Powered by WP Bannerize

Notícias

Após anos de luta, Corpo de Bombeiros de Patos de Minas consegue a sonhada independência


Publicado em: 04/12/2015
 

Após longos anos de luta, o Governador Fernando Pimentel, através de uma gestão do Vice-Governador Antônio Andrade, garantiu a elevação da 3ª Cia de Bombeiros de Patos de Minas para a 4ª Cia Independente.

 

A população patense pode comemorar uma grande conquista nesta quinta-feira (03). Após longos anos de luta, o Governador Fernando Pimentel, através de uma gestão do Vice-Governador Antônio Andrade, garantiu a elevação da unidade de Patos de Minas a 4ª Cia Independente. A conquista vai garantir melhores serviços para toda a região.

A conquista foi noticiada durante entrevista do Capitão Artur, comandante da 3ª Cia, no Jornal NTV News. De acordo com o capitão, a elevação vai acontecer a partir do dia 1º de janeiro de 2016. Ele falou com alegria sobre o que ele chamou de presente para toda a região. O capitão disse que a companhia garantirá autonomia financeira, logística e de pessoal. Atualmente, a unidade é subordinada ao Batalhão de Uberlândia.

O capitão informou que, com a elevação, a unidade ganhará mais bombeiros. “Poderá haver até um concurso exclusivo para formação de bombeiros para Patos de Minas”, afirmou. Ele também ressaltou que, com o aumento no número de pessoal, poderá oferecer mais projetos sociais e ainda uma melhor prestação de serviço a toda a região.

Para se ter uma ideia do tamanho desta conquista, a luta começou por volta do ano 2008. Desde esta época, muitas promessas foram feitas e várias lideranças tentaram dar independência à unidade. A estrutura se transformou para muito melhor, mas ficou nisso. Agora, toda a área física adquirida poderá ser utilizada em sua plenitude e mais equipamentos e veículos poderão chegar a Patos de Minas.

O comandante da companhia concluiu a entrevista com o apresentador Maurício Rocha ressaltando o trabalho que todos os bombeiros prestam diariamente à sociedade de Patos de Minas e região.

Autor: Farley Rocha/patoshoje.



10 minutos contra a Dengue: Patrocínio mantém alerta no combate à dengue


Publicado em: 03/12/2015
 

O Governo do Estado de Minas Gerais lançou na última sexta-feira (30/11) a nova campanha de combate à dengue.

Com o slogan “10 minutos contra a Dengue”- baseado no conceito já adotado pelo Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) – o Governo espera envolver toda a população no combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como a Dengue, o zika vírus e a febre chikungunya, eliminando seus possíveis criadouros com o gesto de apenas dez minutos semanais para a limpeza das residências.

O município de Patrocínio também aderiu à campanha e, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, promoverá atividades de educação e mobilização, visando a participação da população na eliminação do mosquito.

Vale destacar que os Agentes de Combate a Endemias permanecem atuando nas comunidades, aplicando o larvicida e fiscalizando cada residência. Mas o combate aos criadouros e ao mosquito aedes aegypti, é uma tarefa de cada cidadão.

Conhecendo o Zika

O vírus Zika é transmitido especialmente por mosquitos infectados, principalmente o mosquito da dengue. A maioria das pessoas não tem sintomas, mas quando surgem são principalmente erupções na pele, olhos vermelhos e dores no corpo. Eles desaparecem em até uma semana, em geral.

fonte: AscomPMP



Região das Matas de Minas tem os melhores cafés do Estado em 2015


Publicado em: 03/12/2015
 

Produtores da região foram os vencedores do 12º Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais; Da região ganharam prêmios Patos e Varjão de Minas.

Da Redação do Hoje Rural|Rede Hoje

A premiação foi entregue em Belo Horizonte no último dia 26 de novembro

Os cafés produzidos na região cafeeira conhecida como Matas de Minas foram os vencedores do 12º Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais. Os produtores João da Silva Neto e Clayton Monteiro receberam as maiores pontuações entre os finalistas das duas categorias concorrentes deste ano: Café Cereja Descascado e Café Natural.  A cerimônia de premiação aconteceu nesta quinta-feira, 26, em Manhuaçu, na Zona da Mata mineira. Participaram do evento o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, João Cruz, e o presidente da Emater-MG, Amarildo Kalil.

João da Silva é do município de Araponga. O café produzido por ele foi campeão estadual na categoria Cereja Descascado. “Esse prêmio é a coroação de um trabalho de seis anos que a gente tem feito, buscando sempre bons resultados”, disse o cafeicultor. A propriedade dele produz 500 sacas por ano. O produto é vendido para a região e também Itália e Japão. João da Silva também recebeu a medalha Sustentabilidade. Uma homenagem ao cafeicultor com o melhor café produzido seguindo os princípios sustentáveis.

