Powered by WP Bannerize

Em destaque

16 de julho – Dia de Nossa Senhora do Carmo


Publicado em: 16/07/2018
 

Nossa Senhora do Carmo tem origem no século XII, quando se um grupo de eremitas começou a se formar no monte Carmelo, na Palestina, terra Santa, iniciando um estilo de vida simples e pobre, ao lado da fonte de Elias, que se estendeu ao mundo todo.

 

A palavra Carmo, corresponde ao monte do Carmo ou monte Carmelo, em Israel, onde o profeta Elias se refugiou. A palavra carmo ou carmelo significa jardim.

 

História de Nossa Senhora do Carmo e os carmelitas

A ordem dos carmelitas venera com carinho o profeta Elias, que é seu patriarca, e a Virgem Maria, venerada com o título de Bem Aventurada Virgem do Carmo. Devido ao lugar, esse grupo foi chamado de carmelitas. Lá, esse grupo de eremitas construiu uma pequena capela dedicada a Senhora do Carmo, ou Nossa Senhora do Carmelo.

Posteriormente os carmelitas foram obrigados a ir para a Europa fugindo da perseguição dos muçulmanos. Aí se espalhou ainda mais a Ordem do Carmelo.

 

Devoção a Nossa Senhora do Carmo

Com a expulsão dos carmelitas de Israel, a devoção a Nossa Senhora do Carmo começou a se espalhar por toda a Europa. Também foi levada para a América Latina, logo no começo de sua colonização, passando a ser conhecida em todos os lugares. E não somente no Carmelo. Foram construídas várias igrejas, capelas e até catedrais dedicadas a Senhora do Carmo.

 

Aparição de Nossa Senhora do Carmo a São Simão

São Simão era um dos mais piedosos carmelitas que vivia na Inglaterra. Vendo a Ordem dos Carmelitas ser perseguida até estar prestes a ser eliminada da face da terra, ele sofria muito e pedia socorro a Nossa Senhora do Carmo.

 

Sua oração, que os carmelitas usam até hoje, foi a seguinte: Flor do Carmelo, vide florida. Esplendor do Céu. Virgem Mãe incomparável. Doce Mãe, mas sempre virgem. Sede propícia aos carmelitas. Ó Estrela do mar.

 

Então Maria Santíssima, rodeada de anjos, apareceu para São Simão, entregou-lhe o Escapulário e lhe disse: Recebe, meu filho muito amado, este escapulário de tua ordem, sinal do meu amor, privilégio para ti e para todos os carmelitas. Quem com ele morrer não se perderá. Eis aqui um sinal  da minha aliança, salvação nos perigos, aliança de paz e amor eterno. A partir desse milagre, o escapulário passou a fazer parte do hábito dos carmelitas.

 

Milagre de Nossa Senhora do Carmo

A partir da aparição de Nossa Senhora do Carmo a São Simão, a Ordem do Carmelo começou a florescer na Europa e em vários lugares do mundo, permanecendo firme até os dias de hoje.

 

O Escapulário de Nossa Senhora do Carmo, tradição do Carmelo

A palavra escapulário, vem do latim, escápula, que significa  armadura, proteção. O escapulário é uma forma de devoção a Maria Santíssima. O uso do escapulário é um sinal de confiança em Nossa Senhora do Carmo. A pessoa que o usa, é coberta com a proteção e as graças da Virgem Do Carmo.

 

O escapulário, segundo o Concilio do Vaticano II é um Sacramental, um sinal sagrado, obtendo efeitos de proteção da Igreja Católica. É uma realidade visível que nos conduz a Deus. Santa Tereza dizia que: portar o escapulário, era estar vestida com o hábito de Nossa Senhora.

 

Oração a Nossa Senhora do Carmo

Senhora do Carmo, Rainha dos anjos, canal das mais ternas mercês de Deus para com os homens. Refúgio e advogada dos pecadores, com confiança eu me prostro diante de vós, suplicando-vos que obtenhais a graça que necessito, ( pede-se a graça). Em reconhecimento, solenemente prometo recorrer a vós em todas as minhas dificuldades, sofrimentos e tentações, e farei de tudo que ao meu alcance estiver, a fim de induzir outros a amar-vos, reverenciar-vos e invocar-vos em todas as suas necessidades.

Agradeço as inúmeras bênçãos que tenho recebido de vossa  mercê e poderosa intercessão.

Continuai a ser meu escudo nos perigos, minha guia na vida e minha consolação na hora da morte. Amém. Nossa Senhora do Carmo, advogado dos pecadores mais abandonados, rogai pela alma do pecador mais abandonado do mundo. Ó Senhora, rogai por nós que recorremos a vós.

 



15 de julho – Dia do Homem


Publicado em: 15/07/2018
 

O Dia dos Homens é comemorado anualmente em 15 de julho no Brasil.

