Powered by WP Bannerize

Meio Ambiente

Dia Nacional do Meio Ambiente é comemorado com estudantes e autoridades no Museu Hugo Machado


Publicado em: 08/06/2014
 

Alunos, educadores, representantes do Governo Municipal, Polícia Florestal, Ministério Público e IEF reuniram-se em frente ao Museu Prof. Hugo Machado da Silveira, na manhã desta quinta-feira (5), em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente. O evento faz parte das atividades da 1ª Semana do Meio Ambiente, que teve início no dia 3 com encerramento em 13 de junho. O objetivo é incentivar a conscientização, valorização e preservação dos recursos naturais.

 

Durante a cerimônia desta quinta, a palavra de ordem foi educação ambiental. “Para que tenhamos um futuro com qualidade de vida é preciso que nossas crianças cuidem dos recursos naturais e tenham consciência do papel de cada um no cuidado com o nosso planeta”, disse o secretário municipal de cultura Sebastião Cortes, que representou o prefeito Dr. Lucas Campos de Siqueira na cerimônia.

 

A aluna da escola Casimiro de Abreu, Esthefani Cândido dos Reis, tem apenas 8 anos e já sabe o que deve fazer para preservar o meio ambiente. “Não podemos jogar o lixo nas ruas e nem nos rios para não poluir as águas e matar os peixes”. Aliás, toda a sua turma do 2º ano sabia na ponta da língua a lição.

 

Giovana Kelly, estudante da escola João Beraldo, adorou visitar a exposição no museu e deixou o seu recado. “Nossos animais, florestas e rios precisam de cuidados, ou não termos um lugar com vida saudável para viver no futuro”.

 

meioambiente

 

Ao final os alunos fizeram o plantio de uma árvore típica da região na Praça da Matriz.

 

Promovido pelas Secretarias de Cultura, Educação, Meio Ambiente e Agricultura, o evento contou ainda com as presenças do 1º promotor de Justiça, Dr. Breno Nascimento Pacheco, o coordenador do Instituto Estadual de Floresta, Pedro Augusto Rodrigues dos Santos, o secretário municipal de Meio Ambiente, Carlos Ibrahim Daura, o superintendente do Daepa – Departamento de Água e Esgoto de Patrocínio, Luciano Queiroz Filho, o presidente da Fundação Casa da Cultura, João Batista Martins Lopes, o Coordenador do Museu Professor Hugo Machado da Silveira, Vanduir Novais, o coordenador do Conservatório Municipal de Música, Naldo Luiz, sargento Hisnara, cabo Célio e soldado Emiliana da Polícia Militar do Meio Ambiente, soldado Brito da Polícia Militar Rodoviária, os soldados Henrique e Caixeta do 46º Batalhão da PM

 

A exposição de animais empalhados e árvores típicas da região do cerrado continua aberta à visitação até dia 13 de junho.

 

Participe.



Como evitar erosões do solo


Publicado em: 26/05/2014
 

Como evitar a erosão?

Existem técnicas de cultivo que diminuem a erosão do solo. Nas encostas, por exemplo, onde a erosão é maior, as plantações podem ser feitas em degraus ou terraços, que reduzem a velocidade de escoamento da água.

Em encostas não muito inclinadas, em vez de plantar as espécies dispostas no sentido do fluxo da água, devemos formar fileiras de plantas em um mesmo nível do terreno, deixando espaço entre as carreiras. Essas linhas de plantas dispostas em uma mesma altura são chamadas de curvas de nível.

Outra forma de proteger a terra é cultivar no mesmo terreno plantas diferentes mas em períodos alternados. Desse modo o solo sempre tem alguma cobertura protetora. É comum a alternância de plantação de milho; por exemplo, com uma leguminosa. As leguminosas trazem uma vantagem adicional ao solo: repõe o nitrogênio retirado do solo pelo milho ou outra cultura. Esse “rodízio” de plantas é conhecido como rotação de culturas.

Cabe ao governo orientar os agricultores sobre as plantas mais adequadas ao cultivo em suas terras e sobre as técnicas agrícolas mais apropriadas. É fundamental também que os pequenos proprietários do campo tenham acesso a recursos que lhes possibilitem comprar equipamentos e materiais para o uso correto do solo.



Como evitar queimadas


Publicado em: 01/05/2014
 

Quando chegam as épocas de clima seco e as chuvas diminuem muito as queimadas se tornam mais propícias e a vegetação é muito prejudicada com isso. As queimadas são um grande problema ambiental e se prevenir delas é essencial para que o meio ambiente seja preservado.

