Powered by WP Bannerize

Governo Municipal tira dúvidas da população sobre SAMU

Publicado em: 12/07/2018
 

Em Audiência Pública realizada na noite de terça (10), no Auditório Geraldo Campos, representantes da Prefeitura e do CISTRI – Consórcio Público Intermunicipal de Saúde Rede de Urgência e Emergência da Macrorregião do Triângulo do Norte apresentaram a população um balanço da primeira semana de funcionamento do SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência em Patrocínio e na região, além de esclarecerem dúvidas a respeito do serviço.

 

O Secretário Municipal de Saúde, Humberto Donizete Ferreira – Bebé, que na oportunidade representou o Prefeito de Patrocínio Deiró Marra, apontou diversas situações beneficiadas com a implantação do serviço. “Com o SAMU em pleno funcionamento, temos a certeza que todos os esforços para sua vinda valeram a pena, pois já  nessa primeira semana, pudemos acompanhar casos que comprovam que o serviço oferece meios de agilizar os trâmites para os casos de urgência e emergência” ressaltou o Secretário.

 

Também presente na Audiência, o Prefeito de Capinópolis, Cleidimar Zanotto, que integra o Comitê de Avaliação do Serviço, explicou sobre a fase de adaptação. “Hoje estive em Uberlândia para uma reunião de balanço dessa primeira semana, e nesse momento de implantação precisamos do apoio da população a fim de se corrigir falhas, para que a cada dia o serviço seja prestado com mais qualidade e agilidade” afirmou.

 

A Coordenadora da Atenção à Saúde da Prefeitura de Patrocínio, Noilma Passos, fez uma apresentação onde detalhou o funcionamento do serviço desde a Central de Regulação em Uberlândia até o atendimento prestado pelas Unidades de Resgate, informando quais cidades integram a Região Ampliada de Saúde Triângulo Norte, explicando quais são os casos em que o serviço deve ser acionado e apresentando os números de atendimentos nessa primeira semana.

 

Segundo Noilma, “de 3 a 9 de julho foram registrados pela Central de Regulação 1995 ligações, sendo desses 1,05% consideradas trote, 9,22% orientações médicas, 46,17% orientações não medicas, 22,51% houve queda de ligação e 21,05% resultaram em saída das unidades. Somente na região atendida pela base de Patrocínio, foram registradas 50 saídas de ambulância,  14 orientações médicas e 2 saídas de ambulância sem atendimento”.

 

Ao final, a população pode manifestar suas dúvidas que foram respondidas coletivamente por Noilma Passos, pelo Secretário Bebé, pelo Prefeito Cleidimar, pela Assessora de Comunicação do CISTRI, Priscila Barros, e pela técnica de enfermagem do SAMU, Karla Helena. Ainda diversos canais foram disponibilizados para esclarecimentos, como a Ouvidoria Municipal pelo 0800 940 1825, a Secretaria Municipal de Saúde, ou mesmo através do 192.

 

O apoio da população é fundamental para disseminação do serviço e para conscientização de que não se deve passar trote, pois além de ser crime, alguma vida pode deixar de ser atendida.