Powered by WP Bannerize

Em destaque

21 e 22 de abril – aniversários de EVANDA e IVANDA


Publicado em: 21/04/2018
 

EVANDA e IVANDA

 

Feliz aniversário! Hoje e amanhã são dias especiais, pois completar mais um ano de vida é um momento de alegria, de celebrar junto dos que mais amam, junto daqueles que têm um sorriso e um abraço sinceros para compartilhar com vocês nestes dias de festas.

 

Abram  seus corações para todas as felicitações, para a alegria que é a dádiva da vida e usufruam dela o melhor que conseguirem.

 

Parabéns e muitas felicidades! Que a vida continue sorrindo e presenteando vocês com as melhores graças, com muito amor, com muita saúde, amizade e felicidades mil. Desejos de um dia muito feliz e que vocês possam celebrar a vida hoje e sempre, e celebrarem-se a si todos os dias das suas vidas.

 

Parabéns, feliz aniversário!

 

São os votos de todos nós do portal de notícias UAIGENTE.



Avô de Pelé levava vida simples de carroceiro em Três Corações


Publicado em: 18/04/2018
 

Há 55 anos, o Estado de Minas e a TV Itacolomi encontraram, trabalhando de carroceiro na lenharia de uma de suas filhas, em Três Corações, Jorge Lino Arantes, avô materno de Pelé. Mesmo com o sucesso meteórico do neto, já bicampeão mundial, o aposentado de 80 anos levava uma vida simples, em 1963, na cidade do Sul de Minas. As imagens raras de Jorge Lino, resgatadas e digitalizadas do acervo da extinta TV Itacolomi, dos Diários Associados, é o sétimo episódio da seção Um momento na história.

 

 

“Trabalha de sol a sol o avô do rei Pelé”, era a manchete do Estado de Minas de 29/11/1963. “Em um barracão da Rua 46, em Três Corações, reside Jorge Lino Arantes, de cabelos brancos, contando 80 anos, que já perdeu a vista direita, mas que trabalha das 6h às 18h, todos os dias, como carroceiro de uma lenharia que pertence a uma de suas filhas”, contava a reportagem.

Jorge é pai de Celeste Arantes, que se casou com João Ramos do Nascimento, o jogador Dondinho. Da união, nasceram Jair (conhecido como Zoca), Maria Lúcia e Pelé  – batizado de Edson em homenagem a Thomas Edison, inventor da luz elétrica. O avô materno de Pelé casou-se duas vezes e contou à reportagem que teve 34 filhos, sendo que o caçula, Wilson José, fruto do segundo casamento, com Maria Veniz, nasceu quando ele tinha 79 anos.

Jorge Lino Arantes trabalhava na lenharia de sua filha do primeiro matrimônio, Jorgina, auxiliado por seu filho, Paulinho, de 9 anos. Disse à reportagem que, mesmo cansado, sentindo-se doente e já tendo perdido a vista direita, era obrigado a trabalhar, pois era aposentado do Instituto de Aposentadorias e Pensões dos Empregados em transportes e cargas (IAPETC), mas a pensão de 4 mil cruzeiros atrasava até 10 meses – e quando chegava já estava comprometida com o senhor Nadra Gadbem, dono do armazém onde a família comprava a crédito há mais de 30 anos.

PELÉ É SEU ÍDOLO

Arquivo EM

 

Mesmo sem receber visitas de seu neto, que não visitava Três Corações desde 1958, Jorge Lino tinha verdadeira adoração por Pelé, que segundo ele lembrava sempre dos parentes, escrevendo cartas e enviando retratos e recordações. Também Pelé o ajudou muito financeiramente, pois quando suas dívidas eram muitas, com os credores ameaçando tomar suas propriedades, Pelé se prontificou a ajudá-lo e adquiriu toda uma vila, inclusive a casa onde o craque nasceu, na Rua Treze.

 

Aos 80 anos, Jorge Lino Arantes, avô materno do Rei, trabalhava de carroceiro na lenharia de uma de suas filhas.

Os encontros com o Rei eram poucos, mas emocionava Jorge Lino. No início de 1963, esteve em Santos para ver o neto jogar. Em 1969, na primeira partida depois do milésimo gol de Pelé, no Mineirão, o EM levou Jorge Lino ao encontro de Pelé. Em 1971, recebeu a visita do neto ilustre, homenageado com uma estátua no centro da cidade natal.

 

Arquivo EM
(Portal Uai)


18 de abril – aniversário de NETO CORTES


Publicado em: 18/04/2018
 

NETO CORTES,

 

Abra os olhos e sinta o prazer da vida,
pois hoje é um dia muito especial.
É o seu aniversário!

 

É um dia para refletir
sobre o ano que passou.
Foram muitos erros e acertos,
mas sempre a certeza
de viver intensamente cada dia,
aproveitando cada momento
para aprender e evoluir.

 

Pois, cada dia é mais um passo
na longa caminhada da vida.
E certamente você como ninguém
sabe a pessoa especial que é.

 

Desejamos tudo de bom!
Que você possa ser feliz
e faça os outros felizes,
pois não há dádiva maior
que a vida e o amor.

 

Por isso, nunca pare a busca
pelo crescimento interior
e continue sempre a ser
a pessoa que você é.
Feliz Aniversário!

 

São os votos de todos nós do portal de notícias UAIGENTE.



Boney M – conheça sua história


Publicado em: 10/04/2018
 

Boney M é um grupo de disco’ music europeu, que teve um grande sucesso durante os anos 70. Foi criado pelo produtor alemão Frank Farian em 1976, e era composto por quatro artistas das Índias Ocidentais que trabalhavam em Londres, na Alemanha e na Holanda (Marcia Barrett – jamaicana, Liz Mitchell, Maizie Williams e o ex-DJ Bobby Farrell).

