Powered by WP Bannerize

Notícias

Assaltantes armados e um usando máscara do pânico roubam Fiat Strada em viveiro


Publicado em: 17/11/2018
 

PATROCÍNIO (MG) -Nesta sexta-feira, 16/11, dois assaltantes, um deles encapuzados e outro com máscara do pânico, armados com armas de fogo tipo pistola, chegaram a um viveiro de mudas em Patrocínio, próximo trevo do Enxó, e roubaram o veículo FIAT/Strada, cor prata, placa HLI-0965.

 

Após o roubo os autores viraram à esquerda MG 230 sentido bairro Serra Negra/BR 365.

 

A PM alerta que se alguém avistar o veiculo comunique via 190.



Equipe de Zema contesta economia de R$ 5 milhões com fechamento de sede do governo de Minas


Publicado em: 16/11/2018
 

Depois de vistoria no prédio, que está fechado desde abril, vereador Mateus Simões informou que manutenção continua sendo feita, com redução apenas na conta de luz. No local, foram verificados vazamentos e infiltrações no último andar

 

 

A suposta economia de R$ 5 milhões mensais com a desativação do Palácio Tiradentes – um dos prédios do complexo da Cidade Administrativa – foi rebatida nesta sexta-feira pela equipe de transição do governo Romeu Zema (Novo). Integrantes do grupo fizeram um vistoria no local durante esta manhã para verificar a possibilidade de reinstalar o gabinete do governador a partir de janeiro.

 

Para o vereador Mateus Simões (Novo), coordenador da equipe de transição, a mudança para o Palácio da Liberdade resultou em mais gastos para os cofres públicos.

“Foi publicado na imprensa que essa transferência se deu para economizar R$ 5 milhões por ano e definitivamente não é verdade. O palácio continua mantido. O que temos de economia aqui é a conta de energia, porque as luzes estão apagadas”, afirmou.

“Temos um problema logístico sério. O governador está a 30 quilômetros dos secretários, um delocamento contínuo de helicóptero para cerimônias que acontecem aqui (Cidade Administrativa) e isso representa custo. Temos um outro palácio sendo mantido hoje, que é o da Liberdade, para despachos, enquanto esse palácio aqui tem toda a estrutura dele de manutenção sendo custeada”, continou o parlamentar.

Durante a campanha para o governo, Zema disse que despacharia no Palácio Tiradentes e avisou que não vai morar no Palácio Mangabeiras, que consome R$ 30 milhoes anuais dos cofres públicos. O governador eleito afirmou que vai alugar ou comprar imóvel próximo à Cidade Administrativa, localizada no bairro Serra Verde, região Norte de Belo Horizonte.

O Palácio Tiradentes foi desativado no governo Fernando Pimentel (PT) com a alegação que a medida iria reduzir em pelo menos 40% os gastos com insumos diversos, manutenção rotineira e consumo de água e energia elétrica.

O prédio abrigava o gabinete do governador e militar – que foram transferidos para a antiga sede na Praça da Liberdade – e a vice-governadoria (transferida para a sede do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais, o BDMG).

A mudança envolveu ainda cerca de 150 servidores das secretarias de estado de Governo (Segov), da Casa Civil e de Relações Institucionais e da Secretaria Geral de Governo, que foram transferidos para os outros prédios do complexo, o Minas e o Gerais.

O Tiradentes também abrigava os setores de cerimonial e assessoria de imprensa do governador, transferidos para o Palácio da Liberdade.

 

Pouco esforço

Mateus Simões informou ainda que a equipe vai requerer da atual administração que prepare o Palácio Tiradentes para que o empresário já inicie os despachos no local em 2 de janeiro – dia seguinte à posse no governo de Minas Gerais. Durante a visita, o grupo encontrou poucos problemas, como infiltrações e vazamentos no último andar e sujeira.

“Parece que com pouco esforço é possível que em janeiro o governador já esteja despachando daqui para que a gente possa desativar definitivamente o Palácio da Liberdade, junto com o das Mangabeiras”, afirmou Mateus Simões.

