Powered by WP Bannerize

Saúde

Quais são os males que o cigarro provoca no corpo humano?


Publicado em: 27/11/2014
 

O cigarro pode causar cerca de 50 doenças diferentes, especialmente problemas ligados ao coração e à circulação, cânceres de vários tipos e doenças respiratórias. “A fumaça do cigarro é absorvida por combustão, o que aumenta ainda mais os males da sua composição”, diz Valéria Cunha de Oliveira, técnica da divisão de tabagismo do Instituto Nacional do Câncer (Inca), no Rio de Janeiro. Parece papo de ex-fumante, mas é a pura verdade: em cada tragada são inaladas 4 700 substâncias tóxicas. Entre elas, três são consideradas as piores.

 

A primeira é a nicotina, que provoca dependência e chega ao cérebro mais rápido que a temida cocaína, estando associada aos problemas cardíacos e vasculares (de circulação sanguínea). A segunda é o monóxido de carbono (CO), aquele mesmo que sai do cano de escapamento dos carros. Ele combina com a hemoglobina do sangue (responsável pelo transporte de oxigênio) e acaba reduzindo a oxigenação sanguínea no corpo. É por causa da ação do CO que alguns fumantes ficam com dores de cabeça após passar várias horas longe do cigarro. Nesse período de abstinência, o nível de oxigênio circulando pelo corpo volta ao normal e o organismo da pessoa, que não está mais acostumado a esse “excesso”, reclama por meio das dores de cabeça. A terceira substância tida como grande vilã é o alcatrão, que reúne vários produtos cancerígenos, como polônio, chumbo e arsênio.

 

Todo câncer relacionado ao fumo – como na boca, laringe ou estômago – tem alguma ligação com o alcatrão. A união desse poderoso trio de substâncias na composição do cigarro só poderia tornar o produto extremamente nocivo à saúde. Para se ter uma idéia, 90% dos casos de câncer de pulmão – a principal causa de morte por câncer entre os homens brasileiros – estão ligados ao fumo.

Alvos fáceis demaisCoração e pulmão estão entre as principais partes do organismo atingidas pelo tabaco1. Da cárie ao câncerO tabagismo provoca vários estragos na região da boca. Além de modificar o hálito, a fumaça irrita a gengiva e pode facilitar o surgimento de cáries. Há também uma alteração nas papilas gustativas, o que afeta o paladar do fumante. O cigarro ainda aumenta os riscos de câncer de boca, apesar de ser menos prejudicial nesse aspecto que o charuto

2. Chapa preta

Várias substâncias tóxicas presentes na fumaça fazem os tecidos dos pulmões perderem elasticidade, o que acarreta uma destruição parcial da estrutura desses órgãos. É isso que as chapas de pulmão dos fumantes – bastante escuras – mostram. Das mortes provocadas por bronquite ou enfisema, 85% estão associadas ao cigarro. O câncer de pulmão é ainda a principal causa de morte por câncer entre fumantes

3. Trabalho com a nicotina

A nicotina aspirada pelo fumante segue para o fígado, onde é metabolizada. Por isso, esse órgão também está sujeito a desenvolver câncer

4. Estômago embrulhado

Já foram encontrados resíduos de um agrotóxico chamado DDT em amostras do alcatrão que compõe o cigarro. O DDT irrita as paredes do estômago e pode levar o fumante a sentir náuseas. Além disso, uma parte das substâncias tóxicas do cigarro é metabolizada no estômago, o que pode gerar gastrite, úlcera e até mesmo câncer

5. Risco de derrame

O cérebro também pode ser afetado pelas dificuldades de circulação causadas pelo cigarro. Os vasos comprimidos, a qualidade de sangue prejudicada e o aumento da pressão arterial podem resultar em derrame cerebral

6. Circulação comprometida

A nicotina diminui a espessura dos vasos sanguíneos e o monóxido de carbono reduz a concentração de oxigênio no sangue. Assim, o fumante está mais sujeito a vários problemas relacionados à circulação, como aneurismas (dilatação de vasos sanguíneos que favorece os derrames), tromboses (entupimento de vasos), varizes e até uma doença chamada tromboangeíte obliterante, que afeta as extremidades do corpo, podendo levar à amputação de membros

7. Infarto à vista

Um dos órgãos mais afetados é o coração. A ação da nicotina faz com que o corpo absorva mais colesterol. O cigarro também eleva a pressão arterial e a freqüência cardíaca, que sobe até 30% durante as tragadas. Tudo isso é fator de risco para problemas no coração, tornando o fumante mais propenso a ter infartos

Livre do vícioO que você ganha se ficar sem fumar por…20 minutos: a pressão sanguínea e a pulsação voltam ao normal2 horas: não tem mais nicotina circulando no sangue

8 horas: o nível de oxigênio no sangue se normaliza

2 dias: o paladar ganha sensibilidade novamente

3 semanas: a respiração fica mais fácil e a circulação sanguínea melhora

5 a 10 anos: o risco de sofrer infarto passa a ser igual ao de quem nunca fumou



Beneficios da água


Publicado em: 14/11/2014
 

Os benefícios de beber água são principalmente manter a pele e cabelos saudáveis e ajudar a regular o intestino diminuindo a prisão de ventre.

