Powered by WP Bannerize

Mulheres raptam bebê no centro de Patos de Minas e são presas na rodovia

Publicado em: 14/07/2014
 

Um bebê de apenas 1 mês por pouco não teve um destino trágico neste sábado (12) em Patos de Minas. O garotinho foi levado dos braços da mãe por duas mulheres no centro da cidade. As autoras foram capturadas seguindo para Paracatu/MG com a criança. Existe a suspeita de tráfico de crianças. Foi encontrado dinheiro com as mulheres.

A tia da mãe da criança contou como foi o crime. Ela disse que as autoras estavam hospedadas no mesmo hotel que eles, perto da Rodoviária. Nesta manhã, as autoras convenceram a sobrinha, de apenas 15 anos e bastante humilde, a seguirem com o neném para o centro da cidade, onde comprariam algumas roupinhas para o neném.

Ao chegarem na loja, Leidiane Pereira da Silva, 25 anos, e Evanubia Rufino de Morais, 33 anos, pegaram o bebê e deram um dinheiro para a mãe comprar as roupas. Quando a jovem mãe retornou, a criança e as mulheres haviam desaparecido. A Polícia Militar foi acionada e, ao analisar as imagens das Câmeras do Olho Vivo, ficou constatado que elas haviam entrado em um táxi na Praça Antônio Dias.

A empresa do táxi foi contactada e os policiais descobriram que elas seguiam com destino a Paracatu/MG. A Polícia Militar de Presidente Olegário foi informada e o táxi foi interceptado próximo ao distrito de São Pedro da Ponte Firme, na MGC354. As duas levavam o bebê no colo com várias bolsas, documentos e dinheiro. Foram apreendidos mais de R$2.000,00.

Leidiane nega qualquer envolvimento com o crime e aponta a colega como sendo a responsável pelo sequestro. Já Evanubia disse que foi a mãe da criança que deu o bebê para ela cuidar. No entanto, a história não convenceu nem um pouco os policiais. Segundo o Ten Adriano, no início, elas disseram que ganhariam R$1.000, 00 para pegar a criança.

Foto: Patos Hoje

 

Segundo o policial, há a possibilidade de que elas venderiam o bebê. Não foi identificado o destino da criança. Leidiane que é natural de Vazante/MG e Evanubia que nasceu na Paraíba e chegou a dizer que estava grávida para a mãe da criança foram presas em flagrante e levadas para a delegacia para serem ouvidas pela autoridade policial.

O policial aproveitou para orientar as pessoas a nunca entregar bebês a pessoas estranhas. Nesse caso, as autoras aproveitaram da simplicidade da mãe que além de ser menor também não escreve. A família que é oriunda do Paraná está em Patos de Minas para vender panos de prato. O pai da criança ficou desesperado ao saber do rapto e se emocionou ao pegar o filho nos braços.

Autor: Farley Rocha