Segundo ele, os móveis foram mantidos no prédio e a parte elétrica está funcionando normalmente. No entanto, seria necessário reinstalar a parte de informática e uma verificação no restante da estrutura.

A assessoria de imprensa do governo Fernando Pimentel informou que vai se pronunciar sobre as declarações de Mateus Simões por meio de uma nota, ao longo desta sexta-feira)

(portal uai)



Atendendo 12 mil habitantes, médicos cubanos deixarão Patos de Minas em 10 dias


Publicado em: 16/11/2018
 

Patos de Minas tem 4 médicos cubanos que atendem pelo Programa Mais Médicos. Eles deverão deixar o município em 10 dias. A saída acontece depois que o governo de Cuba decidiu por fim à parceria por declarações ofensivas do Presidente Eleito, Jair Bolsonaro. Os profissionais saem deixando vários elogios.

 

A Secretária Municipal de Saúde de Patos de Minas, Denise Fonseca, falou sobre a situação. Ela informou que a partir do cancelamento do convênio com o Governo de Cuba foi estabelecido o dia 25 de novembro como o último dia dos profissionais na Capital do Milho. Eles atendem cerca de 12 mil habitantes no município.

 

Dois profissionais atuam no perímetro urbano e dois na zona rural, sendo que cada um atende cerca de 3 mil patenses ou 1000 famílias. O Patos Hoje já recebeu vários elogios por parte dos pacientes com relação aos profissionais. Nós questionamos a Secretária de Saúde se foi registrada alguma ocorrência que os desabonassem e a reposta foi que: “Eles são considerados responsáveis e de bom vínculo com a comunidade”.

 

Para contornar a situação e não deixar as milhares de pessoas desassistidas, a Secretária informou que o Ministério da Saúde prometeu que vai resolver o problema o mais rápido possível, chamando os outros médicos da lista do programa Mais Médicos. No entanto, ela informou que o órgão federal não estipulou uma data para que isso ocorra.

 

De acordo com informações da Prefeitura Municipal, eles são médicos generalistas e atuam no Programa Saúde da Família conhecido como PSF. Pelo programa, os salários dos médicos são pagos pelo governo federal, já a alimentação e moradia são por conta do Município.

(patoshoje)



Acidente grave: mulher conduzindo bicicleta é atropelada por ônibus escolar


Publicado em: 16/11/2018
 

PATROCÍNIO (MG) – Segundo versão do senhor J.R.P.,, transitava pela avenida Faria Pereira sentido BR 462 conduzindo o ônibus placas CBR-3727 de transporte escolar, no mesmo sentido na direita da via, transitava uma ciclista que repentinamente mudou de faixa vindo para o meio da pista. Ele afirmou que acionou os freios do ônibus porém não foi suficiente para evitar o acidente vindo o ônibus colher frontalmente a ciclista que com o impacto caiu no solo e a bicicleta ficou debaixo das rodas traseira lado direito do ônibus.

 

A vitima identificada como sendo a senhora K.L.A., 50 anos, encontrava se com corte na cabeça, sangramento e reclamava de dores.

 

Foi amparada por populares e na sequência por policiais militares até a chegada do Samu.

 

A vítima não teve como dar sua versão do acidente devido seu estado clinico.

 

A ambulância do Samu compareceu no local prestando os primeiros socorros e encaminhado a vítima para o Pronto Socorro onde ficou sob os cuidados médicos.

 

A perícia foi acionada comparecendo no local onde realizou seus trabalhos.

 

No interior do ônibus havia alunos porém ninguém teve ferimentos.

 

Após fiscalização o ônibus foi liberado.



15 de novembro – Proclamação da República


Publicado em: 15/11/2018
 

 

O Dia da Proclamação da República do Brasil é comemorado anualmente dia 15 de novembro e é considerado um feriado nacional.

 

A Proclamação da República do Brasil foi realizada em 15 de novembro de 1889.

 

O evento aconteceu no Rio de Janeiro, a então capital do país, por um grupo de militares liderado pelo Marechal Deodoro da Fonseca, que deu um golpe de estado no Império.

