Powered by WP Bannerize

Centro de educação criança feliz terá atividades encerradas no final do ano

Publicado em: 30/11/2018
 

Na manhã da última quarta-feira dia 28, aconteceu uma reunião entre o presidente do Conselho Metropolitano (sediado em Patos de Minas), da Sociedade São Vicente de Paulo – SSVP, José Antonio de Andrade, com pais de alunos do Centro de Educação Infantil Criança Feliz em Patrocínio. A assembléia serviu para que o presidente pudesse informar aos pais, do encerramento em 31 de dezembro das atividades do Centro de Educação, que há 39 anos é dirigido pela SSVP na cidade, sendo o mais antigo educandário do gênero no Município. A notícia segundo o que colheu de informação a reportagem da Difusora95 junto a pessoas ligadas a Creche, pegou muitos pais e até mesmo colaboradores de surpresa pelo fato de estes possuírem uma posição de que haveria a finalização da gestão por parte da Sociedade São Vicente, mas, isso só ocorreria em 2019 e no final do ano, e não agora em 2018.

 

Diante ao impasse a reportagem da Difusora95, tão logo acionada pelos pais dos 91 alunos que estudam na Criança Feliz, procurou Sinval Vaz, presidente do Conselho Central da SSVP, de Patrocínio, que disse ter ciência da situação, mas que cabe hierarquicamente ao Conselho Metropolitano a decisão.

 

A reportagem tentou ainda na quarta-feira dia 28, contatos com o presidente do Conselho Metropolitano, o que só veio ser possível na tarde desta quinta-feira dia 29. Questionado sobre as denúncias feitas ao jornalismo da Difusora, por parte dos pais de alunos da Creche, de que a atitude tomada pelo presidente Andrade, estava em desacordo com a postura da SSVP, ao deixar as crianças e familiares na mão em um momento difícil, este disse que a educação não é item que faça parte do Estatuto da Sociedade São Vicente de Paulo, e que esta, tem por objetivo cuidar de pessoas em situação de vulnerabilidade social, ou seja, realizar assistência social e não da educação, o que é responsabilidade do Município.

 

Sobre o informe dado somente na reunião da última quarta-feira, José Antônio explicou que foi solicitado por ele a criação de uma Comissão junto ao Conselho Central em Patrocínio, para realizar as devidas tratativas junto aos pais de alunos no educandário e ainda junto ao Município, para que houvesse a municipalização do Centro de Educação Criança Feliz, ou seja, a saída da administração da SSVP e iniciada a gestão pela Secretaria de Educação do Município.

 

Vale lembrar que o informe sobre a municipalização da Creche, foi feito pelo prefeito Deiró Marra ao vivo em entrevista ao Rádio Comunidade da Difusora95. De acordo com o prefeito, a forma como a SSVP quer ceder a Creche para a Prefeitura, é inviável, pois a Sociedade São Vicente que uma entidade filantrópica, quer é alugar o educandário, para que a administração municipal a mantenha de portas abertas, e desta forma a Prefeitura não aceitaria a proposta de municipalização feita.

 

O presidente do Conselho Metropolitano disse ainda que os recursos que são repassados através do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica – FUNDEB, a SSVP para a gestão da Criança Feliz, não são suficientes, tendo a Sociedade São Vicente, que retirar dinheiro de outras obras que ela mantem na cidade, como a Casa do Idoso recanto São Vicente de Paulo, para manter a Creche, e esse desvio de recursos, não condiz com os ideias da SSVP, por isso o fechamento.

 

Vale aqui lembrar que o Município já possui um déficit grande de vagas para crianças de até seis anos de idade. E caso houver a finalização dessas 91 vagas que a Criança Feliz abriga atualmente, a busca por uma vaga em um dos Centro de Educação Infantil em 2019, se tornará ainda mais árdua.

 

No link abaixo é possível ouvir na íntegra a entrevista concedida a Difusora95, pelo presidente do Conselho Metropolitano, José Antônio Andrade, inclusive ele até pondera sobre o fato de a reportagem ter o informado que a notícia dada por ele enquanto membro da SSVP, assustou a comunidade.