Powered by WP Bannerize

Notícias

Barracas de apoio montadas pela Administração Municipal já estão prontas para receber os romeiros


Publicado em: 29/07/2014
 

O Governo Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, já preparou as estruturas das barracas de apoio aos romeiros que se deslocam de Patrocínio e cidades vizinhas com destino ao Santuário de Nossa Senhora da Abadia, em Romaria.

As barracas ficam localizadas em dois pontos ao longo da BR 365, o primeiro no pátio do posto Bagajão e o segundo à 17 km da primeira barraca, próximo ao distrito de Celso Bueno.

Barraca da apoio aos romeiros

Nas barracas, os romeiros terão camas para repouso, banheiros com sanitários, instalações próprias para banho, massagem para os pés, enfermeiros para aferição da pressão, lanches, frutas, caldos e refeições durante 24h por dia. Uma ambulância ficará à disposição para atender às duas barracas.

Os trabalhos começam nesta sexta-feira, dia 1º, a partir das 19 horas e se encerram dia 14 de agosto.

fonte: prefeitura municipal



Atividades da Semana do Escritor têm início nesta terça-feira (29)


Publicado em: 29/07/2014
 

A Administração Municipal, através da Secretaria de Cultura e Biblioteca Pública Municipal, realiza a partir desta terça-feira (29) a Semana do Escritor.

A proposta é reconhecer, incentivar e parabenizar os escritores de nossa terra, reunindo-os em um evento literário.

Veja a programação completa e participe.

Dia 29 de julho (terça-feira):

Encontro dos escritores patrocinenses com o escritor e filósofo João Uilson Vieira Filho. Uma roda de debates com o foco na ‘escrita’.

Local: Biblioteca Pública Municipal de Patrocínio

Horário: 19h30

Dia 30 de julho (quarta-feira):

Lançamento do livro “Vidas que se cruzam”, do 1º Edital de apoio à publicação de livros do município de Patrocínio.

Autora Maria Helena Resende Malagoli

Local: Biblioteca Pública Municipal de Patrocínio

Horário: 19h30

Dia 31 de julho (quinta-feira):

“Uma noite com Drummond”, pela Sociedade Amigos da Biblioteca (SAB)

Local: Biblioteca Pública Municipal de Patrocínio

Horário: 19:30

1º de agosto (sexta-feira)

“Projeto Livro Aberto”

Local: Diversos bairros da cidade

Uma ação de incentivo à leitura, realizado periodicamente pela Biblioteca Municipal, através do qual, livros de vários estilos e autores são disponibilizados em lugares estratégicos da cidade, com um encarte “Psiu… Leve-me com você”.

A pessoa que encontrar o livro pode levá-lo para a casa, e após sua leitura deixá-lo novamente em outro lugar para outro leitor. Acontecendo assim a circulação da leitura.



Autoridades sanitárias ministram palestras para proprietários de hotéis e restaurantes


Publicado em: 29/07/2014
 

A Vigilância Sanitária realiza suas ações visando prevenir, minimizar e/ou eliminar riscos e agravos a saúde vinculados as suas diversas áreas de atuação, com atividades pautadas nas intervenções e uso dos poderes normativos e de polícia.

Seguindo a política da atual administração, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Vigilância Sanitária, realiza também ações educativas e de orientação aos setores privados, públicos e população em geral.

Dessa forma, a Vigilância Sanitária em parceria com ACIP – Associação Comercial e Industrial de Patrocínio – vêm atuando junto aos proprietários de hotéis e restaurantes conscientizando quanto às inspeções realizadas pelas autoridades sanitárias, bem como prestando esclarecimentos referentes às legislações aplicadas. Para ocorrência deste trabalho, a ACIP realiza a ação de mediar à proximidade entre a vigilância sanitária e prestadores de serviços.

Algumas reuniões já aconteceram no mês de maio, ocasião onde foi mencionada a importância das atividades realizadas pelas autoridades sanitárias e as dificuldades encontradas pelos proprietários, visto que o objetivo comum é a melhoria da qualidade dos produtos e prestação de serviço.

Dando continuidade ao trabalho, a ACIP programou para esta terça-feira (29), às 15h, outra reunião com os proprietários dos hotéis e na quarta-feira (30), às 16h, com os responsáveis pelos restaurantes, oportunidade em que profissionais da Vigilância Sanitária estarão conversando com comerciantes sobre as dificuldades detectadas nas exigências imposta pelas legislações, ocasião em que serão analisando cada um dos obstáculos verificados, objetivando encontrar soluções aplicáveis e que atenda ao requisitado preconizado pelas normativas.

fonte: prefeitura municipal



Você sabe quem foi este HOMEM? conheça sua história


Publicado em: 29/07/2014
 

Nascido em 11 de Janeiro de 1935, em Coromandel, MG, na Rua Raul Soares, numa casa que muitos anos depois ficou conhecida por “Casa do Períque”, desde pequeno Goiá gostava de “falar versos” (recitar trovas), e como sempre recebia em troca um “cachê” (doce, queijo, requeijão, etc.).

