Powered by WP Bannerize

Notícias

Mulher acusada de tentar matar com fogo o marido no Serra Negra em 2009, foi inocentada em júri nesta semana


Publicado em: 27/04/2018
 

No dia 11 de novembro de 2009 por volta das 01h50min da madrugada na Rua José Gonçalves Ribeiro bairro Serra Negra a Policia Militar havia sido acionada para atender uma ocorrência de tentativa de homicídio, ocasião em que Ivani Aparecida de Melo ateou fogo contra a vida de seu esposo Ademar José de Melo que veio a óbito dias depois do ocorrido.

 

Ivani e Ademar eram casados há mais de vinte anos sendo que os mesmos brigavam constantemente, chegaram até a se separar por duas vezes. E na ultima quarta feira dia 25 de abril de 2018, durante quase todo o dia o Tribunal do Júri da Comarca de Patrocínio julgou o caso, que inocentou a acusada.

 

Em entrevista a reportagem da Difusora95,  o advogado de defesa da acusada Dr. Aurélio Pajuaba Neme disse que sua defesa foi baseado exclusivamente no histórico do casal que constantemente brigava e que sua cliente  por diversas era humilhada pelo seu esposo com quem ficou casada por mais de vinte e dois anos. Ainda de acordo com o advogado de defesa a sua cliente foi diagnosticada como uma pessoa que não tem condições de entender o caráter de suas atitudes e que o fato ocorrido foi um acidente não provocado por sua cliente mais em decorrência de uma briga que segundo o advogado a sua cliente poderia ser a própria vitima.

 

A reportagem também conversou com o advogado de acusação Dr. Márcio Vagner e o mesmo lamentou o resultado do julgamento. Questionado sobre a sua tese usada no julgamento o mesmo disse que acusação foi baseada que a ré teria agido somente na intenção de matar, o que não foi o suficiente para convencer a maioria dos jurados que inocentaram a acusada.

Erasmo Claudio/Difusora95



Ministério Publico faz alerta quanto as penalidades para quem colocar fogo em lotes urbanos


Publicado em: 27/04/2018
 

O Ministério Público de Minas Gerais através da 1ª Promotoria de Justiça de Patrocínio, que tem como responsável, o promotor Breno Nascimento Pacheco, enviou nota à imprensa informando que as ocorrências de incêndios em lotes vagos espalhados pela cidade, através de autos de infração da Secretaria Municipal de Meio Ambiente resultará em providências desfavoráveis aos proprietários dos imóveis, independentemente da apuração da autoria do incêndio.

 

Ainda na nota o promotor explica que será cobrado dos proprietários que abandonarem lotes com vegetação alta e que forem objeto de incêndio ou outras infrações ambientais devidamente comunicadas a 1ª Promotoria de Justiça de Patrocínio, pela Secretaria Municipal, ou outro órgão fiscalizador, para que adotem providencias efetivas para evitar a ocorrência, murando o local, pavimentando com cascalho ou brita, adequando o passeio as regras municipais, pagamento de indenização ambiental, bem como que mantenham vigilância adequada de suas propriedades, podendo culminar, caso não cumpram consensualmente os requisitos, no ajuizamento de ação civil pública para aplicação das sanções cabíveis.

José Antonio/Grupo Difusora de Comunicação com informações da 1ª Promotoria de Justiça de Patrocínio.



Denúncia leva a suspeito de integrar quadrilha com mandado de prisão em aberto e portando armas


Publicado em: 27/04/2018
 

PATROCÍNIO/MG – No dia 26, por volta de 17h53min, após ligações via 190 informando que D.S.A. 34 anos fazia parte de uma quadrilha e que teria em sua residência a posse de arma de fogo e munições, foi realizado patrulhamento na região do Bom Jardim, sendo localizada a fazenda em que o autor residia.

 

O autor franqueou a entrada dos militares sendo encontradas 02 espingardas calibre.22 e .28, 40 munições intactas calibre .22, 01munição deflagrada calibre .22, 04 cartuchos intactos calibre .28, 02 cartuchos deflagrados calibre.28 e diversos materiais utilizados para a fabricação de cartuchos.

 

Após consulta no sistema informatizado, verificou-se um mandado de prisão em aberto em desfavor do autor. Diante do exposto o autor foi preso em flagrante delito, arma e munições apreendidas, e entregues a Delegacia de Polícia de Patrocínio/MG.

(Patrocinioonline)



Padre é agredido e feito refém em Uberaba


Publicado em: 26/04/2018
 

Bandidos arrombaram casa paroquial, roubaram eletrodomésticos do imóvel e o carro do sacerdote. Durante o crime, o padre foi ameaçado de morte e tortura

 

 

Um padre foi feito refém e agredido por cinco bandidos que invadiram a casa paroquial e o ameaçaram de morte na madrugada desta quinta-feira, em Uberaba, no Triângulo Mineiro.

 

O religioso é responsável pela administração da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, no Bairro homônimo. De acordo com a Polícia Militar (PM), o padre Otair Cardoso da Cruz, de 43 anos, também é psicólogo e se preparava para ir até o município de Santa Juliana, para realizar atendimentos.

 

Quando abriu a porta da casa paroquial para retirar o carro da garagem, o padre foi surpreendido pela quadrilha, com dois dos cinco homens armados, que o renderam e questionaram se no cofre havia um imóvel.

 

Ainda conforme a PM, o padre informou que na casa paroquial não havia cofre e foi agredido com socos, chutes e coronhadas, além de sofrer ameaças de morte.

 

Os bandidos ainda ameaçaram cortar os dedos do padre. O sacerdote foi amarrado enquanto os criminosos recolheram eletrodomésticos da casa. O bando fugiu com o carro do religioso, mas o veículo foi encontrado nesta manhã.

 

Nenhum item sacro da paróquia foi roubado. A ocorrência seguiu com desdobramentos nesta manhã e nenhum suspeito foi localizado. O padre foi levado a um hospital da cidade.

*Sob supervisão do editor Benny Cohen

(Portal Uai)

 

 



Assembleia de MG autoriza processo de impeachment contra Pimentel


Publicado em: 26/04/2018
 

Argumento do pedido é que o governador estaria cometendo crime de responsabilidade ao atrasar o repasse de verbas para o Legislativo e Judiciário.

 

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) acolheu no início da tarde desta quinta-feira (26) o pedido de impeachment do governador Fernando Pimentel (PT).

 

A razão do pedido, que foi protocolado na Casa no início do mês, leva em conta os atrasos em repasses de recursos à Assembleia e ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

 

Uma comissão especial será formada para dar um parecer sobre o pedido. A Mesa era presidida pelo deputado Lafayette Andrada (PRB).

 

“O pedido considera o atraso nos repasses do duodécimo à Assembleia e ao TJMG. O que se constitui crime de responsabilidade. Mas são tanta razões para se dar início a esse processo de impeachment que eu poderia ficar a tarde inteira citando cada uma delas. O governador Pimentel inaugurou a era do calote em Minas”, afirmou o deputado Gustavo Valadares (PSDB).

 

O parlamentar citou atrasos do governo de Minas nos rapasses para convênios de transporte escolar e na cota do ICMS às prefeituras.

 

A Assessoria de Imprensa do governador informou que o assunto será comentado apenas pelos deputados da base aliada.

 

O líder do governo na Assembleia, Durval Angelo (PT), concederá uma entrevista coletiva nesta tarde.

(Portal Uai)

VEJA O QUE DIZ O DEPUTADO DURVAL ANGELO