Powered by WP Bannerize

Meio Ambiente

21 de Setembro – dia da ÁRVORE


Publicado em: 22/09/2016
 

O Dia da Árvore é comemorado em 21 de setembro e tem como objetivo principal a conscientização a respeito desse importante recurso natural.

 

O Dia da Árvore é comemorado no Brasil em 21 de setembro e tem como objetivo principal a conscientização a respeito da preservação desse bem tão valioso. A data, que é diferente em outras partes do mundo, foi escolhida em razão do início da primavera, que começa no dia 23 de setembro no hemisfério Sul.

A árvore é um grande símbolo da natureza e é uma das mais importantes riquezas naturais que possuímos. As diversas espécies arbóreas existentes são fundamentais para a vida na Terra porque aumentam a umidade do ar graças à evapotranspiração, evitam erosões, produzem oxigênio no processo de fotossíntese, reduzem a temperatura e fornecem sombra e abrigo para algumas espécies animais.

Além disso, entre as diversas espécies arbóreas existentes, incluem-se várias plantas frutíferas, como é o caso da mangueira, limoeiro, goiabeira, abacateiro, pessegueiro e laranjeira.

Além de produzirem alimento, as árvores também possuem outras aplicações econômicas. A madeira por elas produzidas serve como matéria-prima para a criação de móveis e até mesmo casas. A celulose extraída dessas plantas, principalmente pinheiros e eucaliptos, é fundamental para a fabricação de papel. Além disso, algumas espécies apresentam aplicabilidade na indústria farmacêutica por possuírem importantes compostos.

Em virtude da grande quantidade de utilizações e da expansão urbana, as árvores são constantemente exterminadas, o que resulta em grandes áreas desmatadas. O desmatamento afeta diretamente a vida de toda a população, que passa a enfrentar erosões, assoreamento de rios, redução do regime de chuvas e da umidade relativa do ar, desertificação e perda de biodiversidade.

Sendo assim, o dia 21 de setembro deve ser visto como um dia de reflexão sobre nossas atitudes em relação a essa importante riqueza natural. Esse dia é muito mais do que o ato simbólico de plantar uma árvore e deve ser encarado como um momento de mudança de postura e conscientização de que nossos atos afetam as gerações futuras. É importante também haver conscientização a respeito da importância da conservação, bem como da necessidade de criação de políticas públicas que combatam a exploração ilegal de árvores.

Curiosidades:

– Cada região do nosso país possui uma árvore símbolo diferente. Observe:

Árvore símbolo da região Norte – castanheira;

Árvore símbolo da região Nordeste – carnaúba;

Árvore símbolo da região Centro-Oeste – ipê amarelo;

Árvore símbolo da região Sudeste – pau-brasil;

Árvore símbolo da região Sul – araucária.

 



Poluição do ar


Publicado em: 12/09/2016
 

O ar que respiramos é composto por uma mistura de gases. Ele é extremamente importante para a nossa vida e a de outros seres vivos. Quando o ar fica poluído, aumenta a concentração de substâncias químicas (poluentes) prejudiciais à nossa saúde e isso pode provocar alergias, intoxicações etc.

A poluição do ar é provocada principalmente pelos motores dos veículos, indústrias como as siderúrgicas, refinarias, fábricas de cimento e papel; queimadas e incineração do lixo doméstico.

Os veículos como automóveis, ônibus, motos, caminhões etc. são considerados os principais agentes poluentes do ar, porque eles liberam um gás incolor (sem cor) e inodoro (sem cheiro) extremamente tóxico, conhecido como monóxido de carbono (CO). Esse gás tem a capacidade de se ligar à hemoglobina, formando um composto chamado de carboxiemoglobina, que impede o transporte de oxigênio pelas hemácias, dificultando a oxigenação dos tecidos, levando à perda de consciência e até à morte.

Os automóveis também são os responsáveis por liberarem partículas que ficam em suspenção no ar, produzidas principalmente pelo desgaste de pneus e freios.

 

O principal poluente do ar é o emitido pelos motores dos automóveis

A queima de óleo diesel por alguns automóveis e de carvão mineral por indústrias produzem dióxido de enxofre (SO2) e dióxido de nitrogênio (NO2), gases tóxicos que causam diversos distúrbios respiratórios nos seres humanos, como asma e bronquite. Esses dois gases reagem com o vapor de água encontrado na atmosfera, formando ácido sulfúrico (H2SO4) e ácido nítrico (HNO3), que se dissolvem na água das nuvens e caem na terra e na forma de chuva ácida.

As chuvas ácidas alteram a composição do solo, causando prejuízos a plantações, florestas e a ecossistemas aquáticos, além de corroer prédios, casas, monumentos etc.