Já o produtor Clayton Monteiro foi o vencedor estadual na categoria Café Natural. Esta é a segunda vez que ele vence o concurso. A primeira foi em 2012. “A nossa visibilidade aumenta bastante com as premiações. E isso resulta em um preço melhor para o nosso produto. É importante também os dois vencedores serem aqui da região, que antigamente era tida como café de qualidade inferior. Hoje, estamos provando que podemos fazer os melhores cafés”, afirma Monteiro.

A propriedade de Clayton fica no Alto Caparaó. Por ano a propriedade dele produz em média 350 sacas de café. O produtor cultiva variedades, como Catuaí e Burbon. A produção é vendida na região e para cafeterias de outros Estados. Mas boa parte é exportada para Inglaterra, Alemanha, França, Austrália e Japão. Clayton também venceu outros prêmios, como o Coffee of the Year, em 2015, sendo reconhecido como o melhor café do Brasil.

Programa Certifica Minas. Os dois vencedores recebem orientação técnica da Emater-MG e participam do Certifica Minas Café. O programa estadual é coordenado pela Emater-MG e orienta os produtores para a adequação das propriedades às boas práticas agrícolas em todos os estágios da produção, atendendo também normas ambientais e trabalhistas reconhecidas internacionalmente. “Foi esse trabalho que me deu foco para a sustentabilidade. Nos deu padrão para o nosso trabalho para obtermos um produto de mais qualidade”, diz João da Silva.

O Concurso Estadual de Qualidade do Cafés de Minas Gerais também escolheu os três melhores cafés em cada uma das quatro regiões cafeeiras, nas categorias Natural e Cereja Descascado. Os vencedores receberam certificados e prêmios.

“O nosso café só vai ter mercado se tiver qualidade. Esse trabalho que a Emater-MG vem fazendo com os agricultores familiares tem um impacto enorme na cafeicultura mineira. O dia a dia da Emater-MG com o agricultor para melhorar o seu sistema de produção tem garantido mercado e renda para eles”, disse o presidente da Emater-MG, Amarildo Kalil.

Etapas do concurso. A edição deste ano do Concurso Estadual de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais teve 1.300 amostras inscritas. Um crescimento de 26% em relação a 2014, que contou com 1.025 amostras. Participaram da disputa produtores das quatro regiões cafeeiras do Estado: Cerrado, Chapadas de Minas, Matas de Minas e Sul de Minas.

Do total das inscrições deste ano, 1.014 são amostras da categoria Natural e 286 da categoria Cereja Descascado. A região do Cerrado inscreveu 126 amostras, 28 são da Chapada, 554 das Matas de Minas e 592 do Sul de Minas.

Os cafés foram avaliados em três etapas. Na primeira, foram feitas análises física e sensorial. Na avaliação física, foram observados o tipo dos grãos, a umidade e a coloração. Na sensorial foi feita a classificação das amostras de acordo com as qualidades da bebida pronta (classificação quanto ao sabor e aroma). Na segunda etapa, houve mais uma análise sensorial. Na terceira e última fase, foram realizadas novamente as análises física e sensorial.

Leilão Virtual. Entre os dias 10 e 20 de novembro aconteceu um leilão virtual, no site da Faepe,  com quatro lotes, sem identificação, dos vencedores do Concurso de Qualidade dos Café de Minas. Cada lote é formado por 10 sacas de 60Kg. O maior lance foi de R$ 2.970,00 a saca. Os cafés leiloados receberam nota acima de 84 pontos, de acordo com a tabela de classificação da Associação Brasileira de Cafés Especiais. As empresas que adquiriram os lotes são: Hotel Parque do Caparaó, Academia do Café, Luca Cafés Especiais, Ateliê do Café, Tudo da Roça e Sindicafé de Minas Gerais.

“Este ano o concurso foi diferenciado dos outros. Nós passamos por um período de dois anos de seca e isso prejudicou muito. Mesmo assim conseguimos achar cafés com qualidade excepcional”, diz o gerente regional da Emater-MG em Lavras e coordenador do concurso, Marcos Fabri.

O concurso é realizado pelo Governo de Minas Gerais. A coordenação é da Emater-MG, em parceria com a Universidade Federal de Lavras (UFLA), o Instituto Federal do Sul de Minas/Campus Machado e Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão (Faepe) e Secretaria de Estado de Agricultura.

A realização do concurso também conta com o apoio de diversas instituições como o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), Organização das Cooperativas de Minas Gerais (Ocemg), Federação de Agricultura (Faemg), Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetaemg), e cooperativas de café do Sul do Estado.