 

 

Especula-se que, quando Frank Farian lançou pela primeira vez a canção “Baby Do You Wanna Bump?”, em 1974 com o nome de Boney M, a voz na gravação era a dele, e só quando a música virou um sucesso é que ele decidiu arranjar um grupo de dançarinos e um vocalista para inventar um “grupo”. O nome “Boney” era de um personagem de uma série de TV na Austrália. O grupo evoluiu antes de ter os integrantes que conhecemos hoje: só Maizie Williams participou desde o princípio.

 

 

Há boato envolvendo a primeira gravação, pois: a música não tem uma letra de fato, só uma voz masculina repetindo periodicamente o título, ou palavras e letras separadas,é óbvio, quando se ouve, que o vocalista canta uma oitava abaixo de seu timbre verdadeiro o côro de fundo é muito genérico a autoria da música é creditada a Zambi e editada por Intro, diferente de qualquer outra música de Boney M.

 

 

 

Antes de cantar, Maizie Williams começou carreira como modelo “Rivers of Babylon” se tornou o segundo maior sucesso de vendagem no Reino Unido em 1978, quando a música “Brown girl in the Ring”, que também compunha o disco, também se tornava sucesso nas rádios. Foi, na época, o único single além de “Mull of Kintyre” (gravada por Paul McCartney), a vender mais de dois milhões de cópias no Reino Unido.

 

 

Eles novamente conseguiram mais de 1 milhão de cópias vendidas no Reino Unido com sua versão de um clássico do calypso, Mary’s Boychild (anteriormente gravada por Harry Belafonte).

 

 

Outros sucessos incluíram:

Daddy Cool (lançada em 1976 – chegou a vender 100 mil cópias semanais na Alemanha)

Sunny (de 1976 – no Brasil, Léo Jaime fez uma versão desta música, chamada Sonia(
a bem conhecida Ma Baker (de 1977)

Rivers of Babylon teve também uma versão de sucesso no Brasil interpretada pela cantora Perla, muito popular na época.

Love for Sale (1977)

Nightflight to Venus (1978)

Rasputin (de 1978)

Hooray, hooray, It’s a Holi-Holiday” (1979)

Painter Man (em homenagem a Andy Warhol)

Em 1986, dez anos após o lançamento de sua formação mais conhecida, o grupo já acumulava 18 discos de platina, 15 discos de ouro e cerca de 150 milhões de unidades vendidas pelo mundo. O grupo se desfez naquele ano, porém o sucesso de alguns remixes (como Daddy Cool – Anniversary Remix) continuou.

 

Tentou-se recriar o grupo com nova formação, porém o sucesso continuou a ser o da formação original.

 

 

Líder dos Boney M encontrado morto em hotel

Líder dos Boney M encontrado morto em hotel (COM VÍDEO)

Foi um símbolo do disco sound dos anos 70 e o rosto do grupo Boney M: Bobby Farrell morreu esta quinta-feira aos 61 anos.

 

Segundo referiu o seu agente John Seine, Farrell foi encontrado morto num quarto de hotel em São Petersburgo, na Rússia, depois de uma actuação na quarta-feira.
O cantor tinha-se queixado de problemas respiratórios antes e depois do espectáculo, mas ainda não foi oficializada a causa da sua morte.
Farrell era o único membro masculino dos Boney M, que ficaram famosos graças a êxitos como ‘Rivers of Babylon’ e ‘Daddy Cool’.

O grupo separou-se em 1986, mas Bobby Farrell continuava a actuar a solo. Tinha um concerto de Ano Novo agendado para Itália.

(www.letras.com.br // cmjornal.pt)
vídeos: youtube

 



A 1a Rainha da Fenacafé tem 21 anos, é professora e atleta de Karatê e cursa o último ano de Psicologia no Unicerp


Publicado em: 06/04/2018
 

Bianca Leão,21 anos, atleta, professora de Karatê e modelo, é a Rainha da 1ª Fenacafé em Patrocínio (MG). Ela foi eleita na noite desta terça-feira, 3, no Restaurante Central do Parque de Exposições Brumado dos Pavões.

 

Concorrendo com Dayane Silva, de 19 anos e Tâmara Isa da Silva, de 25 anos, – que foram candidatas fortes e eleitas princesas – Bianca agora reina por um ano, até a próxima Fenacafé.

 

O evento foi promovido pela Prefeitura de Patrocínio, através da Secretaria de Cultura.

 

Cada candidata realizou uma prova de trabalho social com arrecadação de fraldas geriátricas e leite de caixinha. Os produtos arrecadados foram doados para o HJ Viver e Casa do Idoso Recanto São Vicente. O objetivo da prova foi mobilizar a população. Esse foi um dos critérios de desempate na eleição da rainha.

candidatas

As rainha e as princesas, nos dias que antecederam o concurso, recolheram produtos para entidades assistenciais do município

Segundo Eliane Nunes, secretária Municipal de Cultura, “o concurso destaca a beleza da mulher patrocinense, divulga nosso município, a cultura do café, sua qualidade e importância para nossa cidade, além de promover a solidariedade por meio do serviço social que é realizado, antes e depois do concurso, pelas rainha e princesas do café.”

Várias empresas e entidades públicas e privadas estão apoiando e patrocinando o evento.

Agora, Bianca Leão, estudante de Psicologia no Unicerp, fica no posto até o próximo concurso em 2019, com a missão de representar a tradição de Patrocínio em sua cultura do café, qualidade e importância na divulgação de eventos durante viagens, feiras entre outros compromissos.

(Redehoje)