Powered by WP Bannerize

Patos de Minas – Professora com mestrado perde R$8 mil, mais joias e cheques em golpe do bilhete premiado

Publicado em: 27/03/2015
 

Os estelionatários fizeram mais uma vítima em Patos de Minas e, por incrível que pareça, usaram a velha história do bilhete premiado. A vítima foi uma professora aposentada, inclusive com título de Mestre. Os golpistas conseguiram levar R$8 mil em dinheiro, alguns cheques e ainda joias que não se pôde precisar o valor.

O crime aconteceu na tarde desta quinta-feira (26) no centro da cidade. De acordo com o Major Furst, a vítima de 65 anos teria sido abordada por uma jovem que, a princípio, lhe teria perguntado sobre um endereço. Após isso, ela começou a história de que tinha uma dívida e que estava de posse de um bilhete premiado no valor de cerca de R$1 milhão e meio.

Como todas as vezes, o comparsa apareceu na conversa para dar aparência de veracidade. Ele pegou o bilhete e ao conferir se mostrou todo entusiasmado dizendo que o papel realmente valia todo o dinheiro. Com a promessa de ganhar 10% do valor do bilhete, ele entregou para a comparsa um pacote de um suposto dinheiro e mais uma caixa de joias

Tudo pareceu muito real e, para ganhar um pouco daquele dinheiro, a vítima acabou entregando R$1.000.00. Não satisfeitos, os golpistas pediram mais e ela então entregou mais R$7 mil, algumas joias e alguns cheques. A professora só descobriu que se tratava de um golpe quando foi em uma loja indicada pela golpista e soube que o endereço passado não existia.

A Polícia Militar foi acionada e começou os rastreamentos para prender os criminosos. O policial informou que as câmeras de vigilância flagraram a ação dos bandidos e as imagens já estão em poder dos Policiais. Eles estavam em um Toyota/Corolla preto com placa do Rio de Janeiro. Como a polícia continua os rastreamentos, o militar achou melhor não repassar mais detalhes do crime.

Após o fato, a própria vítima disse que não soube como caiu no golpe. O oficial aproveitou para alertar mais uma vez para este tipo de crime. Ele pediu os filhos para conversarem com os familiares sobre os golpes. “Dinheiro não cai do céu”, afirmou. E para esse caso, pode-se tirar outra lição. Os criminosos devem ser altamente treinados. A vítima possui o título de mestrado, o que é necessário anos de estudos para se alcançar.

 

Autor: Farley Rocha