Powered by WP Bannerize

Curiosidades

Cachorra de 96,41 cm é eleita a maior do mundo pelo Guinness Book


Publicado em: 08/09/2016
 

Lizzy mora na Flórida. Seu dono, Greg, diz que ela é bastante sociável

Uma cachorra que mede 96,41 cm ganhou o título de “maior cachorra fêmea do mundo” segundo o Livro Guinness de Recordes. O resultado foi divulgado nessa quarta-feira.

Livro Guinness de Recordes/Reprodução

Lizzy mora na Flórida. Seu dono, Greg, diz que ela tem que comer de uma tigela colocada sobre uma cadeira, porque não alcança o chão. A bacia de água tem que ficar na garagem , porque ela faz muita bagunça !

Greg também disse que Lizzy é bastante sociável, e vive cercada por gatos e dois pequenos terriers.

“Maior rabo do mundo”

Entre a série de recordes divulgada pelo Livro Guinness de Recordes ontem, está o cão Keon, eleito “o cão com maior rabo do mundo”. O rabo do cãozinho Keon tem  76,7 centímetros.

fonte: estado de minas.



Tecnologia antes e depois: como era a vida no passado


Publicado em: 01/09/2016
 
A introdução dos computadores pessoais mudou o mundo nos últimos anos. As transformações causadas por essas máquinas foram tão rápidas que muitos dos hábitos que tínhamos há pouco tempo já não fazem sentido algum para crianças com pouca idade. Tente explicar para alguém nascido nos anos 2000 o que é uma fita cassete ou então pergunte à elas quanto tempo elas passam ‘online’ – uma pergunta que só faz sentido para quem nasceu em uma época que não havia internet e que pode soar como perguntar ‘quanto tempo você permanece usando a energia elétrica da sua casa?’.
Esse conflito de gerações acontece também no ambiente de trabalho, que mudou muito com a chegada dos PCs. O trabalho que antes era feito por vários equipamentos com funções distintas acabou concentrado em apenas uma máquina, menor e mais prática. No entanto, por mais que possam parecer apenas peças de museu, aparelhos como o fax ou o carimbo ainda existem e, a passos largos, são substituídos por programas que executam o mesmo trabalho, mas de forma muito mais veloz. Conheça algum deles:
Máquina de escrever
Mesmo que você nunca tenha visto uma, deve saber com que se parece. Primeiro eram todas mecânicas, depois surgiram as eletrônicas. Mas o princípio é basicamente o mesmo: os tipos (as letras) ficam dentro de um mecanismo que é acionado quando você pressiona uma tecla. Daí, ele entra em contato com uma almofada de tinta e é, então, pressionado contra o papel, imprimindo a letra na hora. Errou? Algumas máquinas eletrônicas tinham uma tinta branca que podia ser batida por cima do erro. Mas se você não a tivesse, era só voltar a folha manualmente e digitar, quer dizer, datilografar por cima.
Resultado de imagem para imagens maquinas de escrever antigas
Mimeógrafo
Máquinas de fotocópias eram caras, por isso, quando alguém precisava copiar algo, era necessário usar um mimeógrafo – uma máquina complicada que, com a ajuda de um estêncil (uma folha com os contornos das letras e desenhos da folha que se quer copiar) e álcool, fazia cópias. Ele era muito usado em escolas, e quem nasceu por volta de 93 ou 94 talvez ainda se lembre do cheiro de álcool perfumado que tomava conta dos corredores das pré-escolas quando era dia de atividade.
Resultado de imagem para imagens maquinas de mimeógrafo
Telex
O Telex era um sistema internacional de comunicação escrita que transmitia textos produzidos a longas distâncias. Parecido com uma máquina de escrever, o Telex usava uma rede de circuitos similar às redes de telefonia e a linguagem do sistema funcionava baseada em código morse. Desnecessário dizer que com a internet e o e-mail, o Telex perdeu a função.
Resultado de imagem para imagens maquinas de telex
Fax
