Powered by WP Bannerize

Aviao cai em Patos de Minas e mata 05 pessoas

Publicado em: 04/11/2018
 

Um avião experimental de pequeno porte caiu na manhã deste domingo (04) em uma área de pastagens próxima ao Aeroporto Regional de Patos de Minas/MG, no Alto Paranaíba. Cinco pessoas estavam na aeronave, dois adultos e três menores. Não há sobreviventes. Corpo de Bombeiros, Samu, Polícia Militar e Polícia Civil foram para o local.

 

Os corpos das cinco vítimas foram dilacerados. As investigações estão sendo feitas. Morreram um casal de adultos, um adolescente e duas crianças. A princípio, foram verificadas 4 mortes. No entanto, após uma averiguação mais detalhada, foi encontrada a quinta vítima em meio às bagagens. Testemunhas informaram que o motor do avião parou, a aeronave então virou no ar e caiu de ponta no solo.

 

A aeronave, de matrícula PRZMZ, é de fabricação brasileira e de uso particular. Produzido em 2013, o avião de pouso convencional atinge até 230km/h e possui local de garagem no Aeroporto de Botelho, Brasília/DF. O piloto patense Edvar Marques estava no Aeroporto quando o avião passou pelo local. Ele disse que a aeronave apresentava indícios de estar com problemas.

 

O Delegado Regional Luiz Mauro Sampaio confirmou que cinco pessoas decolaram na aeronave. Eram dois adultos e três menores. Uma equipe do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos- CENIPA-, da Força Aérea Brasileira, está vindo a Patos de Minas para analisar qual a causa do acidente.

 

 

O Corpo de Bombeiros fez a retirada das vítimas. Todos os cinco ocupantes estavam bastante feridos, com fraturas e dilacerações. Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal de Patos de Minas, onde foi feita a constatação da morte.

Entre os mortos, estão três menores, ainda não identificados, mas que aparentam ter entre 10 e 16 anos, e dois adultos, identificados como sendo o médico radiologista natural de Varginha/MG, porém morador de Brasília, Marcos Nogueira Chagas, de 45 anos, e sua esposa Carla Giannine Pereira Medina, de 44 anos, que também é médica. A aeronave estava regular, mas estaria com excesso de passageiros.

 

 

 

VEJA TAMBÉM