 

O Brasil era o único país independente do continente americano governado por um imperador. A independência do país havia sido conquistada em 7 de setembro de 1822, através da assinatura do decreto por Dona Leopoldina e da ação de Pedro I.

 

Saiba mais sobre a Independência do Brasil.

Origem da Proclamação da República do Brasil

Após a Guerra do Paraguai, os militares brasileiros passaram a exigir mais reconhecimento por parte do governo.

 

A oposição ao Império também partiram da igreja, pois o Imperador detinha o poder de interferir na organização do clero no Brasil. O incidente da “Questão Religiosa” provocou um grande descontentamento nos bispos, padres e demais membros da Igreja Católica.

 

Porém, o fato que potencializou o movimento republicano foi a abolição da escravatura, através da Lei Áurea, assinada em 13 de maio de 1888.

 

Os grandes proprietários rurais escravocratas também passaram a se opor ao império, pois não receberam nenhum tipo de indenização pela perda da propriedade dos seus escravos.

 

Sem querer provocar uma guerra fratricida entre os brasileiros, Dom Pedro II aceita ser expulso do Brasil na madrugada do dia 16 de novembro.

 

Ver também: Dia da Promulgação da Primeira Constituição Republicana do Brasil.

Atividades para o Dia da Proclamação da República

Normalmente, para comemorar a Proclamação da República, a maioria das escolas brasileiras realizam atividades lúdicas em homenagem a data.

 

Dentre as principais atividades, destaca-se:

  • Fazer desenhos temáticos;
  • Criar e organizar peças teatrais ou musicais;
  • Escrever redações sobre a democracia ou a República;
  • Escrever poemas ou canções sobre o assunto;
  • Desfilar em homenagem à Pátria;
  • Cantar o Hino Nacional e da Proclamação da República;
  • Assistir filmes que discutam temas ligados a importância da democracia;
  • Fazer um jogo de perguntas e respostas sobre o episódio da Proclamação da República Brasileira;

 

Hino da Proclamação da República

A letra do Hino da Proclamação da República foi escrita por Medeiros de Albuquerque, e a música composta por Leopoldo Miguez.

 

Hino à Proclamação à República do Brasil

Seja um pálio de luz desdobrado.
Sob a larga amplidão destes céus
Este canto rebel que o passado
Vem remir dos mais torpes labéus!
Seja um hino de glória que fale
De esperança, de um novo porvir!
Com visões de triunfos embale
Quem por ele lutando surgir!

Liberdade! Liberdade!
Abre as asas sobre nós!
Das lutas na tempestade
Dá que ouçamos tua voz!

Nós nem cremos que escravos outrora
Tenha havido em tão nobre País…
Hoje o rubro lampejo da aurora
Acha irmãos, não tiranos hostis.
Somos todos iguais! Ao futuro
Saberemos, unidos, levar
Nosso augusto estandarte que, puro,
Brilha, ovante, da Pátria no altar!

Liberdade! Liberdade!
Abre as asas sobre nós!
Das lutas na tempestade
Dá que ouçamos tua voz!

Se é mister que de peitos valentes
Haja sangue em nosso pendão,
Sangue vivo do herói Tiradentes
Batizou este audaz pavilhão!
Mensageiros de paz, paz queremos,
É de amor nossa força e poder
Mas da guerra nos transes supremos
Heis de ver-nos lutar e vencer!

Liberdade! Liberdade!
Abre as asas sobre nós!
Das lutas na tempestade
Dá que ouçamos tua voz!

Do Ipiranga é preciso que o brado
Seja um grito soberbo de fé!
O Brasil já surgiu libertado,
Sobre as púrpuras régias de pé.
Eia, pois, brasileiros avante!
Verdes louros colhamos louçãos!
Seja o nosso País triunfante,
Livre terra de livres irmãos!

Liberdade! Liberdade!
Abre as asas sobre nós!
Das lutas na tempestade
Dá que ouçamos tua voz!