no entanto a paciente é de São Gonçalo do Abaeté e ela já chegou à cidade com um quadro bastante avançado da doença.

Com relação a H1N1, ele ressaltou que está entrando o período de frio que é o mais propenso à proliferação da doença e pediu às pessoas para tomarem alguns cuidados como evitar locais fechados com aglomeração de pessoas, evitar pegar nas mãos, ficar mais afastadas das pessoas com gripe, não usar utensílios comuns e utilizar a etiqueta da tosse.

Erivaldo ainda informou que em Patos de Minas não houve nenhum caso de Zica Vírus ou Febre Chikungunya.

Autor: Farley RochaPatoshoje