Outros benefícios de beber água são:

  • Regular melhor a temperatura corporal;
  • Combater acne, estrias e celulite;
  • Facilitar o transporte de nutrientes no corpo;
  • Melhorar o funcionamento dos rins;
  • Prevenir o aparecimento de pedras nos rins;
  • Facilitar a digestão;
  • Diminuir o inchaço;
  • Melhorar a circulação sanguínea;
  • Ajudar a emagrecer.

Para ter todos os benefícios da água, deve-se ingerir 1 a 2 litros de água por dia, que não devem ser substituídos por sucos ou refrigerantes.

Benefícios de beber água em jejum

Os benefícios de beber água em jejum são principalmente estimular o sistema digestório após um período longo de jejum que é feito durante a noite, melhorando assim o processo digestivo.

Além disso, se a água for morna ou quente também dá uma maior sensação de estômago cheio e diminui o apetite.

Benefícios de beber água com limão

Os benefícios de beber água com limão são principalmente melhorar o esvaziamento intestinal aliviando mais rapidamente a prisão de ventre e ajudando a desintoxicar o corpo.

Para saber mais veja: Água com limão para o intestino preso

Pode-se inclusive beber em jejum água morna com limão para estimular o funcionamento do sistema digestório, ajudar a desintoxicar e ainda diminuir o apetite.

 

Benefícios de beber água com gás

Os benefícios de beber água com gás incluem melhorar a indigestão e não engordar, pois não tem calorias. Além disso, a água com gás é uma excelente alternativa para reduzir o consumo de refrigerantes.

Apesar desses benefício a água com gás não deve ser bebida diariamente porque está relacionada com o enfraquecimento dos ossos e dentes e ainda irrita o aparelho digestório de quem tem refluxo.

 

Fonte: http://www.tuasaude.com/beneficios-de-beber-agua/

 



Benefícios da gelatina


Publicado em: 14/11/2014
 

Os benefícios da gelatina para a saúde envolvem o fortalecimento das unhas e cabelos, dando-lhes maior resistência, espessura, crescimento e brilho. A gelatina é também uma excelente fonte de hidratação para a pele e intestinos.

A gelatina é uma sobremesa de origem animal rica em colágeno, que é o elemento responsável pela manutenção dos ossos e pela reconstituição ou regeneração das articulações. O colágeno age de forma a travar o processo de flacidez natural própria do envelhecimento.

 

Gelatina engorda?

A gelatina não engorda, porque apesar de ter açúcar, tem também muita água, o que faz deste alimento um complemento muito bom para as dietas. Quem quiser pode optar pela gelatina diet ou ligth, e aí não tem açúcar nenhum.

A gelatina não tem gorduras e é uma alternativa doce que pode ser consumida na versão diet, podendo fazer parte de uma dieta para emagrecimento ou apenas para o rejuvenescimento da pele, por causa do colágeno.

 

Adicionar maçã, morango, pêssego ou abacaxi aos pedaços na água quente, antes de fazer a gelatina, é uma forma de tornar a gelatina ainda mais nutritiva.

 

Fonte: http://www.tuasaude.com/



Benefícios do consumo de espinafre


Publicado em: 14/11/2014
 

O espinafre, a verdura que ficou famosa por deixar o personagem marinheiro Popeye, do desenho animado, forte,  realmente tem o poder de fortalecer o organismo de diversas maneiras.

Ele é rico em sais minerais importantes, como o ferro, o fósforo e o cálcio; tem altas concentrações de vitaminas do complexo B e A e, por isso, contribui para a saúde de maneira geral:

  • na formação dos dentes e ossos;
  • na construção muscular;
  • na coagulação sanguínea;
  • na conservação da visão.
  • na manutenção da  pele;
  • proteção do aparelho digestivo;
  • na saúde do sistema nervoso.
  • previne a desnutrição e anemias;
  • proteje o sistema cardiovascular.

Todos esses elementos que fazem parte de sua composição, tornam o espinafre um alimento muito nutritivo e com uma propriedade importantíssima na prevenção de doenças e envelhecimento precoce: ele é antioxidante! Segundo estudos, o cérebro consome grande quantidade de energia em seu funcionamento e deixa resíduos químicos oxidantes. O espinafre é um dos alimentos que, se consumidos com certa frequência, eliminam essas substâncias e “desenferrujam” o cérebro! Isto porque ele é rico em flavonoides, tendo sido identificados pelo menos treze tipos diferentes de flavonoides em sua composição, o que, entre outras coisas, previne doenças como o câncer!