Ainda usado por muitas empresas, mas considerado uma tecnologia defasada, o fax transmite, em um aparelho telefônico, a cópia de um documento. Você coloca um papel no fax, ele escaneia a informação e, do outro lado, outra pessoa imprime a cópia no mesmo aparelho. O fax ainda é usado para transferir documentos que precisam estar autenticados. Isso, pois muitos ainda consideram mais confiável poder verificar uma assinatura em um papel do que em um documento digital.
Resultado de imagem para imagens maquinas de fax
Carimbo
Alguns profissionais ainda usam carimbos, mas boa parte desse mercado está perdido graças à comunicação digital. O carimbo datado está reservado hoje para profissionais da área de saúde e notariais para validar documentos e garantir sua veracidade, já que é a maneira mais simples de ‘imprimir’ algo em cima de outra impressão.
Resultado de imagem para imagens de carimbos antigos
Lista telefônica
Antes um catálogo presente em qualquer casa e um guia fundamental para a vida – encontrar uma pizzaria ou o telefone de uma pessoa eram feitos assim, página após página -, a lista telefônica perdeu completamente o propósito depois das ferramentas de busca online. Os serviços de telefonia disponibilizam listas telefônicas virtuais e, claro, para achar um serviço privado, todo mundo usa a internet. Não existe mais sentido em guardar aquela pilha de livros grossos e pesados acumulando pó.
Resultado de imagem para imagens de lista telefonica antiga
Disquetes gigantes
Aqui poderíamos falar de qualquer mídia – mas os disquetes gigantes são os mais exóticos. Os mais antigos, de 1971, tinham 20cm por 20cm e guardavam 80KB, o equivalente a apenas uma foto com baixa qualidade. Em 1993, os disquetes mais modernos guardavam 5,75mb, o equivalente a 3 fotos em alta qualidade, ou uma MP3 de uns 5 minutos. Hoje, cartões micro-SD e pendrives guardam facilmente mais de 30GB, além de serem muito menores.
Resultado de imagem para imagens de disquetes gigantes
TELEFONE PÚBLICO (ORELHAO)
Quem nunca utilizou um ORELHÃO? Pelo menos uma vez na vida esse acessório público nos ajudou a resolver problemas urgentes ou nos permitiu matar a saudades de conversar com quem amamos. Claro que hoje em dia com os aparelhos moveis, cada vez menos pessoas precisam apelar para o uso destes telefones, mas com certeza sua mãe ou seus avós já utilizaram em algum momento.
Os telefones públicos fazem parte da vida da população brasileira desde 1920, mas foi em 1934 que a Companhia Telefônica Brasileira (CTB) instalou na cidade de Santos, em São Paulo, os primeiros Telefones Públicos de Pagamento Antecipado. Na época somente estabelecimentos credenciados tiveram esse benefício. Para efetuar uma ligação era simples, havia uma caixa coletora de moedas e as ligações eram realizadas com ajuda de uma telefonista.
Em 1934, para fazer uma ligação era necessário ter uma moeda de 400 réis. Porém, com a mudança da moeda brasileira em 1945, foi necessário mudar também o dispositivo interno dos telefones, que passaram a receber duas moedas de 20 centavos. Por causa dessas dificuldades que foi criada, então, as FICHAS TELEFÔNICAS.
Resultado de imagem para IMAGENS FICHA TELEFONICAS


A assustadora – e linda – ponte de corda que está chamando a atenção na Irlanda


Publicado em: 26/08/2016
 

Existem alguns lugares no mundo que parecem existir para desafiar a coragem de seus visitantes e, um cantinho localizado na Irlanda do Norte, está nesta lista.

A Carrick-a-rede-rope-bridge é uma assustadora ponte suspensa de cordas situada perto de Ballintoy, condado de Antrim. Tem medo de altura? Então fique bem longe de lá: a belezinha mede 20 metros de comprimento e fica a 30 metros de altura sobre o Oceano Atlântico unindo uma pequena ilha chamada Carrick-a-Rede – onde existe um pesqueiro de salmão – à costa da Irlanda.