Muitas coisas podem ser feitas para evitar as queimadas e muitas delas são muito simples como não jogar bitas de cigarro em locais onde haja vegetação, latas de metal e garrafas de vidro também não podem ser jogadas

 

Todos os anos, milhares de hectares de vegetação nativa e pastos são queimados em todo o país. Mato Grosso está entre os estados brasileiros que registram maior número de focos de incêndio na época da estiagem. Este ano, o INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) registrou 5.173 focos de calor no mês de julho. Em 2009, foram 954 focos no mesmo período, o que representa um aumento de 440%.

 

As queimadas trazem diversos impactos negativos, entre eles:

– Diminuição da quantidade de água disponível
– Erosão e acidez dos solos afetando a produtividade
– Destruição da biodiversidade
– Aceleração da mudança do clima
– Problemas de saúde para as pessoas
– Destruição de lavouras
– Mortandade de gado e animais silvestres
– Êxodo rural: as famílias não conseguem se sustentar e abandonam a terra



Preservar o meio ambiente


Publicado em: 28/04/2014
 

O surgimento de iniciativas que buscam cuidar da natureza é uma resposta a uma série de problemas existentes no mundo: desmatamento de florestas e matas atlânticas, poluição das cidades, do ar e de recursos hídricos como rios, lagos, lagoas e oceanos, além de atividades como a caça e a pesca predatória. Para reduzir os danos causados pelos crimes ao meio ambiente, algumas atitudes simples para que cada um possa fazer a sua parte é adquirir hábitos sustentáveis simples e eficientes.

 

Meio-Ambiente2

 

A primeira dica é realizar a separação correta do lixo orgânico, latas de alumínio, papéis e metais para tornar possível o processo de reciclagem. É possível fazer em casa a transformação do papel usado em reciclado, ou mesmo utilizar materiais orgânicos, como restos de alimentos e bagaços, como adubo em jardins e hortas caseiras. Dessa forma, você economiza com fertilizantes e ainda diminui a quantidade de lixo a ser descartado.

 

 

Meio-Ambiente3

Outra dica de como preservar o meio ambiente é evitar o desperdício de água, desligando a torneira em atividades diárias como escovar os dentes, lavar pratos ou se barbear, bem como fechar a válvula do chuveiro enquanto se ensaboa. Ao limpar o carro ou a calçada em frente a sua casa, evite o uso da mangueira e procure utilizar um balde com água, esponja e sabão. Por fim, procure reaproveitar a água que sobra da lavagem de roupas para regar as plantas.

 

Meio-Ambiente4

 

Em casa ou no trabalho, procure trocar as lâmpadas comuns pelas fluorescentes, que duram 10 vezes mais gastam dois terços menos de energia. Ainda, as lâmpadas fluorescentes podem ser recicladas após o uso. Além de ser uma ação sustentável, também contribui para reduzir a conta de energia no fim do mês.

 

Meio-Ambiente5

Procure realizar caronas solidárias ou invista em meios de transportes menos poluentes. Andar de bicicleta ou a pé diminui o nível de emissão de gases nocivos à atmosfera e são ótimos exercícios físicos.

 Meio-Ambiente6



Planeta agua


Publicado em: 18/03/2014
 

Nos últimos tempos os meios de comunicação tem dedicado grande parte de suas matérias mostrando a falta de água em diversas regiões do nosso país. A grande verdade é que realmente a água está a cada dia se tornando mais escassa e mais poluída, razão pela qual faz-se necessária a adoção de diversas  medidas no sentido de que cada cidadão contribua com sua parte, caso contrário dentro de pouco tempo o planeta sofrerá consequências desvassaladoras.

Mas por aqui ainda temos a alegria de vermos nossos rios e nossos lagos com grande volume de água e o mais belo ainda é comprovar que a água está limpa e despoluída. A reportagem do UAIGENTE esteve neste sábado (15) e dois locais diferentes, onde comprovou a beleza de dois lugares bastante conhecidos e que felizmente  o homem está preservando e cuidando do nosso meio ambiente.

O primeiro lugar foi o Rio Dourados, divisa dos municípios de Patrocínio e Coromandel, proximidades do distrito rural de Santa Rosa dos Dourados, onde existe uma ponte recentemente construída e que a beleza da correnteza da água ainda alegra nossos olhos; ali deparamos com alguns pescadores e banhistas, os quais tomam o cuidado de não jogar lixo no leito do rio, recolhendo o pouco ali encontrado e destinando ao local próprio.

O segundo local trata-se da ponte sobre o lago da Usina de Miranda, proximidades de Uberlândia-MG, na rodovia BR 365, onde a beleza do local encanta a todos que por ali trafegam; nossa reportagem também efetuou uma ligeira parada naquele local e apreciou aquela beleza, com muita água limpa e sem lixo. Enquanto estes locais nos chamam a atenção pela beleza e abundância e água, outros estão sofrendo com sua escassez, onde o homem, animais e plantas não conseguem sobreviver. O meio ambiente merece cuidado, carinho e respeito.