 

A presença de flavonoides é tão significativa no espinafre, que seu extrato é utilizado por laboratórios, em pesquisas promissoras de combate às células cancerígenas de diversos tipos de cânceres, como: câncer de próstata, de estômago, de mama e de pele. Nos casos de câncer de próstata, as células se autodestroem e também não se multiplicam, foi a constatação de uma pesquisa publicada no Journal of Nutrition.

Especialmente indicado também, para as gestantes e crianças, já que previne anemia e desnutrição, já que contém altas quantidades de ferro e vitaminas importantes e cálcio, que colabora na formação de ossos e dentes das crianças e evita que a gestante venha a sofrer, futuramente, de osteoporose.

O consumo das folhas verdes também tem o poder de prevenir arteriosclerose, já que é rico em beta-caroteno e vitamina C, conhecidos antioxidantes, que impedem a fixação de colesterol LDL nas artérias e veias. Também a presença de ácido fólico, ou folato, ajuda nesse combate, impedindo a ocorrência de infartos ou acidente vascular cerebral. Como também é fonte de magnésio, colabora para manter a pressão arterial sob controle.

A vitamina C e K, tem propriedades anti-inflamatórias, ajudando, assim, em casos de asma, osteoporose, osteoartrite e artrite reumatoide, todas estas doenças envolvendo certos tipos de inflamação.

Também a visão de quem consome espinafre é grandemente beneficiada, pois, assim como outros vegetais verdes, ele possui um carotenoide chamado luteína, que combate doenças de visão, especialmente as degenerativas, causadas pela idade.

Como deve ser o consumo do espinafre?

É indicado que se consuma o espinafre no almoço ou jantar, preferencialmente cinco vezes por semana para aproveitar bem seus benefícios. O consumo pode ser feito através de receitas das mais diversas, sendo bastante versátil na culinária. A indicação é que o período de cozimento seja o mais reduzido possível, para a melhor preservação de seus nutrientes.

 

espinafre 2

Veja duas ótimas receitas para ususfruir os benefícios do espinafre

SUCO DE ESPINAFRE:

Escolha o espinafre fresco e de  folhas bem escuras, lave-as  e bata-as no liquidificador com um pouco de água. Após bem batido, o suco está pronto para beber.

Obs.: VARIAÇÃO:  bater uma xícara de folhas de espinafre com um copo de 200ml de suco de laranja. Esse suco, além de todos os nutrientes do espinafre e laranja, ainda ajuda na prisão de ventre.

 

espinafre 3

 

PANQUECAS DE ESPINAFRE:

Ingredientes:

  • 2 ovos batidos;
  • 1 colher de sopa de farinha de trigo;
  • 1 maço de espinafre limpo;
  • 1 colher de chá de sal.

Preparo:

Cozinhar o espinafre e fatiar as folhas em pequenos pedaços. Acrescentar a farinha de trigo, o sal e os ovos batidos e misturar até a massa ficar homogênea. Preparar as panquecas de modo usual, usando meia xícara de chá da massa para fazer cada panqueca.

O recheio pode ser de  sua preferência.

 

Fonte: http://www.remedio-caseiro.com/beneficios-do-consumo-de-espinafre

 



A berinjela e seus benefícios


Publicado em: 14/11/2014
 

Saiba o que é verdade e o que é mentira quando o assunto é essa hortaliça

 

A berinjela é considerada um fruto de uma planta originária da Índia e cultivada na África. Provavelmente foi introduzida na Europa pelos Arabes e, posteriormente, veio para as Américas. É uma hortaliça anual, sendo que a época de seu plantio é de setembro a fevereiro e, em regiões de clima quente, é cultivada ao longo do ano. É considerada sensível ao frio, à geada e ao excesso de chuva na floração.

A berinjela é considerada um fruto de uma planta originária da Índia e cultivada na África. Provavelmente foi introduzida na Europa pelos Arabes e, posteriormente, veio para as Américas. É uma hortaliça anual, sendo que a época de seu plantio é de setembro a fevereiro e, em regiões de clima quente, é cultivada ao longo do ano. É considerada sensível ao frio, à geada e ao excesso de chuva na floração.

Tipos
A berinjela pode ser clara, rajada ou escuras, considerando também o seu comprimento e o seu diâmetro.

Desvendando alguns mitos
Nos últimos anos, o consumo de berinjela aparentemente aumentou devido às informações veiculadas sobre supostos benefícios que seu consumo ofereceria às pessoas. A idéia atual mais difundida é de que seu consumo regular ajudaria a diminuir os níveis de colesterol. Apesar de muitos acreditarem nesta informação, até o presente momento não existem estudos científicos realizados com humanos que comprovem, de maneira satisfatória, esta afirmação.