A ponte foi construída em 1755 por pescadores de salmão e sofreu várias restaurações ao longo do tempo, mas mesmo que pareça uma estrutura perfeitamente segura, atravessá-la requer certa coragem.

O local atrai muitos turistas e recebe dezenas de milhares de visitantes anualmente.

fonte: msn

Veja fotos:

18367486

CarrickPonte2

CarrickPonte1

Carrick-a-Rede_Rope_Bridge,_Antrim,_Northern_Ireland_(7107478475)_(2)

Crossing-Carrick-a-Rede-Bridge1

DSC_0147

P1010299



8 multas que você nem sabe que existem


Publicado em: 23/08/2016
 

Que existem coisas bastante incomuns descobrimos a cada dia, mas quando se trata de trânsito também ocorrem coisas bem improváveis. Essas não estão ligadas apenas as atrocidades que os motoristas cometam ou a veículos estranhos circulando, mas também a multas que você nem sabe que existem.

As leis de trânsito, às vezes, podem criar multas que parecem bastante esquisitas, mas que, se pararmos para pensar, nem sempre são sem fundamento. O problema é que muita gente desconhece sobre elas e isso pode pesar no bolso depois, caso pegue um guarda mais atento em cumprir a lei.

Conheça abaixo oito multas que você talvez desconheça:

Fugindo um pouco do tema, você já possui um seguro auto? Eu te aconselho a fazer uma cotação agora.

1 – Molhar pessoas no ponto de ônibus

Quem anda de ônibus já deve estar acostumado a, nos dias de chuva, ficar bem longe da guia para não tomar um banho, afinal, quando os carros passam, vai água para todos os lados. Porém, esse ato pode ocasionar multa aos motoristas, então quem está ao volante deve diminuir a velocidade, se não quiser ser multado e levar pontos na carteira por cometer uma infração leve.

2 – Não usar os limpadores do para-brisa

Isso mesmo: não usar os limpadores do para-brisa gera uma multa considerada infração grave. Mas calma: não é preciso sair por aí com eles ligados o tempo todo, porém, ao começar a chover, é preciso ligá-los, até porque dirigir na chuva sem eles é quase que algo impossível.

3 – Buzinar

Usar a buzina de forma errada gera uma multa leve, por isso para os esquentadinhos que enfiam a mão na buzina para reclamar que foram fechados ou simplesmente para incomodar estão sujeitos à multa. Parar na frente da casa do amigo e buzinar para que ele saia no portão também gera multa.

A buzina só pode ser usada para alertar ao redor e precisa estar relacionada ao trânsito.

4 – Não usar as setas

Quando observamos alguns motoristas no trânsito é até possível pensar que a seta é um item opcional no veículo, pois muitos não fazem uso delas e assim não usam a sinalização adequada. Por isso, se não quiser ter uma infração grave em sua carteira, sempre dê seta ao virar e estacionar.

Se precisa de um empurrãozinho, veja como as multas podem pesar no bolso!

5 – Colocar o braço para fora

Os que acham que podem dirigir como se estivessem no sofá de casa estão enganados: nada de dirigir com o braço para fora do veículo e ainda pegar um bronzeado. Esse fato, além de colocar em risco a integridade do motorista, faz com que ele não dirija com as duas mãos no volante, o que não é permitido. Por isso, se não quiser uma multa média, mantenha os dois braços dentro do veículo.

6 – Atirar objetos na via

Jogar objetos em via pública, além de ser porco, acaba gerando multa ao motorista. O ideal é sempre ter um lixo dentro do carro para juntar as coisas e depois jogar no local adequado, a menos que queria levar 4 pontos na carteira e desembolsar alguns reais.

7 – Parar longe da guia

Saber fazer baliza não é só uma questão de mostrar que sabe dirigir. Não saber estacionar o carro corretamente, deixando a mais de 50 cm da guia, gera multa, além de atrapalhar o trânsito.