Na imagem podemos perceber uma construção corroída pela chuva ácida
Na imagem podemos perceber uma construção corroída pela chuva ácida

As indústrias siderúrgicas e as fábricas de cimento também são responsáveis pela poluição do ar. Elas liberam na atmosfera partículas de sílica (SiO2) que ficam em suspensão no ar, provocando doenças pulmonares como fibroses e enfisemas.        

Durante o inverno, por causa da poluição do ar, é muito comum ocorrer, nas cidades grandes, um fenômeno que chamamos de inversão térmica. Durante esse fenômeno não ocorre a dispersão de gases, que acabam ficando muito próximos ao solo, causando irritações das vias respiratórias e problemas respiratórios, principalmente em crianças.
Por Paula Louredo
Graduada em Biologia



Preserve o meio ambiente – não jogue lixo nas ruas


Publicado em: 03/09/2016
 

Um dos maiores responsáveis pelos alagamentos nas cidades é o lixo, que entope bueiros e canalizações. Evite doenças e perdas materiais. Portanto, seja educado e consciente:

  • Jogue o lixo na lixeira;
    • Não jogue lixo em terrenos baldios ou na rua;
    • Não jogue papel e lixo na rua;
    • Não jogue troncos, móveis, materiais e lixo que impedem o curso do rio, provocando transbordamentos;
    • Não jogue lixo nos bueiros (bocas-de-lobo) para não obstruir o escoamento da água;
    • Limpe telhados e canaletas das águas para evitar entupimentos;
    • Não jogue lixo nos arroios ou córregos;
    • Procure acondicionar o lixo, observando os horários de coleta;
    • Não construa próximo a córregos que possam inundar;
    • Não construa em cima de barrancos que possam deslizar, carregando sua casa;
    • Não construa embaixo de barrancos que possam deslizar, soterrando sua casa.

A cidade é a sua casa, mantenha-a limpa!



Prejuízos das queimadas para o solo


Publicado em: 03/07/2016
 

A prática da queimada é utilizada pelos agricultores com finalidade de limpar o solo para o plantio. É mais observada entre os produtores com menos recursos financeiros, que não possuem maquinário ou informações para o trato qualitativo do solo.

Segundo Luiz Novais de Almeida, coordenador de Manejo Sustentável dos Sistemas Produtivos da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo do Ministério da Agricultura, o fogo utilizado para este objetivo não traz benefícios ao produtor, pelo contrário, causa danos ao solo e aos demais recursos naturais.

Sob o ponto de vista agronômico, a prática elimina nutrientes fundamentais a qualquer cultura vegetativa, como o potássio, fósforo e nitrogênio, matando também microrganismos que auxiliam no desenvolvimento de certas plantas. Além disso, a queimada reduz a umidade do solo e acarreta a sua compactação, o que resulta no desencadeamento do processo erosivo e outras formas de degradação da área.

Almeida destaca que “como o solo é a base de todo o sistema agrícola, gera prejuízos na produtividade das culturas e aumenta os custos de produção. Os impactos são sociais, econômicos e ambientais, o que traduz a importância da conscientização dos produtores, no sentido de não utilizarem esta prática”.

A queimada contribui para a degradação e redução da capacidade produtiva do solo, pois provoca a alteração de características químicas, biológicas e físicas da terra.

Outro prejuízo que pode ser citado é a queda na qualidade do ar, reduzindo a biodiversidade e prejudicando a saúde do homem. O fogo, por ser difícil de controlar, pode atingir outras propriedades, como áreas de preservação ambiental e outros patrimônios públicos e privados.

Segundo o coordenador de Manejo Sustentável dos Sistemas Produtivos da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo, só seria permitido, do ponto de vista técnico, a queimada em situação de emergência fitossanitária, como a ocorrência de pragas e doenças na lavoura. A situação, no entanto, seria em casos muito pontuais e extremos, com a aprovação de um especialista.

fonte: Rural Br



O que vai acontecer quando a água do mundo acabar?


Publicado em: 28/05/2016
 

Substância essencial para todos os tipos de vida, não adianta, a água é indispensável para a sobrevivência. Pensar que um dia ela pode acabar, normalmente, não nos passa pela cabeça. Hábito terrível esse porque, afinal de contas, o que aconteceria se a água do mundo acabar?

Simples atos do dia-a-dia, como tomar banho, escovar os dentes, lavar roupas, beber água!, muitas vezes nos parecem tão banais que não pensamos em economizar na hora de lavar o carro, limpar a casa, lavar as louças… Mas, infelizmente, como tudo no mundo, a água tem seu limite, e estamos cada vez mais próximos desse fim.

Com tantos problemas e irresponsabilidades que a vida moderna tem nos trazido, várias fontes naturais já secaram, fato que não tem retorno. Ainda não inventaram uma forma de “criar” essas fontes. E quando falamos dessa água, é a água potável, tão “abundante” em nosso país, mas que se resume ao poder de poucos.