Um estudo realizado com o extrato seco da berinjela verificou uma pequena correlação entre a diminuição do colesterol e o consumo do extrato seco. Porém, a resposta clínica deste estudo não atingiu os valores estabelecidos pelos órgãos competentes.

Outro estudo não constatou nenhum efeito do seu suco misturado à laranja (200ml por dia), nos níveis plasmáticos de colesterol total e suas frações LDL, VLDL e HDL, bem como de triglicérides.

Apesar dos diferentes resultados, os pesquisadores em questão concordam que ainda existem poucas informações acerca dos benefícios que ela oferece com relação ao colesterol.

Benefícios à saúde
Embora não haja comprovação, até o momento, de que a berinjela diminua o colesterol, esta hortaliça fornece muitos outros nutrientes benéficos à saúde.

Levando em consideração a composição nutricional de seu fruto, este pode ser considerado fonte de minerais e vitaminas. As análises laboratoriais mostram que, em 100g de berinjela crua, se encontram em quantidades consideráveis os seguintes minerais: magnésio, zinco, potássio, cálcio, ferro e fósforo. As principais vitaminas encontradas são as vitaminas A, B1, B2 e C. Além disso, ela destaca-se por apresentar uma grande quantidade de água, essencial para manter o corpo hidratado e favorecer as reações químicas nas células corporais; uma significativa porcentagem de fibras, que auxilia no bom funcionamento intestinal e formação do bolo fecal; além de ser considerada como um alimento que fornece poucas calorias, auxiliando no controle do peso.

Composição
A berinjela é composta por diversos nutrientes importantes para a manutenção da saúde. Seguem alguns nutrientes especiais encontrados em sua composição, bem como algumas das suas funções.

1) Magnésio: atua nas reações enzimáticas e faz parte da constituição dos ossos e dentes;
2) Zinco: atua no crescimento e desenvolvimento do sistema imunológico e está diretamente relacionado à reprodução;
3) Potássio: atua na contração muscular, na síntese de glicogênio e no metabolismo protéico e de carboidratos;
4) Cálcio: atua na formação dos ossos e dentes, na transmissão de impulsos nervosos e na contração muscular;
5) Vitamina B1: exerce importante função no metabolismo dos carboidratos e das gorduras;
6) Vitamina B2: atua em diversos processos metabólicos no organismo, bem como na transformação de gorduras, proteínas e carboidratos;
7) Vitamina C: atua como antirradicais livres, facilita a absorção do ferro e da glicose e age na fabricação dos neurotransmissores.

Além destes compostos, contêm fenóis que agem como antioxidantes. Estas substâncias possuem atividade anti-inflamatória para evitar que as plaquetas sanguíneas se aglomerem. Ainda, inibe a ação dos radicais livres no organismo para proteger as moléculas de DNA e prevenir processos carcinogênicos.

Comercialização
A berinjela mais comercializada é a com casca arroxeada. A tonalidade de sua casca deve-se à presença de antocianinas, proantocianinas e flavonóides. As duas primeiras substâncias inibem a produção de radicais livres e os flavonóides apresentam propriedades antioxidantes. Sendo assim, recomenda-se que esta seja consumida com as cascas.

Sugestões de preparo e consumo
Preparações mais utilizadas: ela é muito utilizada em cuscuz, suflê, tortas, saladas, recheada e em forma de lasanha;

Como comprar? A de boa qualidade deve apresentar pedúnculo verde e rijo, fruto escuro, sem manchas, macio, de pele fina, brilhante e sementes claras. As opacas e amolecidas já estão velhas e perderam um pouco suas propriedades nutricionais;

Como armazenar? Até o momento do preparo, deve ser armazenada inteira e com casca, para que não haja perda de nutrientes e alterações sensoriais, sob refrigeração, por um período máximo de quatro dias. Se guardada dentro do frigorífico, em um saco plástico, dura de uma a duas semanas;

Como preparar? Deve ser preparada com casca, em pedaços grandes e se for cozida em água, o volume da água de cozimento deve ser o menor possível, para minimizar a perda de nutrientes. Além disso, evite cozinhar por tempo prolongado em altas temperaturas para reduzir as perdas das vitaminas hidrossolúveis (C e complexo B);

Como evitar gosto amargo? Para retirar o gosto amargo que a caracteriza, corte-a ao meio, esfregue com sal e escorra, ou deixe-a aberta coberta com água e sal, limão ou vinagre, durante 15 minutos. Escorra em seguida e seque com papel absorvente.

Agora, com essas orientações, introduza esse alimento em seu cardápio semanal e aproveite ao máximo tudo que ele nos oferece.

 

Fonte: http://www.minhavida.com.br/