Dá ainda para levar em conta que, deixando o veículo muito no meio da rua, corre-se o risco de alguém passar e ralar todo o carro, indo embora e te deixando no prejuízo, se não tiver um bom seguro de carro.

Agora, saber estacionar vai ser mais que uma questão de simples honra, vai evitar também multas.

Por falar nisso, se você ainda tem dificuldade com a baliza, pode ver aqui como fazer uma baliza perfeita de maneira simples.

8 – Cobrar tarifa com o veículo em movimento

Essa vai para os motoristas de ônibus, Uber ou táxis, que querem fazer tudo ao mesmo tempo, dar o troco para o passageiro e ainda dirigir o ônibus. Nesse caso, ser multitarefa rende uma multa, por isso é bom dar o troco antes de sair do lugar.

Você já conhecia essas multas? O que acha delas? E tem alguma multa estranha que já levou e não esteja na lista? Compartilhe nos comentários para que outros motoristas não saiam no prejuízo.

fonte: msn



Por que na Islândia não existem formigas?


Publicado em: 19/08/2016
 

As formigas são pragas comuns com as quais somos obrigados a conviver, seja em nossas casas ou mesmo na natureza. Falando nisso, vocês comem alimentos que as formigas passaram em cima? Sabia que fazer isso pode ter um grande perigo? Entenda sobre o assunto na nossa matéria que explica porque temos de ter cuidado com os alimentos que as formigas passaram em cima.

 

Bom, pelo fato de acharmos formigas com muita facilidade, todo mundo acha que as formigas estão presentes em todos os lugares do mundo, mas o que pouca gente sabe é que na Islândia não existe formigas. A razão por trás deste fenômeno foi explicada por um pesquisador que após vários estudos chegou a uma teoria sobre a ausência de insetos no país.

 

A Islândia é um dos países mais seguros do mundo. O país tem água pura, a maior expectativa de vida, e ironicamente, o país tem mais ovelhas do que pessoas. Além disso, a Islândia não tem exército, marinha, forças aéreas, e como já citamos, a Islândia também não tem formigas.

001

Xavier Espadaler Gelabert, um especialista que há 35 anos tem estudado as formigas em diferentes lugares da Terra, argumenta que esse tipo de inseto geralmente faz o ninho no chão. Porém, a Islândia, que está situada a nordeste da Europa, tem superfícies tão geladas, que “não permite que os insetos tenham tempo o suficiente para colocar seus ovos e larvas”, explica Espadaler.

 

Para deixar mais esclarecido, o especialista acrescenta que, no caso das formigas, tendo em conta que os diferentes tipos de espécies tem um intervalo de tempo de um mês a um ano para transcender a incubação dos ovos até o momento do nascimento, e na Islândia, esse ciclo natural é muito mais lento e não tem  condições climáticas favoráveis para dar vida a estes pequenos animais. Isso iria acontecer nos lugares mais gelados do mundo, como na Sibéria, por exemplo. Então, de acordo com o especialista, a razão pela qual a Islândia não tem formigas é devido ao frio.

002

 

Em contraste com os resultados dos estudos de Espadaler, Ingvar Örn Ingvarsson, um homem que trabalha com turismo no país, diz que existe sim formigas na região, embora esteja em menor número do que em outros países, e raramente são vistas. Örn ainda firma que desde 1994 lá existe as Lasius Niger, uma subfamília de formigas, muito ocasionalmente vistas em Reykjavik, no sul e oeste da Islândia.

2

 

No entanto, elas só foram observadas dentro de algumas casas, de modo que Espadaler argumente que isso é irrelevante para defender a existência de formigas com base naqueles que são mantidos em um abrigo diferente do ambiente natural. Bom, vocês sabem muito bem o que nós passamos com as formigas aqui no Brasil, qualquer migalha deixada para trás é motivo para reunir dezenas de formigas, e com certeza os islandeses não sabem como isso é chato.

E aí caros leitores, já sabiam que na Islândia não existe formigas? Comentem!

fonte: http://www.fatosdesconhecidos.com.br