Powered by WP Bannerize

Entenda em quais situações o juiz utiliza o VAR e como é a comunicação

Publicado em: 19/06/2018
 

A Copa do Mundo da Rússia entrou para a história antes mesmo de começar, por conta de uma novidade: o Árbitro de Vídeo (VAR). E já na primeira rodada, a tecnologia “entrou em campo” em algumas partidas e determinou lances como o pênalti que deu a França a vitória por 2 a 1 sobre a Austrália.

 

O não uso do VAR por suposta opção da arbitragem também começou a ser discutido em rodas de torcedores e programas de televisão. Então, para que você não tenha dúvidas em relação a este recurso, abaixo seguem algumas respostas importantes.

 

Resultado de imagem para imagens de arbitro de video

 

Árbitro e VAR conversam o tempo inteiro?

O fone do árbitro e o microfone do VAR estão abertos o tempo todo, mas isso não significa que durante todo o jogo um esteja falando com o outro. A comunicação é feita apenas para avisar em lances que estão sob revisão.

 

Existe um idioma universal do VAR, como na aviação?

Há alguns comandos pré-estabelecidos a serem dados para indicar revisão. O idioma para a conversa depende de quem estiver na cabine. Por exemplo, se o árbitro de campo falar espanhol e o VAR também, nada impede que se comuniquem no idioma. Se forem de países com idiomas diferentes, é preferível o inglês.

 

Ninguém sabe o que é dito entre juiz e VAR?

A comunicação só é ouvida pelo árbitro, assistentes em campo e quem está na sala do VAR, no Centro Internacional de Mídia, em Moscou, onde ficam o VAR e seus três assistentes.

 

O VAR avalia todos os lances durante o jogo?

Sim, o VAR analisa todos os lances e avisa o árbitro em campo caso alguma marcação esteja sob análise.

 

Tudo é gravado?

Sim, para ser avaliado depois pela comissão de arbitragem da Fifa.

 

O árbitro de campo pode chamar o VAR?

Pode consultar caso haja dúvida em alguma marcação para pedir revisão.

 

De quem é a decisão final, do árbitro do campo ou do auxiliar de vídeo?

Sempre do árbitro de campo. Para os lances interpretativos, o auxiliar de vídeo passará a informação, e o de campo tomará a decisão.

 

O árbitro do campo pode rever o lance no monitor?

A Fifa mudou seu protocolo e a partir de agora recomenda que apenas lances interpretativos possam ser revistos pelo árbitro de campo.

 

A visualização em câmera lenta pode ser utilizada?

Apenas em lances não interpretativos, como para determinar se houve contato entre o jogador e a bola em um lance, ou no caso de confusão de identidade de jogadores para aplicação de cartão.

 

O VAR auxilia em qualquer lance de cartão?

Não, apenas em incidentes passíveis de cartão vermelho.

 

Como em outros esportes, jogadores e comissão técnica podem pedir ajuda do VAR?

Não, isso é proibido. Jogadores que fizerem o gesto indicando uma televisão (usado pelo juiz para indicar que pediu auxílio do VAR) podem inclusive serem punidos com cartão.

 

Até quando o árbitro pode mudar uma marcação?

Depende do lance. Em casos de gol, pênaltis ou impedimentos, a decisão precisa ocorrer antes que a bola seja colocada em jogo novamente. Em casos de identidade trocada, pode acontecer depois.

 

Existe um tempo-limite para tomada de decisão?

Não, mas a tendência é que as decisões levem entre 30 segundos e um minuto.

Com informações da Folhapress.