Powered by WP Bannerize

Entenda as diferenças entre rede de esgoto e rede pluvial

Publicado em: 15/12/2014
 

Identificar a diferença entre rede de esgoto e rede de drenagem pluvial é fundamental para garantir a boa utilização de ambas. A rede coletora de esgotos domésticos recolhe o esgoto dos imóveis, dando-lhes destinação adequada nas estações de tratamento. Nas cidades do interior, o efluente tratado, livre de matéria orgânica, é lançado em cursos d´água de acordo com parâmetros determinados por legislação ambiental vigente.

 

Já a rede de drenagem pluvial é um equipamento público instalado e mantido pelas prefeituras municipais. Ela permite o escoamento das águas de chuva que, após captadas por galerias, são lançadas no mar, rios ou lagoas. A água de chuva é capaz de carregar, pela força da gravidade, lixo, areia, pedras e a sujeira das ruas para as estruturas de escoamento de uma cidade, podendo causar entupimentos e alagamentos.

 

No período chuvoso, os problemas decorrentes da utilização equivocada dessas redes é potencializado. O lançamento indevido das águas de chuva na rede coletora de esgotos, por exemplo, ocasiona extravasamentos e até o retorno do esgoto às residências e poços de visita. A rede de esgoto não é dimensionada para receber o grande volume das águas pluviais. Retirar a tampa de um poço de visita durante a inundação de uma rua só vai piorar a situação, pois o esgoto fatalmente transbordará, trazendo grandes riscos à saúde da população.

 

Já as ligações de esgoto realizadas clandestinamente na rede de drenagem pluvial provocam danos graves ao meio ambiente, pois descartam inadequadamente o esgoto sem tratamento no meio ambiente, poluindo rios, lagos e o próprio mar. As ligações irregulares na rede de drenagem acabam contribuindo para que estes equipamentos sejam confundidos com rede de esgoto, mas, mesmos nestes casos, a responsabilidade de manutenção é das prefeituras.

 

Para garantir o bom funcionamento da rede de esgoto é importante observar mais algumas regras como não jogar lixo no vaso sanitário ou nas caixas de esgoto (resto de comida, papel, absorventes, preservativos, cabelo, plástico, etc); limpar periodicamente a caixa de gordura; não fazer ligação na rede de esgoto para escoar água de chuvas; não descartar óleo de cozinha nem borra de café na pia, pois esses materiais entopem a rede e poluem o meio ambiente.

 

DIFERENÇAS À PRIMEIRA VISTA


Algumas diferenças entre rede de drenagem e rede coletora de esgoto podem ser facilmente identificadas pela população. As conhecidas bocas de lobo, por exemplo, pertencem à rede de drenagem pluvial, têm formato retangular e situam-se sempre paralelas aos calçamentos de ruas. Os poços de visita (PVs) da rede de drenagem localizam-se no centro das ruas, enquanto os PVs da rede de esgoto ficam mais próximos ao calçamento e geralmente possuem a inscrição da empresa de tratamento da rede de esgoto local. Outra forma de distinguir as duas redes é observar se são feitas em tubos em PVC (rede de esgoto) ou manilhas de concreto (rede de drenagem). Além disso, o diâmetro das tubulações de drenagem são sempre maiores.