 

Esta data foi inspirada no Dia Internacional do Homem (19 de novembro), e tem o objetivo de conscientizar a população masculina sobre os cuidados que devem tomar com a sua saúde.

 

Afinal, somente em 2015 no Brasil,14.484 homens morreram em decorrência do câncer de próstata.

 

No Brasil, o Dia do Homem foi criado por iniciativa da Ordem Nacional dos Escritores e é celebrado no país desde 1992.

 

Dia do Homem no Brasil

 

Dia Internacional do Homem

O Dia Internacional do Homem é celebrado em vários outros países no dia 19 de novembro, data conhecida por International Men’s Day.

 

O Dia do Homem começou a ser comemorado em 1999, em Trinidad e Tobago, pelo Dr. Jerome Teelucksingh, que com o apoio da Organização das Nações Unidas (ONU), criou a data com o intuito de conscientizar as pessoas sobre os cuidados da saúde e igualdade de gênero masculino.

 

Durante todo o mês de novembro é celebrado a nível internacional o chamado “Novembro Azul” ou “Movember” (uma combinação de “Moustache”, que significa “bigode”, e “November” que quer dizer “novembro”), uma iniciativa que também busca reforçar a consciência da preservação da saúde do indivíduo do sexo masculino.

 

Atualmente no Brasil, a data não tem a mesma importância cultural do que o Dia das Mulheres (08 de março). Mas, aos poucos, parece ter maior aceitação entre a população.

 

Resultado de imagem para imagens do dia do homem

 

Mensagens para o Dia dos Homens

  • Um verdadeiro homem é aquele que sabe reconhecer e compartilhar os seus sentimentos, chorar, agradecer, amar e, principalmente, respeitar o próximo! Feliz Dia dos Homens!

 

  • Um feliz Dia do Homem para os que riem, os que choram e não têm vergonha de demonstrar seus sentimentos!

 

  • Parabéns a todos os homens que são pai, mãe, irmão, amigo e companheiro! Que não apenas hoje, mas todos os dias sejam de respeito e orgulho para vocês! Parabéns!

 



29 de junho – Dia de São Pedro e São Paulo


Publicado em: 29/06/2018
 

O Dia de São Pedro e São Paulo é celebrado em 29 de junho.

 

Estas são festividades típicas da Igreja Católica, em honra ao martírio dos apóstolos São Pedro e São Paulo.

 

A festa de São Pedro é uma das mais comemoradas entre as chamadas “festas juninas”. Normalmente, nestas celebrações são feitas muitas quermesses, arraiás e grandes fogueiras, assim como acontece no Dia de São João.

 

Os cristãos ortodoxos também observam esta festa, mas o fazem no dia 12 de julho.

 

São Pedro e São Paulo

Origem do Dia de São Pedro e São Paulo

A origem desta celebração é muito antiga e, supostamente, ocorre em 29 de junho pois teria sido a data do aniversário de morte e do translado das relíquias de ambos os santos.

 

Pedro era um pescador e foi apontado por Jesus como seu sucessor entre os doze apóstolos e teve a missão de construir uma igreja que continuasse a obra de Jesus.

 

Por outro lado, Paulo de Tarso não esteve entre os doze discípulos que seguiram Jesus mais de perto e inclusive, perseguia cristãos. No entanto, converteu-se e tornou-se um dos grandes evangelizadores da igreja primitiva.

 

Ambos morreram martirizados. São Pedro foi crucificado, mas pediu para que a cruz ficasse de cabeça para baixo, pois não se sentia digno de ter a mesma morte que seu mestre. Já São Paulo foi degolado em Roma.

 

Nesta data ainda é considerada o Dia do Papa, pois São Pedro, segundo os católicos, foi o primeiro Papa da Igreja, além de ter sido o que permaneceu por mais tempo com esse título (37 anos).



27 de junho – Dia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro


Publicado em: 27/06/2018
 

O Dia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro é celebrado anualmente em 27 de junho.

 

A veneração por Nossa Senhora do Perpétuo Socorro surgiu a partir de uma pintura bizantina de Nossa Senhora, datada do século XIII, e que teria sido roubada por um negociante da ilha de Creta, na Grécia.

 

A história cristã conta que o negociante teria sobrevivido milagrosamente a uma violenta tormenta em alto mar, graças a proteção de Nossa Senhora. Quando chegou em Roma, adoeceu mortalmente e procurou um amigo para que ficasse com a missão de devolver a pintura para uma igreja, como forma de se redimir por seu ato de sacrilégio.

 

A Santíssima Virgem apareceu para uma menina de sete anos que pertencia a família do amigo do negociante, que havia ficado com a pintura para si. A criança disse que a Mãe de Deus pediu para que o ícone sagrado fosse colocado na Igreja de São Mateus Apóstolo, sob o título de Perpétuo Socorro, pois esta era a vontade da Santíssima.