Confira abaixo a lista com os vencedores:

Campeões Estaduais

Categoria Cereja Descascado: João da Silva Neto

Município: Araponga

Categoria Natural: Clayton Monteiro

Município: Alto Caparaó

Medalha de Sustentabilidade

João da Silva Neto

Categoria Natural

Matas de Minas (também foi o campeão estadual)

1º LUGAR: Clayton Monteiro

Município: Alto Caparaó

Sul de Minas

1º LUGAR: Hélio de Castro Coelho

Município: Machado

Cerrado Mineiro

1º LUGAR: Wagner Crivelenti Ferrero

Município: Patos de Minas

Categoria Cereja Descascado

Matas de Minas

1º LUGAR: João da Silva Neto (também foi o campeão estadual)

Município: Araponga

Sul de Minas

1º LUGAR: Carlos Henrique Ribeiro do Valle

Município: Guaxupé

Cerrado Mineiro

1º LUGAR: Décio Bruxel

Município: Varjão de Minas

Chapadas

1º LUGAR: José Vilmar Rocha

Município: Capelinha

* A lista completa com os vencedores pode ser acessada no site da Emater-MG.



Passos – Operação ‘Câmbio Negro’ da Polícia Civil prende 5 suspeitos – Delegado Wagner Diniz também foi preso


Publicado em: 03/12/2015
 

Quadrilha estaria envolvida em explosões de caixas e lavagem de dinheiro. Grupo já vinha sendo investigado desde o começo de 2014.

A Polícia Civil prendeu na manhã desta terça-feira (1º), em Passos (MG), cinco pessoas suspeitas de integrar uma quadrilha envolvida em explosões de caixas eletrônicos e lavagem de dinheiro. Entre eles está o delegado aposentado Wágner Diniz Caldeira, que já havia sido detido em outubro por suposta participação em um esquema de desvio de verbas na Saúde do município. Caldeira era assessor especial da prefeitura, mas foi exonerado logo após a operação.

Ao todo, 30 policiais de toda a região foram chamados para integrar a operação chamada de “Câmbio Negro”, uma referência à troca de moedas realizada de forma ilegal. A ação começou às 6h, quando as equipes foram cumprir os mandados de prisão. Em uma casa da cidade, foi preso um dos chefes da quadrilha e foram apreendidas uma arma e dois veículos do suspeito. Os outros quatro suspeitos foram presos também na parte da manhã.

 

Desde o ano passado, a polícia já vinha investigando a quadrilha. A primeira parte da operação, chamada ‘Firebox’, apurava explosões de caixas eletrônicos na região, quando a quadrilha se envolveu com outras pessoas da cidade para tentar roubar R$ 6 milhões de uma empresa transportadora de veículos, teve início a operação ‘Câmbio Negro’. O plano foi descoberto através de ligações e mensagens de membros da quadrilha que foram interceptadas pela polícia.

Segundo a Polícia Civil, mesmo com a falha do plano de roubo, o chefe da quadrilha teria conseguido furtar cerca de R$ 600 mil da empresa. Ainda segundo as investigações da policia, junto com o pai, o suspeito teria lavado o dinheiro roubado comprando bens.

O ex-delegado da Polícia Civil foi levado para o Presídio Nelson Hungria, em Belo Horizonte (MG). Os outros presos estão no Presídio de Passos. Segundo o delegado Thiago Gomes Ribeiro, eles vão responder por organização criminosa, furto qualificado, explosão de caixas eletrônicos e lavagem de dinheiro.

fonte: http://g1.globo.com/mg/sul-de-minas

vídeo: passos24horas

 

 



Serra do Salitre – Homem é morto e outro fica ferido próximo da comunidade São Lázaro (Jacu)


Publicado em: 03/12/2015
 

Os suspeitos estariam em um carro GM/Astra de cor prata.

Um homem foi morto e outro ficou ferido após serem alvejados por disparos de arma de fogo no município de Cruzeiro da Fortaleza, na tarde desta quarta-feira (02/12), próximo à comunidade de São Lázaro (Jacu).

Segundo as primeiras informações, Marcos Junior, de 34 anos, morreu no local e José Miguel da Silva, de 53 anos, foi encaminhado para o Hospital Regional em Patos de Minas com ferimento nas costas. Ele foi levado consciente e se recusou a falar para os policiais sobre quem seriam os autores dos disparos.

Os suspeitos estariam em um carro GM/Astra de cor prata. Eles fugiram no sentido a Cruzeiro da Fortaleza. Marcos já possui diversas passagens pela polícia, inclusive por estupro e agressão a mulheres. “Marcão” (como também era conhecido) era acusado de ter colocado pimenta nos órgãos genitais de uma mulher e colado com super bonder e ainda teria amarrado ela em um formigueiro. O fato ocorreu em 26 de setembro de 2014 no município de Cruzeiro da Fortaleza.

O corpo foi encaminhado ao IML – Insituto Médico Legal de Patrocínio e depois liberado aos familiares. A perícia da Polícia Civil esteve no local e colheu indícios que levem a autoria do crime. A Polícia Militar faz rastreamentos para tenta localizar os suspeitos.

Galeria

Galeria

 

fonte: Patosnoticias.