Powered by WP Bannerize

Notícias

Sine Patrocínio divulga os aprovados para Programa Jovem Aprendiz TEBRA


Publicado em: 16/01/2019
 

Já está disponível a lista dos classificados para participar do Programa Jovem Aprendiz TEBRA que será desenvolvido em Patrocínio, através de uma parceria entre o SINE, a empresa TEBRA e o Senai.  As provas aconteceram no último sábado (12), no Colégio Municipal Professor Olímpio dos Santos, com a presença de mais de 200 candidatos.

 

O Coordenador do Sine, Cássio Amaral, informa que  os aprovados deverão se apresentar no dia 18 de janeiro (sexta-feira),  às 8h, no RH TEBRA, que fica localizado na Rua Governador Valadares, 965, Centro.  Deverão estar munidos dos seguintes documentos: titulo de eleitor, CTPS, Cartão de vacinação, certificado de escolaridade, comprovante de matricula e para o sexo masculino certificado de reservista.

Confira a lista de aprovados:

NOME RG CLASSIFICAÇÃO
VITORIA MARIA CUNHA FERREIRA MG20889337 Posição 1º
HUGO GUIMARÃES SOUZA MG20159102 Posição 2º
FERNANDA BEATRIZ ALVES MG18709238 Posição 3º
ISADORA DOS REIS GONÇALVES MG189690613 Posição 4º
IVAN DE BARROS SEKI SP593251738 Posição 5º
LARISSA NATÁLIA DE SOUZA MG21217730 Posição 6º
LASMIR DOS REIS GONÇALVES MG18690637 Posição 7º
MATEUS LUCAS NEVES DE CARVALHO MG20873552 Posição 8º
GEOVANA SILVA ALVES MG21602895 Posição 9º
VANESSA MARIA DIAS MG19851228 Posição 10º
GUILHERME ALVES PIRES MG22756703 Posição 11º
JONATHAN COSTA MAGALHÃES PA7895305 Posição 12º
MARLEY ARAUJO BALTAR MG16359743 Posição 13º
STEFANNY TRINDADE VANZELER RODRIGUES PA7296276 Posição 14º
VITOR AUGUSTO DE ANDRADE MG19353419 Posição 15º
HELLIAN BRUNO ALVES SILVEIRA MG21676807 Posição 16º
DIEGO RODRIGUES DA SILVA MG20157441 Posição 17º
ALEX RACHID NUNES RIBEIRO MG22489002 Posição 18º
ANABELLE RODRIGUES LOURENÇO MG22307337 Posição 19º
ISRAEL BROGES PEREIRA MG20819976 Posição 20º
JOÃO HENRIQUE CUNHA ALVES MG20879139 Posição 21º
LUCAS PEREIRA DA SILVA MG21609582 Posição 22º
ANA CAROLINA SILVA FERREIRA MG18510711 Posição 23º
AYRTON JOSÉ DIAS MELO MG20010896 Posição 24º
BRIGIT BAZÍLIO BOTELHO MG22022121 Posição 25º
CAROLINNE SOUZA MG1999971 Posição 26º
CAROLLAINE SANTIAGO BASTOS MG2081784220 Posição 27º
ESTER LUIZ SANTOS MG22179749 Posição 28º
ISABELA DE SOUZA RIBEIRO MG16910216 Posição 29º
MARCOS ANTONIO DE FREITAS JUNIOR MG18381556 Posição 30º
PÂMELA GOMES CAVALCANTI MG19962534 Posição 31º
RHAYANE REGIANE TEIXEIRA MG22795881 Posição 32º
DANYELLE LARA GONÇALVES MG18390029 Posição 33º
EDUARDO VINICIUS B. SILVA MG20494794 Posição 34º
ESTER EVANGELISTA DA SILVA REIS MG22297791 Posição 35º
FRANCIELLE SOARES SILVA MG21569263 Posição 36º
JORDANA HILLARY SANTOS MG21598954 Posição 37º
LAYANE LEMOS DE SOUSA MG2244434 Posição 38º
MARCILIO JOAQUIM DE SOUZA JUNIOR MG21481585 Posição 39º
PEDRO HENRIQUE MARCIANO SILVA MG21508540 Posição 40º
NOMES LISTA DE ESPERA RG CLASSIFICAÇÃO
RUTH APARECIDA MACEDO ALVES MG2014184 Posição 41º
LUIZA DA SILVA ROSA TO1400061 Posição 42º
DAVI CÉSAR FERREIRA MG22910268 Posição 43º
DANILO DE ALMEIDA MENDES MG1884222 Posição 44º
OTAÁVIO HENRIQUE TARGINO PONTE PISTUN MG21041999 Posição 45º
ALISON FABRICIO GOMES TEIXEIRA MG20057898 Posição 46º
VITORIA CRISTINA CORREA DFE FARIA MG19303592 Posição 47º
ANA CLARA NASCIMENTO MG17048577 Posição 48º
TACIANE SILVA BENTO MG19544066 Posição 49º
LIDIANE JOANA ROSA MG20915891 Posição 50º