Publicidade

Muitas pessoas pensam que os oceanos são suficientes para sustentar todo o planeta, mas não se lembram de que essas águas possuem diferentes tipos de componentes e que não podem suprir as necessidades humanas, e de qualquer outro tipo de vida. É um elemento tão importante que a ONU (Organização das Nações Unidas) definiu o dia 22 de março como sua data.

No ano de 2005, essa mesma organização deu início à Década de Ação – Água para a vida, um espécie de carta de intenções, que tem por alvo, alcançar determinados objetivos em relação aos recursos hídricos. Um fato interessante, é que a falta de água (desidratação) pode levar uma pessoa à morte muito mais rápido que a fome.

Desertificação

f_230867

A primeira coisa em que pensamos quando se trata de falta de água é na sede. Mas a água não serve apenas para nos hidratar, ela hidrata os solos, consequentemente os deixa nutridos o suficiente para que seja passível de plantações. Sem água, os solos seriam desertificados, num mundo assim, não haveria comida. Sem comida, sem água, não há vida.

Guerras hídricas

Peshmerga fighters stand guard at Mosul Dam in northern Iraq August 21, 2014. Despite its structural faults, the country's biggest dam at 3.6 km long, built by a German-Italian consortium in the 1980s, is a vital water and power source for Mosul, Iraq's largest northern city of 1.7 million residents. Control the dam and you control the 'keys' to the city. With that in mind, Islamic State insurgents who captured swathes of Iraq and Syria and declared a caliphate, wrested control of the dam from Kurdish forces in recent weeks. While Iraqi and Kurdish forces recaptured the dam with the help of U.S. air strikes on Monday, "the most dangerous dam in the world" - as a U.S. Army Corps of Engineers report described it - still has the potential for catastrophe.   REUTERS/Youssef Boudlal (IRAQ - Tags: CIVIL UNREST POLITICS MILITARY) - RTR437N2

Imaginem só, viver em um planeta que o acesso à água é regulado pelo governo, você só pode beber determinada quantidade de água por dia, passar dias sem poder tomar banho, escovar os dentes e afins. Bateu desespero? Ou você ainda acredita que esse tipo de coisa nunca vai acontecer? Se a resposta é a segunda opção, muito se engana. A probabilidade de a água potável do mundo acabar é grande! Não à toa pesquisadores e cientistas estão tentando encontrar água em outros planetas. O pesadelo das ficções científicas pode se tornar realidade, mais cedo do que esperamos.

Crises

Untitled

Atualmente algumas cidades no mundo já tem ficado completamente sem água, necessitando de “pedir emprestado” às cidades vizinhas. Um exemplo é a cidade de Orme, no Tennessee (EUA), que teve suas fontes esgotadas em 2007, sendo socorrida por New Hope, cidade ao lado. Que proporcionou aos habitantes de Orme a instalação de um cano de 3 quilômetro ligando as duas cidades, para que fosse possível o reabastecimento dos reservatórios.

Mortes

guerra pela sobrevivência

Com a falta de água não só nós (humanos) morreríamos como grande parte das espécies, praticamente tudo, da fauna e flora mundial também. Como dissemos anteriormente, para se ter vida é preciso que haja água. Basta pensar o seguinte, se até os cactos e camelos que são capazes de passar dias, meses, sem se hidratarem imaginem o resto dos seres vivos.

Dessalinização

Rejeito_dessalinizadores__grande__2010512101846

Uma das formas de utilizar as águas dos oceanos é a retirada do sal e mineração da água para que possa ser consumida. Um processo que ainda é caro, mas que pode ser uma das soluções futuras. Cientistas e pesquisadores da área trabalham arduamente para que a realização desses processos sejam cada vez mais rápidos, baratos e mais eficazes.

Degelo

54690_Papel-de-Parede-O-Degelo-Parque-Nacional-Lassen-Volcanic-California_1600x1200

Para aqueles que não sabem, uma grande porcentagem da água potável do planeta está congelada, nas calotas polares. Por conta do aquecimento global, uma parte dessas calotas já tem sido derretidas, como pudemos acompanhar ao longo desses últimos dez anos. Essa é uma das soluções para a falta de água no mundo, mas devemos lembrar que elas são finitas e qualquer alteração nesse habitat pode prejudicar dezenas de sistemas.

Essas são algumas coisas que podem acontecer caso a água do planeta acabe. Não há motivos maiores para ficarmos de braços cruzados esperando que a tecnologia resolva esse (gigante) problema. Não podemos fazer pelos outros, mas podemos fazer por nós mesmos, diminuir alguns minutos do banho, não lavar as calçadas, não poluir ruas (consequentemente rios e mares), cuidar e ter atenção com o planeta é cuidar de nós mesmo.

O vídeo acima retrata uma crônica, supostamente escrita no ano de 2070, e fala sobre como será esse ano e o que a falta de água ocasiona.

Alguns podem até pensar que é um tema batido e está chato, mas a questão é que é extremamente importante pensarmos nesse tipo de situação e nunca deixar que esfrie.