Notícias

Governo Municipal apresenta nova máquina de sinalização viária horizontal


Publicado em: 28/10/2017
 

O Governo Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Segurança Pública, Trânsito e Transportes, apresentou na manhã de sexta-feira (27) a nova máquina de pintura para sinalização viária. Com a nova ferramenta o trabalho que antes era feito de forma manual, com rolos e pinceis, passa a ser mais dinâmico e eficiente. Além disso, a nova máquina utiliza uma quantidade bem menor de tinta durante o seu funcionamento, em comparação com o que era gasto anteriormente, o que representa uma economia considerável para o Município.

 

Para o Prefeito Deiró Marra, o novo equipamento representa um salto significativo nos trabalhos de sinalização viária da cidade e tem como objetivo proporcionar maior segurança a pedestres e motoristas. “É sem dúvida um momento simbólico, nós temos aqui uma máquina de primeira linha que vai fazer a diferença, foi um investimento de mais de R$ 260 mil feito com 100% de recursos próprios. Nós tivemos várias discussões antes de adquirir este equipamento para realmente escolher o melhor, e não poupamos esforços, fizemos a aquisição de uma máquina com alta tecnologia, que é utilizada em grandes centros urbanos como São Paulo e Belo Horizonte, e isso mostra que a Secretaria de Trânsito está  cumprindo o seu papel, sempre aplicando muito bem os recursos que são colocados ao desenvolvimento da pasta”disse Deiró Marra.

 

Alcides Dornelas, secretário municipal de Segurança Pública, Trânsito e Transportes contou que o novo maquinário permitirá em um tempo bastante reduzido a ressinalização em diversos pontos da cidade onde é necessária “A cidade está crescendo, se desenvolvendo e nós temos que acompanhar tanto no que diz respeito à tecnologia quanto na melhor qualidade de prestação de serviço público, é justamente essa a orientação do nosso Prefeito, com a aquisição dessa máquina vamos melhorar não só a agilidade, mas também agora teremos a possibilidade de prestar esse serviço  de forma mais fácil sempre que for necessário“ contou o secretário, que ainda explica que o equipamento permitirá aos funcionários realizar pintura de faixas de pedestre, lombadas, faixas tracejadas e contínuas, símbolos, divisão de fluxo de tráfego, pintura de faixas de retenção, faixa de aproximação e outros tipos de pintura viária, todos de acordo com as normas previstas no Código Nacional de Trânsito.

 

A máquina adquirida é de última geração e possui grande praticidade, agilidade e precisão de trabalho, além de economizar material. Munida de equipamentos específicos para pintura a frio, ela conta com dois tanques de tinta de 100 litros, duas pistolas mecânicas (para faixas contínuas e seccionadas), uma pistola manual (para faixa de pedestre) e programador eletrônico. O equipamento possui ainda uma autonomia de 350 m² de pintura viária e será operado por uma equipe do município, que foi devidamente treinada e capacitada para tirar melhor proveito do equipamento.

Prefeitura Municipal de Patrocínio



Ministros trocam ofensas em julgamento no STF


Publicado em: 27/10/2017
 

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes e Luís Roberto Barroso discutiram e trocaram ofensas na sessão da Corte na tarde de hoje (26). A discussão ocorreu durante o julgamento sobre a validade da uma decisão que envolve a extinção de tribunais de contas de municípios. O estopim para o início da briga ocorreu após Mendes criticar a situação financeira do Rio de Janeiro, estado de origem de Barroso.

 

 

Barroso questionou se, no Mato Grosso, estado de Gilmar Mendes “está tudo muito preso”, em referência aos políticos presos no Rio de Janeiro e complementou dizendo: “Nós prendemos, tem gente que solta”. Em resposta, Gilmar disse que o colega, ao chegar ao STF, “soltou José Dirceu”, ex-ministro do governo Luiz Inácio Lula da Silva e condenado no caso do Mensalão.

 

 

Em seguida, os ministros foram interrompidos pela presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, mas voltaram a discutir.

 

 

Na segunda parte do bate-boca, ao explicar as razões pelas quais concedeu indulto ao ex-ministro José Dirceu, Barroso acusou Mendes de ser parcial em suas decisões.

