Powered by WP Bannerize

Prefeito se reúne com comando das Polícias Militar e Civil para debater sobre atentado contra coletivo

Publicado em: 11/02/2017
 

A Câmara dos Vereadores realizou reunião extraordinária na noite desta quinta-feira (09), onde uma das matérias votadas e aprovadas foi o Processo de Lei que adota novo sistema para concessão de permissões para o serviço de mototaxista e motofrete em Patrocínio. A matéria gerou polêmica, inclusive com bate-boca e os prestadores desse serviço que estavam na reunião acabaram deixando o plenário antes do término da reunião.  Minutos depois um ônibus de transporte coletivo foi incendiado no bairro Nações por quatro indivíduos que entraram no mesmo e jogaram gasolina, depois que outro suspeito ordenou que o motorista e passageiros descessem.

 

Mediante a toda essa situação, o prefeito Deiró Marra, se reuniu com o comando do 46º Batalhão da Polícia Militar e posteriormente falou à imprensa sobre o ocorrido e garantiu que vai sancionar a Lei aprovada pelos vereadores que reduz o número de profissionais e ainda estabelece algumas normas para que o mototaxista ou motofretista possa desempenhar a função.

 

Deiró explicou que se espelhou na Lei que vigora em Uberaba e condenou o ato de vandalismo classificando os autores de “bandidos que se transfiguram de mototaxistas” e afirmou que recebeu informação que no meio do grupo que cometeu o crime havia pessoas com identificação de mototaxistas e que foram até o local para cometer um ato de covardia. Desafiou ainda essas pessoas a enfrentar a Polícia Militar ao invés de trabalhadores desarmados como foi o que aconteceu.

 

Questionado se teme novas retaliações, Deiró disse que as Polícias Militar e Civil já estão tomando as providências e espera que os autores em breve estejam presos, mas frisou que isso foi uma tentativa de intimidar o Poder Público e os órgãos de segurança, o que não acontecerá e afirmou ainda que está trilhando o caminho certo com as novas medidas.

 

 

Avaliação de servidores 

A Câmara dos Vereadores aprovou por 10 x 4 o Processo de Lei que disciplina avaliação do funcionalismo público do município. Essa avaliação será feita de forma anual e segundo o prefeito Deiró Marra o objetivo, segundo ele é de qualificar o servidor e que está cumprindo uma decisão a nível de Lei Federal que permite que essa ação seja feita. Ele lembrou ainda que não basta o servidor se tornar efetivo, mas sim demonstrar ano a ano competência para desenvolver o trabalho no município. A matéria foi aprovada em caráter de urgência.

 

Renato Oliveira