ASCOM/PMP/ foto divulgação



Pai e filho morrem afogados em cachoeira em Araxá


Publicado em: 16/01/2019
 

Sebastião Rodrigues, de 43 anos, e o filho Guilherme Faria Rodrigues, de 11, morreram afogados nessa terça-feira (15) na cachoeira do Argenita, em Araxá, no Alto Paranaíba.

 

De acordo com o Corpo de Bombeiros, ao ver seu filho se afogando, o pai entrou na água para tentar salvá-lo, mas também foi levado pela correnteza.

 

O corpo do garoto foi encontrado por moradores da região na própria terça, em um banco de areia.

 

Já o corpo do pai, foi localizado pelos bombeiros na manhã desta quarta-feira (16).

 

Segundo a corporação, a cachoeira tem uma profundidade de cinco metros.

(O tempo)



Governo de Minas anuncia escala de pagamento dos servidores para os próximos meses


Publicado em: 16/01/2019
 

 

Foi anunciada nesta terça (15) pelo Governo de Minas Gerais a escala de pagamento dos servidores para os próximos três meses.

 

 



Custando R$ 1,6 bilhão, Assembleia de Minas é mais cara do Brasil


Publicado em: 14/01/2019
 

Dinheiro seria suficiente para construir seis hospitais como o metropolitano do Barreiro; gasto dos legislativos federais e estaduais ultrapassa R$ 23, 9 bilhões em todo o país

 

Os contribuintes brasileiros devem desembolsar R$ 23,920 bilhões para arcar com os gastos dos Legislativos federal e estaduais do país – excluindo os Estados de Sergipe, Acre e Roraima – durante este ano. A quantia é R$ 613,2 milhões maior do que a prevista no ano passado. Isso é o que mostra levantamento feito pelo jornal O TEMPO com base nas quantias que foram separadas nos Orçamentos de 2018 e 2019 dos governos estaduais e da União para custearem as despesas da Câmara dos Deputados, do Senado, da Câmara do Distrito Federal e de 23 Assembleias Legislativas do país.

O levantamento também mostra que a Casa Legislativa que tem o maior orçamento do Brasil, em termos absolutos, é a de Minas Gerais. De acordo com o Orçamento mineiro, sancionado na semana passada pelo governador Romeu Zema (Novo), o valor previsto para o órgão em 2019 é de R$ 1,646 bilhão, sendo que R$ 43,1 milhões estão separados para o Fundo de Apoio Habitacional da Assembleia e R$ 139,2 milhões para o Instituto de Previdência do Legislativo. Mesmo se esses dois fundos fossem excluídos da conta, o orçamento da ALMG continua sendo o maior do Brasil. O restante é destinado para arcar com despesas gerais do local, como pagamento da folha de pessoal, verba indenizatória e manutenção.

O montante representa 1,6% do total das receitas do Estado previstas para este ano, que são de R$ 100,300 bilhões. Isso num cenário em que o pagamento do salário de servidores estaduais está sendo feito de forma escalonada desde fevereiro de 2016, e num momento em que a administração não está repassando verbas constitucionais para as prefeituras, como ICMS e IPVA. Além disso, o déficit fiscal mineiro neste ano está estimado em R$ 11,443 bilhões.

Com o valor total previsto para ALMG em 2019 seria possível construir três presídios semelhantes ao de Ribeirão das Neves, na região metropolitana, que foi feito por meio de Parceria Público-Privada (PPP). A cadeia, cujo investimento chegou a ordem de R$ 480 milhões, tem capacidade para 2.016 presos. A quantia destinada para arcar com o Legislativo mineiro também seria suficiente para construir quase seis hospitais como o metropolitano do Barreiro, em Belo Horizonte. Ele custou R$ 285 milhões.

