Powered by WP Bannerize

Estacionamento Rotativo pode não ser reinstalado neste ano segundo secretário

Publicado em: 24/11/2017
 

A reportagem da Difusora95 esteve com o Secretário Municipal de Trânsito, Transportes e Segurança Pública Alcides Dornelas dos Santos para saber como anda o processo de reinstalação do Estacionamento Rotativo no hipercentro de Patrocínio visto que o informe inicial tinha a expectativa de liberação do serviço para este fim de ano e sobre o assunto Alcides disse que a administração municipal está trabalhando para essa implantação para tanto a Lei que autoriza o processo licitatório, já foi aprovada pela Câmara Municipal, “más, todos nós sabemos que o serviço público ele tem as suas burocracias, a Lei foi aprovada pela Câmara dando a oportunidade ao Município, de iniciar o serviço por meio de terceirização através de concessão, ou para que a própria Prefeitura administre, ou por meio de um chamamento público através de uma instituição sem fins lucrativos, essa documentação está toda pronta, o que está dependendo agora é de um parecer da assessoria jurídica da Prefeitura” afirmou o secretário.

 

Dornelas afirmou ainda que o final do ano basicamente já chegou, mas não se é possível implantar um sistema no poder público como numa empresa privada, onde você contrata uma outra empresa para a prestação do serviço, se contrata os monitores e pronto, no serviço público as coisas são bem diferentes. “Se for para a Prefeitura tomar conta do estacionamento, você tem que realizar concurso público para a contratação dos monitores, criar os cargos entre outros, mas uma coisa é certa, hoje todos nós temos consciência da necessidade da implantação do rotativo, e acredito eu que a intenção era mesmo até no final deste ano, mas se não for possível este ano, no inicio do ano o rotativo será implantado definitivamente em Patrocínio” disse o secretário.

 

Quanto aos moldes desta instalação, Alcides disse que seja ela pela gestão do Município, seja pelo chamamento público, ou em termo de concessão. “Eu gostaria muito de conversar com o prefeito se não for por meio de uma instituição sem fins lucrativos para administrar o estacionamento rotativo, para investir no social, eu gostaria que a Prefeitura administrasse para que todos os recursos ficassem aqui mesmo em Patrocínio” enfatizou.

 

Questionado sobre valores para a manutenção do serviço Alcides disse que hoje deve girar em trono de cinqüenta a sessenta mil reais podendo até ultrapassar dependendo da tecnologia utilizada para o serviço.

 

(José Antonio/Grupo Difusora.)