Powered by WP Bannerize

Meio Ambiente

22 de março – Dia Mundial da Água


Publicado em: 22/03/2018
 

O Dia Mundial da Água foi instituído pela ONU em 22 de março de 1992 e visa à conscientização da população a respeito dessa valiosa substância.

 

A água é  essencial para a nossa sobrevivência, portanto, sua proteção é fundamental
A água é essencial para a nossa sobrevivência, portanto, sua proteção é fundamental

Sabemos que a água é um recurso essencial para a sobrevivência de todos os seres vivos. Ela atua mantendo nosso corpo hidratado, ajuda no transporte de substâncias, funciona como solvente, regula a nossa temperatura, participa de reações químicas, entre várias outras funções.

Apesar de o nosso planeta ser repleto de água, estima-se que apenas 0,77% esteja disponível para o consumo humano em lagos, rios e reservatórios subterrâneos. Vale destacar, no entanto, que essa quantidade não está distribuída igualmente por todo o território, consequentemente, existem locais onde esse recurso é considerado bastante valioso. Em virtude dessa desigualdade de distribuição, em várias regiões ocorrem verdadeiros conflitos por água.

Foto: Ievgen Sosnytskyi / Shutterstock.com

Além da escassez de água em algumas regiões, enfrentamos ainda o problema da baixa qualidade. A poluição causada pelas atividades humanas faz com que a água esteja disponível, porém não esteja própria para o consumo. Estima-se que 20% da população mundial não tenha acesso à água limpa e, segundo a UNICEF, cerca de 1400 crianças menores que cinco anos de idade morrem todos os dias em decorrência da falta de água potável, saneamento básico e higiene.

Diante da importância da água para a nossa sobrevivência e da necessidade urgente de manter esse recurso disponível, surgiu o Dia Mundial da Água. Essa data, comemorada no dia 22 de março, foi criada em 1992 pela Organização das Nações Unidas (ONU) e visa à ampliação da discussão sobre esse tema tão importante.

No dia 22 de março de 1992, a ONU, além de instituir o Dia Mundial da Água, divulgou a Declaração Universal dos Direitos da Água, que é ordenada em dez artigos. Veja a seguir alguns trechos dessa declaração:

1– A água faz parte do patrimônio do planeta;

2-A água é a seiva do nosso planeta;

3– Os recursos naturais de transformação da água em água potável são lentos, frágeis e muito limitados;

4– O equilíbrio e o futuro de nosso planeta dependem da preservação da água e de seus ciclos;

5– A água não é somente herança de nossos predecessores; ela é, sobretudo, um empréstimo aos nossos sucessores;

6– A água não é uma doação gratuita da natureza; ela tem um valor econômico: precisa-se saber que ela é, algumas vezes, rara e dispendiosa e que pode muito bem escassear em qualquer região do mundo;

7– A água não deve ser desperdiçada nem poluída, nem envenenada;

8– A utilização da água implica respeito à lei;

9– A gestão da água impõe um equilíbrio entre os imperativos de sua proteção e as necessidades de ordem econômica, sanitária e social;

10– O planejamento da gestão da água deve levar em conta a solidariedade e o consenso em razão de sua distribuição desigual sobre a Terra.

Como toda a população necessita da água para a sua sobrevivência, em julho de 2010, a Assembleia Geral das Nações Unidas declarou, através da Resolução A/RES/64/292, que a água limpa e segura e o saneamento básico são direitos humanos. Sendo assim, a água de qualidade e o saneamento básico passaram a ser um direito garantido por lei.

O uso racional e sua preservação são fundamentais para garantir qualidade de vida para a nossa geração e para as futuras. Faça uso consciente da água!

Por Ma. Vanessa dos Santos



Pato-mergulhão será embaixador das águas do Brasil


Publicado em: 21/03/2018
 

Ministro Sarney anuncia que assinará Portaria para instituir a espécie, que está criticamente ameaçada de extinção e necessita de águas límpidas para viver, como embaixador das águas brasileiras.