Ele ganhou do pai uma gaita de boca, que foi sua companheira por muitos anos, até que trocou-a por um cavaquinho, mas, sua maior alegria foi quando ganhou um violão “de tarrachas”. Começou a cantar em dupla com vários parceiros, dentre eles, Anterino Coutinho, seu irmão Nelson, Geraldo Telles (Geraldinho do Vigilato) e seu irmão José (Zé do Vigilato).

Goiá começou a estudar música com José Ferreira, e, após passar uma temporada em Lagamar, em casa de sua irmã Maria e do cunhado “Fulô”, foi ele e Miguelinho para Patos de Minas, onde cantou, por alguns meses, no programa do “Compadre Formiga”, seu amigo Padre Tomaz Olivieri. Mas ele não suportava passar mais que dois meses fora de Coromandel! Saía e voltava, voltava e saía…

Em 1953 ele foi para Goiânia, onde ficou por dois anos, aprendendo muito, em todos os sentidos! Formou o “Trio da Amizade”, (o primeiro nome artístico foi “Rouxinol”) com programas diários na inesquecível Rádio Brasil Central, e o trio foi o primeiro do Estado a gravar discos em São Paulo (2 discos com 78 RPM na antiga Columbia, atual CBS). Foi por causa de Goiás que ele acabou com o apelido de Goiá. Em 1955 ele foi para São Paulo. E foi na capital paulista que fez amizade com Belmonte. Os dois não gravaram juntos, mas compuseram Saudade de Minha Terra, que se tornaria o Hino Nacional Sertanejo do Brasil!

Em São Paulo Goiá gravou alguns discos com o “Trio Mineiro” e após uma temporada na Rádio Nacional, nos programas do amigo “Nhô Zé”, transferiu-se para a Rádio Bandeirantes, onde foi contratado como apresentador de programas.

Na Rádio Bandeirantes Goiá teve suas composições gravadas por quase todas as grandes duplas da época, como Pedro Bento e Zé da Estrada, Liu e Léo, as Irmãs Galvão, Zilo e Zalo, Caçula e Marinheiro, Tibagi e Miltinho, Souza e Monteiro, Primas Miranda, Milionário e José Rico, Chitãozinho e Xororó, Belmonte e Amaraí, Sergio Reis, Clayton Aguiar e João Renes e Reni. A partir da década de 60, Goiá largou o microfone e passou a viver apenas como compositor.

Um dia, para a alegria do povo de Coromandel, a dupla, Goiá e Biá, grava o seu primeiro LP, com todas as composições de Goiá, e muitas falando de Coromandel e Estado de Goiás, sendo que nesta época o seu parceiro e “cunhado” era bem conhecido na música sertaneja, através da dupla “Palmeira e Biá”, assim concretizando de vez os seus sonhos no âmago de sua alma. Mas sentindo certas dificuldades ao cantar em dupla, não com relação a Biá, que sempre foi o seu “parceiro-amigo-irmão”, como ele mesmo dizia, separou-se de Biá para gravar individualmente o seu primeiro LP em duas vozes, sendo um dos primeiros no Brasil a gravar neste estilo.

Por volta do ano de 1.971, começa um tempo negro em sua vida; Goiá passou a ser portador de diabetes, e como ele mesmo dizia, abusava muito de sua saúde, não se alimentando corretamente, passando longos períodos de viagens e cantorias, ficando até três anos sem fazer um exame de sangue sequer. E foi em dezembro do ano de 1.979, nos exames realizados em Uberlândia que ficou comprovado: além do açúcar no sangue, Goiá tinha “Cirrose Hepática”, já bem acentuada,e “Ascite”, água no Piritônio.

De volta a São Paulo, começou a corrida aos hospitais na tentativa de estacionar a cirrose, e com isso ele perdia peso assustadoramente. Foi quando em novembro de 1.980, já vivendo praticamente só de cama, transferiu-se para Uberaba, ficando mais perto de Coromandel, podendo ser visitado freqüentemente pelos seus conterrâneos, trazendo para si, forças para continuar, mesmo acamado, a escrever suas canções.

