Powered by WP Bannerize

Deic apreende caminhão de patrocínio carregado de cacoína

Publicado em: 08/02/2016
 

Policiais do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) prenderam, em Sumaré, três integrantes de um bando especializado em roubo de cargas. Com o trio, foram achados 264 tijolos de cocaína pura, avaliada em R$ 6 milhões.

 

O material estava acondicionado em um compartimento secreto na carroceria de um caminhão. A ação aconteceu na noite de segunda-feira (1) e divulgada na manhã desta terça (2). A droga e os detidos foram levados para a sede do Deic em São Paulo.
Os motoristas José Jorge Ribeiro de Brito, de 57 anos, e Joeber Márcio Gonçalves Batista, de 32 anos, e o serralheiro Lindimarque Martins da Silva, de 21 anos, foram pegos em uma oficina mecânica para veículos pesados, na Rua Papa João Paulo I, no Jardim São Judas Tadeu, região da Área Cura, no limite entre Sumaré, Campinas e Hortolândia.
De acordo com o delegado João Renato Wesolowski, titular da 4ª Delegacia de Investigações sobre Fraude Contra Seguro (Divecar), as atividades do bando eram apuradas havia seis meses, com a apreensão de um fuzil e uma pistola 9 mm e a prisão de um dos líderes, em Santana de Parnaíba, e depois com as prisões de outros dois braços da liderança que participaram de um roubo a chácara de familiares de um juiz, em Jundiaí.
Na época, foram apreendidos armamentos e veículos. A principal atividade da quadrilha, segundo Welosowski, é roubo de carga na região do Triangulo Mineiro e Goiás.
Durante as investigações, equipes da 4ª Divecar descobriram uma movimentação da quadrilha em Sumaré e passaram a monitorar as atividades do bando. Na segunda, os policiais tiveram informações que ocorria uma reunião na oficina e no local descobriram que as atividades aconteciam em um caminhão Scania.
Os policiais cercaram a oficina e detiveram Brito, Batista e Silva. Em buscas no caminhão, os policiais acharam os tijolos de cocaína na carroceria, dentro de um compartimento feito de chapa de aço com 2,5 m de altura, 2,5 de comprimento e 20 cm de largura.
Os dois motoristas afirmaram morarem em Minas Gerais. O serralheiro mora na mesma rua da oficina. Os suspeitos afirmaram que a droga foi carregada na cidade de Itumbiara, em Goiás, e seguiria para a Região Metropolitana de São Paulo.
Segundo o Deic, as investigações continuarão para descobrir o destino da droga e também para o desmantelamento de toda a quadrilha, cujo número de integrantes não foi informado.
O trio tinha a função de transportar e distribuir a droga e foram autuados por tráfico e associação ao tráfico.

fonte: http://correio.rac.com.br