 

 

O ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, anunciou nesta terça (20) que pretende assinar uma Portaria para instituir o pato-mergulhão como embaixador das águas brasileiras. “Quem está preocupado com futuro se preocupa com o presente. Esse presente é o pato-mergulhão, pois aonde ele existe significa um ambiente saudável e que a natureza está prestando o seu serviço”, defendeu Sarney em seu discurso durante o lançamento da campanha do ICMBio para que a espécie seja embaixador das águas no 8º Fórum Mundial das Águas, que acontece em Brasília.

ministropatomergulhao

O presidente do ICMBio, Ricardo Soavinski, anunciou R$ 200 mil a mais para pesquisas sobre o pato-mergulhão. “Os ecossistemas são totalmente dependentes das águas e o pato é um símbolo de como é necessária a água limpa para essa ave viver. Por isso, que com a campanha reforçamos nosso envolvimento e o trabalho da equipe, além de precisarmos ampliar nossas unidades, o nosso número de pesquisadores e mecanismos para cuidar ainda mais de nossas UCs”, afirmou Soavinski.

O pato-mergulhão (Mergus octosetaceus) necessita de águas muito limpas para viver. A ave serve como indicador biológico da qualidade das águas. No entanto, a crescente poluição que atinge nossos cursos d’água, as mudanças causadas por projetos hidrelétricos e o assoreamento dos rios e lagos são fatores que impactam na sobrevivência da espécie.

Existem somente 250 indivíduos do espécime no Brasil, sendo que a maioria se encontra nas unidades de conservação federais: Parque Nacional da Serra da Canastra (MG) e Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (GO) (geridos pelo ICMBio). Há populações também na Serra do Salitre (MG), na região do Jalapão (TO) e alguns, em cativeiro, no Zooparque de Itatiba. São 21 patos que estão no contexto do Programa de Manejo Populacional Integrado.

O ICMBio é responsável pelo desenvolvimento e implantação dos Planos de Ação Nacional para a Conservação das Espécies Ameaçadas de Extinção ou do Patrimônio Espeleológico (PANs), que identificam e orientam ações prioritárias de preservação. Desde 2017, está em vigor o 2º Ciclo do PAN do pato-mergulhão, cujo responsável é o Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Aves Silvestres (CEMAVE). Além disso, o PAN conta com o monitoramento de um grupo de trabalho formado por órgãos do governo e instituições não-governamentais.

Saiba mais sobre a espécie aqui.

Baixe a dobradura do pato-mergulhão aqui.
(icmbio.gov.br)


Pelo 5º ano consecutivo, praia brasileira está entre as melhores do mundo


Publicado em: 25/02/2018
 

Destino capaz de colocar um sorriso fácil em qualquer um que desembarca ali, a Praia do Sancho, em Fernando de Noronha, acaba de ser eleita, mais uma vez, uma das melhores do mundo.

 

Pelo quinto ano consecutivo, esse faixa de areia localizada nesse arquipélago, a 545 km do Recife, está entre as mais votadas pelos leitores do site TripAdvisor, resultados do prêmio Travellers’ Choice 2018.

 

Em 2017, essa mesma praia ficou em primeiro lugar na votação, na frente de destinos como Ilhas Turcas e Caicos, Aruba e Cuba. Neste ano, o Sancho ficou em segundo lugar, atrás apenas de Grace Bay, nas Ilhas Turcas e Caicos.

 

 

Cachoeira é atração temporária na praia mais bonita do mundo, no Brasil

Nem só com dias nublados e chuvas se faz turismo nessa ilha a 545 km do Recife, durante a baixa temporada.

 

Aliás, são as precipitações, que costumam ir de março e junho, as responsáveis pela formação de cachoeiras que escorrem nos imponentes paredões rochosos da Praia do Sancho, que acaba de ser eleita, pelo quinto ano consecutivo, uma das dez melhores do mundo.