 

 

“Não transfira para mim essa parceria que Vossa Excelência tem com a leniência em relação a criminalidade do colarinho branco”, afirmou.

 

 

Ao rebater as declarações de Barroso, Gilmar Mendes disse que não é “advogado de bandidos internacionais”, em referência ao trabalho de Barroso como defensor do ex-ativista italiano Cesare Battisti, antes de ser nomeado ao STF.

 

 

Na tréplica, Barroso disse a Gilmar: “Vossa Excelência vai mudando a jurisprudência de acordo com o réu. Isso não é Estado de Direito, isso é Estado de compadrio. Juiz não pode ter correligionário”, concluiu.

 

 

Para encerrar a discussão, Cármen Lúcia lembrou aos colegas que eles estavam “no plenário de um Supremo Tribunal” e que ela gostaria de voltar ao caso em julgamento. Após o bate-boca, o julgamento foi retomado e concluído. Os ministros mantiveram a decisão da Assembleia Legislativa do Ceará, que extinguiu os tribunais de contas dos municípios do estado.

(agenciabrasil)

 



Justiça da França encontra R$ 71 milhões em conta de Ricardo Teixeira


Publicado em: 27/10/2017
 

Ricardo Teixeira, ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), entrou na alça de mira da Justiça da França. Ele é suspeito de ter participado de um esquema de compra de votos para o Catar sediar a Copa de 2022 e teve uma conta bancária identificada por procuradores no banco Pasche, em Mônaco, com US$ 22 milhões (R$ 71,1 milhões). Teixeira foi procurado pelo Estado, mas não se pronunciou.

 

O banco Pasche, uma filial do banco francês Crédit Mutuel, é suspeita de participação em lavagem de dinheiro e alvo de investigação judicial no principado. Assim, Teixeira se junta a Carlos Arthur Nuzman, ex-presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), entre os investigados pelos procuradores franceses. O ex-presidente da CBF aparece de forma indireta em investigação em curso no Ministério Público Financeiro de Paris sobre a suspeita de desvio de verbas na aquisição de companhias francesas. Esta apuração resvalou em outra, realizada na Suíça, sobre compra de votos para o Catar sediar a Copa de 2022 e com isso Teixeira se tornou alvo.

 

A parte da apuração relacionada ao cartola brasileiro está ligada à suspeita de que um amistoso entre Brasil e Argentina disputado em Doha, em 2010, serviu para mascarar a compra de votos a favor do Catar. As suspeitas sobre Teixeira datam de 2010 e já apareceram antes em apurações do Ministério Público da Suíça. Elas se concentram no papel do empresário catari Ghanem ben Saad al-Saad, ex-presidente do fundo Qatari Diar, na negociação envolvendo o Mundial do Catar.

 

À época, o fundo dispunha de US$ 60 bilhões (R$ 193,9 milhões) para investimentos imobiliários, e Paris costumava ser um dos centros de interesse de seus diretores. Hotéis de luxo, como o Royal Monceau, foram adquiridos, assim como participações em empresas, como as multinacionais Vinci e Veolia.

Esses negócios despertaram o interesse do Escritório Central Anticorrupção de Nanterre, na periferia de Paris. O órgão encontrou suspeitas de desvios de recursos na aquisição de 5% das ações da companhia de serviços coletivos Veolia, realizada pelo Qatari Diar na gestão de Al-Saad. A suspeita é de que € 182 milhões (R$ 697 milhões) em comissões ocultas tenham sido desviados na negociação em direção a três empresas situadas em paraísos fiscais.

 

CRUZAMENTO

É aí que o caso Qatar-Veolia, como é conhecido no MP francês, cruza a investigação suíça sobre a compra de votos para a Copa de 2022 e pode atingir Teixeira. Al-Saad, que era próximo do emir do Catar, Tamim ben Hamad al-Thani, foi também fundador e diretor-presidente de uma empresa, a Ghanin Bin Saad Al Saad & Sons Group (GSSG), que gerenciava investimentos bilionários em áreas como construção civil, aeronáutica, petróleo e finanças.

Ocorre que a GSSG é também a empresa que financiou e patrocinou a realização do jogo entre Brasil e Argentina em 17 de novembro de 2010, organizado duas semanas antes da votação na Fifa que escolheria o Catar como sede da Copa de 2022.