Outro fator que surpreende é o de que a Assembleia de Minas é mais onerosa do que a de São Paulo, por exemplo, que tem 94 parlamentares, ante 77 deputados estaduais mineiros. A Lei Orçamentária Anual (LOA) de São Paulo prevê R$ 1,316 bilhão para a Casa, num universo em que a receita estimada é de R$ 231,161 bilhões. Em termos numéricos, a quantia destinada para a Assembleia do Amapá, de R$ 177,9 milhões, é a menor do país. Apesar disso, como o Orçamento daquele Estado é baixo (R$ 5,930 bilhões), essa é justamente a Casa Legislativa que mais impacta percentualmente nas contas do contribuinte de uma unidade da federação.

A reportagem não conseguiu os dados de Orçamentos de Sergipe, na região do Nordeste, e dos Estados do Acre e de Roraima, no Norte. Além dos documentos não constarem nos portais da Transparência e nos Diários Oficiais do governo estadual e do Legislativo, como é previsto por lei, as assessorias dos Poderes não responderam aos questionamentos enviados pela reportagem de O TEMPO.

No âmbito federal, a União estima que as receitas em 2019 vão chegar à cifra de R$ 3,382 trilhões. Desse total, a LOA estipula que a Câmara dos Deputados fique com R$ 6,311 bilhões, enquanto que o Senado deve receber R$ 4,501 bilhões. O número de representantes nessas Casas é de 513 e 81, respectivamente.

Contas. Os Orçamentos feitos pelos Executivos estaduais levam em conta a previsão de receita e de despesa para o ano. Por isso, o Legislativo pode utilizar um valor menor ou maior do que o estimado.

Orçamento é distinto, argumenta deputado

O presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), o deputado estadual Adalclever Lopes (MDB), explicou que dentro do Orçamento da Casa é creditada a folha de pagamento de inativos de todos os funcionários de carreira do Legislativo. Segundo ele, em outros Estados brasileiros esse montante é descontado dos cofres do Executivo. “Esse valor não faz parte do Orçamento das assembleias. Caso não arcássemos com esse pagamento, nós não seríamos a Casa mais cara do país. Nós estaríamos entre a 13ª ou a 14ª posição no ranking”, afirmou.

O presidente da Casa declarou que não é simples fazer essa comparação, uma vez que o Orçamento de cada assembleia possui despesas diferentes. Ele lembrou que a ALMG conta com o trabalho da polícia Legislativa, que são funcionários da Casa. “Em São Paulo por exemplo, quem faz a segurança da assembleia é a Polícia Militar (PM), que é remunerada pelo governo estadual”, contou.

Lopes ressaltou que nos últimos quatro anos a Casa funcionou sem nenhuma suplementação no Orçamento. O que, de acordo com ele, representa uma gestão austera. “Estamos comandando os trabalhos sem o repasse de três duodécimos”, destacou.

Prestes a assumir o primeiro mandato, Guilherme da Cunha (Novo) afirmou que fará sua parte para mudar essa realidade e gastar apenas o mínimo necessário para o mandato. “Minha previsão é economizar pelo menos R$1,5 milhão por ano apenas em meu gabinete”, disse.

Segundo ele, o deputado Agostinho Patrus (PV), cotado para vencer a presidência da Casa, defende uma gestão mais eficiente e econômica. “Ele não apenas aceitou fazer esse compromisso conosco como se mostrou muito preparado e capaz para conseguir atingir essa meta”, contou.

(O tempo)



Decreto de posse de armas será divulgado nesta terça-feira, diz Casa Civil


Publicado em: 14/01/2019
 

A Casa Civil da Presidência da República informou nesta segunda-feira, 14, o que o decreto que facilita a posse de armas de fogo será divulgado nesta terça-feira, 15, pelo governo Jair Bolsonaro.

 

A Presidência da República fará uma cerimônia oficial para anunciar o conteúdo e realizar a assinatura do decreto. O evento ocorrerá no Palácio do Planalto, às 11h, de acordo com a assessoria de imprensa da Casa Civil.

Os detalhes do texto não foram divulgados.

Na última sexta-feira, o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, declarou que o decreto estava “nos ajustes finais”. Na posse, a arma só pode ser mantida em casa ou dentro de estabelecimento comercial.

 

Integrantes do governo que participaram da elaboração da minuta entendem que a legislação atual deixaria espaço para “subjetividades” na hora de avaliar uma solicitação de posse. A ideia é fixar critérios mais objetivos.

(Portal uai)