 

É nessa época do ano, que em 2018 teve a temporada de chuvas adiantada e Noronha já abriga as primeiras queda d’água no Sancho, em pleno mês de fevereiro, que moradores locais e visitantes congestionam a fila para descer a escadaria pela fenda de acesso a essa faixa de areia, no Mar de Dentro.

 

VEJA VÍDEO

 

Reprodutor de vídeo de: YouTube (Política de Privacidade)


Cachoeira é atração temporária na praia mais bonita do mundo, no Brasil


Publicado em: 20/02/2018
 

Nem só com dias nublados e chuvas se faz turismo nessa ilha a 545 km do Recife, durante a baixa temporada.

 

Aliás, são as precipitações, que costumam ir de março e junho, as responsáveis pela formação de cachoeiras que escorrem nos imponentes paredões rochosos da Praia do Sancho, eleita, no ano passado, pela quarta vez consecutiva, uma das dez melhores praias do mundo.

 

O destino vê também os preços de hospedagem e serviço caírem até 30%, o mar fica perfeito para mergulho, a vegetação está mais verde por conta das chuvas e você pode ser surpreendido com dias seguidos de sol quente, apesar da temporada de chuvas.

 

VEJA VÍDEO

 

 

É nessa época do ano, que em 2018 teve a temporada de chuvas adiantada e Noronha já abriga as primeiras queda d’água no Sancho, em pleno mês de fevereiro, que moradores locais e visitantes congestionam a fila para descer a escadaria pela fenda de acesso a essa faixa de areia, no Mar de Dentro.

 

Quem vence a vertiginosa descida até essa praia de 320 metros de extensão é recebido com cachoeiras que formam pequenos poços para banho, em meio à mata fechada.

 

A trilha é curta e segue pelo lado esquerdo da praia, onde a água doce que vem da cachoeira abre uma vala natural que segue até o mar.

 

© Fornecido por Viagem em Pauta

 

O mar agitado não convida para banho ou snorkel, uma das atividades mais procuradas no Sancho nos outros meses do ano, mas essa é uma das experiências mais aguardadas por quem tem a sorte de estar em Noronha, na temporada de chuvas.

 

A atração temporária coincide com a temporada de desova de tartarugas, de dezembro a junho, quando o Projeto Tamar faz demarcações de ninhos que podem ser vistos, espalhados em praias como o Sancho e a do Leão.

 

A Praia do Sancho é uma das paradas do Ilha Tour, um roteiro de um dia inteiro em carro 4×4 e que passa por outras atrações da ilha como a Cacimba do Padre, Morro Dois Irmãos, Buraco da Raquel e Baía do Sueste.

(msn)



Secretaria de Agricultura busca melhorar a oferta de mudas para a população


Publicado em: 12/02/2018
 

Visando melhorar a qualidade e aumentar o número de mudas que são produzidas no viveiro do horto florestal de Patrocínio, a secretaria Municipal de Agricultura estará realizando entre os dias 05 e 09 de março, treinamento dos servidores que desenvolvem esse trabalho. O secretário, Odirlei Magalhães informou que haverá a presença de uma técnica especializada do SENAR Minas, durante todos os dias para trabalhar no aperfeiçoamento da técnica de produção de mudas do viveiro municipal. Ele também lembra que ainda haverá outro treinamento para os servidores, sendo que está sendo agendado essa capacitação de plantio, através de enxerto.

 

Sobre a demanda da produção de mudas, o secretário explica que a oferta é satisfatória, mas com esse treinamento, haverá um aumento na produção para que possa ser incentivado a renovação de pomares e também do reflorestamento ambiental, principalmente nas áreas de nascente.

 

Odirlei comentou que são oferecidas 15 mudas de forma gratuita para cada cidadão e a partir do volume superior é feita a cobrança de uma pequena taxa. A liberação ainda é feita somente no período chuvoso, ou mediante a comprovação que a pessoa possui sistema de irrigação na propriedade. As mudas também são distribuídas para o plantio na cidade.

(Renato Oliveira/Difusora95)