 

Atualmente, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro tem o título de padroeira dos Redentoristas.

 

Oração a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

“Ó mãe do Perpétuo Socorro, nós vos suplicamos, com toda a força de nosso coração, amparar a cada um de nós em vosso colo materno, nos momentos de insegurança e sofrimento. Que o vosso olhar esteja sempre atento para não nos deixar cair em tentação. Que em vosso silêncio aprendamos a aquietar nosso coração e fazer a vontade do Pai. Intercedei junto ao Pai pela paz no mundo e em nossas famílias. Abençoai todos os vossos filhos e filhas enfermos. Iluminai nossos governantes e representantes, para que sejam sempre servidores do povo de Deus.
Concedei-nos ainda muitas e santas vocações religiosas, sacerdotais e missionárias, para a maior difusão do reino de filho Jesus Cristo. Enfim derramai nos corações de vossos filhos e filhas a Vossa Benção de amor e misericórdia.
Sede sempre o nosso Perpétuo Socorro na vida e principalmente na hora da nossa morte. Amém.”



24 de junho – Dia de São João


Publicado em: 24/06/2018
 

O Dia de São João é comemorado anualmente em 24 de junho.

 

São João é conhecido como o “Santo Festeiro” e nesse dia são realizadas muitas festas conhecidas popularmente como Festas Juninas, comemorações marcadas por danças e pratos típicos.

 

Alguns símbolos bastante conhecidos nas celebrações são a fogueira, o mastro, os fogos, a capelinha, a palha, o manjericão, a quadrilha, entre outros.

 

Origem do Dia de São João

Existem duas possíveis explicações para a origem do termo Festa Junina. A primeira é pelo fato das comemorações ocorreram durante o mês de junho. Já a segunda teoria afirma ser uma homenagem direta a São João. No princípio, em alguns países da Europa, a festividade era chamada de Festa Joanina.

 

O Dia de São João é celebrado em 24 de junho por ser a data tradicionalmente atribuída ao seu nascimento.

 

São João é considerado o santo mais próximo de Cristo, pois além de ser seu parente de sangue, Jesus foi batizado por João nas margens do rio Jordão.

 

A Festa Junina de São João

Festa Junina

O São João é uma das principais figuras das festas juninas. O Dia de São João também é marcado pela culinária, com várias comidas e doces típicos, como:

  • rapaduras
  • amendoim
  • bolo de milho
  • cocada
  • curau
  • canjica
  • bolo de macaxeira / mandioca
  • paçoca
  • pé de moleque

Existem outros pratos que variam de acordo com a região brasileira em que é celebrado o São João.

Essas iguarias estão quase sempre presentes nas festas. Cidades do interior do Brasil, em especial, fazem festas mais típicas e possuem costumes bastante difundidos entre todos os habitantes, diferentemente do que acontece nas cidades grandes.

O Dia de Santo Antônio e o Dia de São Pedro também fazem parte das tradicionais Festas Juninas.

Receitas de comida típica para a Festa Junina

Arroz Doce (40 min / 6 porções)

  • 1 xícara de arroz arbóreo
  • 1 colher de sopa de manteiga sem sal
  • 1 litro de leite integrada
  • 4 canelas em casca
  • 1 cravo
  • Casca de laranja
  • 1/2 de leite condensado
  • Pé de moleque
  • Paçoquinha

Modo de Preparo:

Aqueça o leite e aromatize com as canelas, o cravo e casca de laranja a gosto. Quando o leite esquentar, reduza o fogo para não deixar ferver.

Em outra panela, derreta a manteiga e coloque o arroz. Mexa sem parar 1 ou 2 minutos em fogo baixo. Quando o grão começar a cozinhar, ele ficará transparente. Nesse momento, comece a adicionar o leite quente bem devagar.

Espere o líquido reduzir para acrescentar a próxima concha até o arroz ficar al dente. Tire os aromatizantes da panela com o leite, acrescente o leite condensado e misture bem.

Bolo de Fubá (1 hora / 12 porções)

  • 4 ovos
  • 2 xícaras de chá de açúcar
  • 2 xícaras de chá de trigo
  • 1 xícara de chá de fubá
  • 3 colheres de sopa de margarina
  • 1 xícara de chá de leite
  • 4 colheres de chá de fermento

Modo de Preparo:

Bata as claras em neve, acrescente o açúcar e misture bem. Em seguida, coloque as gemas, a margarina, o leite, a farinha de trigo e o fubá aos poucos. Misture bem, até obter uma massa lisa e homogênea.

Coloque por último o fermento e misture com uma espátula. Despeje a massa em uma forma untada e asse em forno médio (pré-aquecido) por aproximadamente 30 minutos.

 

 

VEJA TAMBÉM

NASCIMENTO DE JOAO BATISTA