Nos últimos anos de sua vida, Goiá já escrevia para o estilo sertanejo moderno e já era gravado por Chitãozinho e Xororó, João Mineiro e Marciano, Cesar e Paulinho, Milionário e José Rico, Duduca e Dalvã, Chico Rey e Paraná e muitos outros. E no dia 20 de Janeiro de 1.981, às 8 da manhã, morre em Uberaba, Minas Gerais, Gerson Coutinho da Silva, o Goiá, aos 46 anos de idade, e seu corpo foi levado para Coromandel e esperado por uma multidão de pessoas, exatamente na placa de 5 Km, onde outrora foi sempre esperado pelo seu povo.

No seu túmulo ficou escrito o que humildemente pediu numa de suas canções, mostrando mais uma vez a sua natureza humana: “A humildade, que era o seu gesto maior”. “Uma saudade amarga e cruel, de Coromandel em Minas Gerais”.

 

Fonte: Site GenteDaNossaTerra



Em Patos de Minas, homem é assaltado por dois jovens após receber dívida em estabelecimento comercial


Publicado em: 29/07/2014
 

Um homem foi vítima de assalto ao receber uma quantia em dinheiro em um estabelecimento comercial na cidade de Patos de Minas. Os bandidos levaram cerca de R$ 5,200,00 da vítima, sendo R$4.200,00 em dinheiro e R$1.000,00 em cheques de terceiros. O fato aconteceu no Início da tarde desta Segunda-Feira (28/07), na Rua Libânio Silveira da Rocha, no Bairro Nossa Senhora de Fátima.

07 29 Patos4

De acordo com a vítima E.L.L, 41 anos, ele foi até ao local do roubo para fazer um acerto, após receber a quantia de R$ 5,200,00, ele saiu do estabelecimento comercial e se dirigiu para o seu veículo, quando um indivíduo pardo de olhos claros e trajando uma blusa de frio azul com capuz, calça jeans e armado com um revolver o abordou e anunciou o assalto.

De imediato o autor pediu para a vitima lhe entregar tudo, sendo que após pegar o dinheiro e as chaves do carro, o mesmo saiu correndo pela Rua Libanio Silvério da Rocha sentido a Avenida Tomaz de Aquino, na esquina ele subiu na garupa de uma motocicleta, e juntamente com um comparsa fugiu rumo a Avenida Edson Nunes de Paula.

07 29 Patos2

A vítima acionou a Policia Militar e relatou que apesar do autor estar com capuz, ele o reconheceu como sendo “Wesley” filho de uma mulher chamada Aparecida, sendo o rapaz, primo do proprietário do estabelecimento comercial onde a vítima havia recebido o dinheiro. Ao ser indagado pelos policiais o dono do Supermercado relatou que viu o primo passar em frente ao local meia hora antes, mas não sabia onde ele residia.

Os militares saíram em rastreamento na tentativa de localizar Wesley. Uma testemunha relatou via 190 que a motocicleta usada no assalto era conduzida por um elemento de nome Alef e a moto havia sido abandonada na Rua Pedro Firmino da Rocha. Ainda de acordo com a denuncia Alef estava acompanhado de Wesley.

07 29 Patos3

Pouco tempo depois os militares receberam uma nova ligação anônima relatando que os autores estavam em uma residência na mesma rua. De imediato foi feito um cerco na referida residência onde foram localizados e presos os  autores Weslley Santana Pereira, Alef Willian Dias Silva, vulgo “Feio” e os supeito Helder Oliveira Leles.

Os suspeitos foram submetidos a busca pessoal, sendo encontrado com Weslley a quantia de R$ 100,00, já Alef estava com  a quantia de R$ 494,00 em dinheiro. E um dos quartos da casa foi encontrado uma blusa azul com capuz, uma blusa de couro preta, um canivete semelhante a um revolver, dois aparelhos de celulares marca LG, além da chave de ignição da motocicleta Honda CG 125, cor vermelha utilizada no roubo e que foi apreendida.

Durante as busca o celular de Alef tocou, sendo atendido pelo cabo Valmir, um individuo de nome Reginaldo Dias irmão de Alef, disse “Dá um jeito de sair dai que os policias vão entrar”  em seguida desligou o mesmo. Minutos depois ele ligou novamente perguntando onde eles estariam.

Todos os suspeitos foram conduzidos a Delegacia de Policia Civil. Na delegacia a vítima reconheceu Wesley como sendo o autor do assalto, reconheceu inclusive as roupas que ele utilizou no momento do roubo.  Na presença do delegado Luís Mauro Sampaio, o autor Wesley acabou confessando a autoria do crime e onde havia guardado o restante do dinheiro.

De acordo com Wesley, ele já havia gastado parte do dinheiro e os cheques foram queimados. o autor devolveu a quantia de R$2.450,00, que foi entregue a vítima. Wesley e Alef foram autuados em flagrante delito pelo crime de roubo qualificado e por uso de arma de fogo

 

fonte: Patos1.