Powered by WP Bannerize

Patos de Minas cria 1791 empregos em 2017 ficando na segunda posição em Minas Gerais

Publicado em: 27/01/2018
 

Diferentemente de todo o Brasil, Patos de Minas segue criando empregos formais. Em 2017 foram 1791 novas ocupações. O resultado deixa a Capital do Milho na segunda posição no estado e em 18º no Brasil que perdeu 20.832 postos de trabalho com carteira assinada fechados no passado.

 

Patos de Minas tem tradição na criação de postos de trabalho. De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho, dos últimos 16 anos, apenas em 2015 houve resultado negativo. Em 2012, 2011, 2010 e 2009 foram os anos de maior criação de empregos na cidade, em todos tiveram mais de 2 mil empregos criados. O resultado de 1791 é o 5º melhor dos últimos anos.

A cidade que mais gerou empregos em 2017 no estado foi Uberlândia com 2175 novos postos de trabalho. Patrocínio criou 614; Lagoa Formosa mais 99; Carmo do Paranaíba mais 80; São Gotardo mais 40; Lagamar mais 173; Lagoa Grande mais 221; Varjão de Minas mais 219; Vazante mais 279; Tiros mais 68 e Presidente Olegário saldo negativo de 49.

 

No Brasil, o ano de 2017 foi o terceiro consecutivo com perda de vagas formais. Com a retração no mercado de trabalho, o Brasil encerrou o ano com um total de 38,29 milhões de empregos com carteira assinada – o volume mais baixo desde o final de 2011. Milhões de pessoas continuam desempregadas no país.

(Patoshoje)