A suspeita é de que Al Saad tenha dividido o valor dos US$ 8,6 milhões (R$ 28,2 milhões) pagos pelo amistoso em três partes. Uma delas, de cerca de US$ 2 milhões (R$ 6,5 milhões), foi parar em uma conta de Cingapura – a suspeita é dele próprio. Os demais recursos teriam sido divididos entre Teixeira e um dirigente argentino.

O que o Ministério Público Financeiro de Paris tenta identificar é onde foram parar os US$ 182 milhões desviados do Qatari Diar na gestão de Al-Saad em troca das ações de Veolia, qual o mecanismo financeiro usado para fazer o dinheiro transitar e qual seria vínculo dessa transação, se houve, com a remuneração dos dirigentes de Brasil e Argentina.

 

Para tanto os procuradores parisienses solicitaram informações ao Ministério Público Federal brasileiro, com o qual já vem colaborando no escândalo da compra de votos para a escolha da sede da Olimpíada de 2016.

Na Suíça, Ministério Público e FBI colaboram em uma investigação sobre o suposto envolvimento de Teixeira em esquemas de corrupção na Fifa. O MP de Berna já realizou operações em empresas ligadas ao financiamento do amistoso entre Brasil e Argentina e coopera no que se refere a pelo menos três contas bancárias do brasileiro.

(msn)



Homem que procurava local para assaltar é deixado para trás por comparsa e acaba preso


Publicado em: 27/10/2017
 

Quando os militares foram conversar com eles, o condutor acelerou o veículo e fugiu do local deixando o comparsa para trás.

 

Um homem foi preso pela Polícia Militar na noite desta quinta-feira (26) enquanto se preparava, juntamente com um comparsa, para assaltar um comércio em Patos de Minas. Eles foram abordados no interior de um veículo.  O condutor conseguiu fugir mas o passageiro não. Com ele foi encontrada uma arma de fogo.

A guarnição da PM fazia patrulhamento pela Avenida Marabá quando foi parada por um comerciante. Ele contou aos militares que um carro estaria passando diversas vezes em frente ao seu comércio no Bairro Bela Vista. O comerciante ainda informou que se tratava de um carro de cor prata com dois ocupantes.

 

Diante disso os policiais saíram na tentativa de localizar os suspeitos. Eles avistaram um Fiat/Pálio com as mesmas características dadas pelo comerciante. Após dar ordem de parada, o condutor do veículo parou em frente a viatura policial. O passageiro desceu do carro e jogou um objeto fora.

 

Quando os militares foram conversar com eles, o condutor acelerou o veículo e fugiu do local deixando o comparsa para trás. Os militares encontraram o objeto jogado pelo homem de 24 anos e perceberam que se tratava de uma arma de fogo. Ele disse aos policiais que os dois estariam procurando um lugar para assaltar e que não conhecia o condutor do veículo. O homem foi preso e conduzido até a delegacia juntamente com a arma. O condutor do veículo ainda não foi localizado.

(patoshoje)



Procon notifica supermercados da cidade por conta de produtos vencidos e precificação diferente ao chegar ao caixa


Publicado em: 27/10/2017
 

Nesta semana, o Procon de Patrocínio foi aos supermercados da cidade, onde realizou fiscalizações de preços e na busca por produtos vencidos nas gôndolas. E o resultado foi a apreensão de várias mercadorias com prazo de validade vencida e com preços nas prateleiras diferentes dos que são registrados pelos caixas ou nos terminais de consulta de preços.

 

O superintendente do Procon Municipal, Ricardo Antony Rodrigues frisou que os estabelecimentos, onde as irregularidades foram encontradas foram notificados para que possam fazer o recolhimento de todos os produtos que estejam vencidos.

 

Ele pede que o consumidor possa, no momento de fazer as compras, observar os prazos de validade, bem como ficar atento aos valores cobrados, uma vez que em um dos produtos fiscalizados, o preço na gôndola apresentou diferença de R$ 7,00 a mais no momento que foi passado no caixa. Ele afirmou que as fiscalizações vão continuar sendo realizadas com objetivo de fazer com que os consumidores não sejam prejudicados no momento das compras.

(Renato Oliveira)